As 10 Melhores Ideias de Negócios para 2021: Confira Ideias de Negócios Lucrativos, Pequenos, Com Pouco Investimento e Muito Mais!

Empreender nunca esteve tão em alta. 

O acesso rápido e fácil a informações, cursos e treinamentos está permitindo que pessoas, que antes viam o empreendedorismo como exclusivo para pessoas com muito dinheiro, hoje tenham a possibilidade de criar seu próprio negócio do zero, com pouco ou nenhum recurso, e se aventurar no mundo do empreendedorismo. 

Uma boa ideia e muita dedicação podem transformar o que a princípio seria uma renda extra em uma mina de ouro.

Neste artigo trouxemos as 10 melhores ideias para empreender em 2021, escolha a que mais combina com você e comece a tirar seu planejamento do papel.

As 10 Melhores Ideias de Negócios para 2021

1. Venda de produtos no e-commerce

Vender online hoje já não é apenas uma facilidade, mas uma necessidade e a realidade de muitos comerciantes que tiveram que fechar as portas devido ao covid-19.  

Para quem quer iniciar, são muitas as vantagens de optar por criar um e-commerce em vez de uma loja física. A principal delas é o menor custo com aluguel de espaço e taxas de luz e água. 

No mundo online você escolhe uma plataforma onde hospedar seu site e cria sua loja. 

E, às vezes, basta apenas isso mesmo. Uma das modalidades de loja virtual é baseada na estratégia de dropshipping, na qual não é necessário manter um estoque dos produtos. Você encontra fornecedores confiáveis, faz as vendas pelo seu site e faz o pedido para o fornecedor, que fica responsável pelo envio dos produtos.

Mas vamos deixar claro que apenas ter uma loja não significa que as vendas vão chegar sozinhas, para quem pensa em entrar nessa área é interessante estudar também sobre design, marketing digital, gestão de tráfego e vendas. Assim, suas chances de lucrar são muito maiores.

Essas mudanças na forma de vender e consumir potencializaram um mercado que já vinha sendo explorado e, hoje, apresenta um mundo cheio de possibilidades em vários segmentos como moda, eletrônicos, alimentos e até mesmo infoprodutos.

No nicho de e-commerces plant-based e veganos vemos novas lojas surgirem a cada dia trazendo inovação e acessibilidade a produtos que não são tão facilmente encontrados em lojas físicas e em cidades menores.

2. Venda de produtos plant-based

O mercado plant-based cresce cada vez mais. A procura por produtos com um menor impacto negativo ao meio ambiente e saúde dos animais dita uma mudança nas preferências e hábitos dos consumidores.

Uma pesquisa da Good Food Institute mostrou que no Brasil 49% dos consumidores estão reduzindo a carne das refeições.

Mas não é apenas a alimentação que é influenciada, os produtos mais procurados e que você pode começar a vender são de higiene pessoal, produtos de limpeza, decoração e produtos artesanais como cosméticos.

3. Consultoria digital para empresas

Se você tem algum conhecimento em marketing digital, gestão de projetos, SEO, redes sociais e outras áreas do mercado digital, a consultoria pode ser a escolha perfeita de uma ideia de negócio com pouco dinheiro.

Muitas empresas e empreendedores não têm o conhecimento necessário para ter sucesso online sozinhos e por isso buscam alguém que analise as estratégias e ofereça alternativas aos processos para adequá-los ao comportamento do consumidor. 

4. Moda vegana

O crescimento do veganismo se estende até o mundo fashion também e é uma ideia de negócio lucrativo onde você pode ter muito sucesso.

Mas a moda vegana não se baseia somente na diminuição da exploração animal no que vestimos, vai muito além disso, englobando toda a questão de sustentabilidade ambiental e social e consumo consciente. 

As marcas de roupas e acessórios veganos têm se desenvolvido mais a cada ano, ocupando seu lugar no mercado e atraindo muitos consumidores. E só porque é vegana, não significa que não é cheia de estilo, veja as principais marcas de moda vegana do Brasil neste artigo.

Se você ama moda e pensa em começar a produzir roupas e acessórios, pode criar sua loja online para ganhar dinheiro com isso. 

Ou se costurar não é seu forte, mas a moda te interessa, uma alternativa é focar na moda sustentável criando, por exemplo, um brechó online onde você faz a curadoria de peças usadas e capta clientes conscientes.

5. Redação e edição de conteúdo para web

Apesar dos inúmeros aplicativos e redes sociais voltadas para vídeos e fotos, a escrita não perdeu seu lugar de importância. 

Muito pelo contrário, os blogs e conteúdos que captam clientes para as empresas estão em alta no mercado e ser um bom profissional da área pode trazer muito dinheiro. 

Além de ser uma ideia de negócio em casa, onde você precisa apenas de um computador e acesso à internet para trabalhar.

Se você escreve bem e gosta de editar conteúdos, transformar isso em uma profissão é uma ideia de negócio digital. 

Existem sites de trabalhos freelancer como o Upwork e o 99Freelas onde você pode conseguir seus primeiros trabalhos e começar a montar o seu portfólio.

6. Desenvolvimento e criação de sites

Não é todo mundo que sabe criar um site personalizado e que funcione sem problemas tanto no desktop quanto no celular (mobile-friendly), principalmente no momento atual onde vários empreendedores estão se voltando para o meio digital para sobreviver. 

Isso criou uma demanda por desenvolvedores de sites como blogs e e-commerces. Você pode estudar as linguagens de programação e fazer cursos para aprender, além de também poder focar na construção de sites pelo WordPress. Escolha o seu método e comece a montar seu portfólio para oferecer seus serviços.

7. Investimento em franquias

Em julho deste ano, a Associação Brasileira de Franchising (ABF) divulgou o faturamento anual de mais de 167 bilhões no setor. 

Investir em uma franquia é uma ótima ideia para empreender, afinal, você não começa um negócio sozinho, você tem todo um plano pré-definido a seguir que o ajudará a ter mais chances de sucesso. 

Claro que é necessário escolher com cuidado onde investir seu capital, faça uma pesquisa aprofundada sobre a empresa, sobre o mercado em que ela atua e como é o suporte que oferece aos seus franqueados.

Existe também a modalidade de franquia express, utilizada pela empresa de cosméticos veganos, Orgânica Body&Spa, que permite que o franqueado leve o carrinho móvel para diversos locais. 

8. Clubes de assinatura

Iniciou o mês e você recebeu mais um pacote em casa cheio de produtos personalizados, que sonho né? 

Infelizmente ainda não foi um patrocínio de alguma empresa parceira, mas clubes de assinatura tornaram esse mimo mensal uma realidade, caso você assine. 

E esse mercado pode ser o seu escolhido como ideia de negócio em 2021. Hoje, no Brasil, são mais de 4 mil clubes funcionando em vários segmentos como cosméticos veganos, livros, produtos para pets, alimentação, produtos de limpeza, cervejas e vinhos.

Você escolhe a sua área e o cliente faz uma assinatura para receber mensalmente produtos variados na porta de casa. É algo que chama a atenção dos clientes por ser prático e surpreendente, afinal eles não sabem o que vão receber até a campainha tocar.

9. Mercado EAD

A internet sempre foi conhecida pelas possibilidades que oferece em termos de conhecimento e aprendizado, mas com o distanciamento social implementado no ano passado o mercado de educação à distância teve uma alta absurda. 

De escolas à faculdades, até mesmo cursos online sobre os mais diversos assuntos na esperança de se conseguir uma renda extra ou apenas passar o tempo. 

A mudança de hábitos veio para ficar, ainda mais quando a alternativa é econômica, prática e oferece uma flexibilidade muito maior para as pessoas.

Pense nos assuntos que você domina melhor, alguém com certeza quer aprender sobre isso. Você pode criar e-books, cursos ou um canal no youtube e conquistar vários alunos. 

10. Restaurantes veganos e vegetarianos

O mercado de alimentação vegana já tem sua parte no mercado e prevê um grande salto até 2030.

As pessoas desejam uma alimentação mais saudável, se não para si próprias, para o meio ambiente (já que veganismo não significa apenas salada e também tem seus fast foods) e contra a exploração animal.

O número de vegetarianos e veganos só cresce e as opções de restaurantes exclusivamente veganos ainda são poucas, com essa alta demanda abrir um negócio voltado para o público plant-based é uma oportunidade muito boa. 

E se você não tem o capital para investir em um local físico já de cara, os deliverys conquistaram a população que começou a ficar mais em casa e pode ser uma ideia de negócio com pouco dinheiro para você se colocar no mercado.

3 ideias de negócios plant-based que deram certo

Os negócios do mundo plant-based estão juntando várias conquistas para essa luta e estilo de vida. Só para dar um gostinho desse sucesso de quem já começou a empreender e está voando alto, trouxemos essas 3 ideias de negócios inovadores e totalmente focados para o público vegano:

Super Vegan

A marca de chocolates veganos criada pela Juliana Salgado começou oferecendo o produto em três pontos de venda e hoje conta com mais de 40, e está expandindo.

Com o lançamento de sua loja online e investimento em uma nova fábrica, a marca conquistou o mercado com a textura e cremosidade de um chocolate produzido sem qualquer crueldade animal (e com um preço super justo)!

Vini Vegani

O Vini Vegani é o primeiro e-commerce especializado em vinhos veganos

Criado ano passado, em 2020, pela Tamara Stucchi, a empresa busca oferecer uma seleção de vinhos baseada em ética e respeito com os animais ao mesmo tempo em que disponibiliza vários rótulos nacionais e importados.

Nice Foods

A empresa, fundada pelo Thiago Lorusso e a Paola Stier em 2019, inovou no mercado ao criar uma pasta de castanha de caju que, ao ser batida com água, faz um leite e creme vegetal que pode ser usado em diversas receitas. 

Eles vendem o produto através de um e-commerce próprio e cresceram 400% desde o final de 2020 até início de 2021.

Dica bônus: como conseguir investimento para acelerar sua ideia de negócio?

Não importa quão boa é sua ideia, se você não tem um planejamento bem estruturado as chances de sucesso não são das melhores. 

Por isso, depois de decidir em qual ideia de negócio você vai colocar seus esforços, comece a montar o seu plano de negócios. Ele vai ser um guia para direcionar as ações da sua empresa e deve conter informações sobre os produtos/serviços, público-alvo, objetivos, propósitos, estratégias de marketing e plano financeiro.

Além disso, com um plano de negócios bem feito, você terá um documento para mostrar a possíveis investidores que poderão fazer a diferença ao ajudar sua ideia a sair do papel e se desenvolver.

Uma das formas de conseguir investimento é através do equity crowdfunding, onde sua empresa terá um perfil em plataformas de investimento e poderá ser selecionada por investidores de todos os tipos que irão aportar capital em troca de ações do negócio.

O Vegan Business será a primeira plataforma de equity crowdfunding focada em negócios plant-based e está com inscrições abertas para quem tem interesse em começar a investir nas empresas que visam um futuro melhor. Se você quer receber novidades, inscreva-se no nosso site!

Conclusão

Essas são as 10 melhores ideias de negócios para 2021 e esperamos que este artigo tenha ajudado você a encontrar uma que encaixe no seu perfil. 

Empreender não é fácil, mas o retorno chega com muita dedicação e estratégia nos negócios. Você pode encontrar um propósito e inovar o mercado com aquela ideia engavetada há tanto tempo ou até uma recém pensada! 

O mercado plant-based está em constante crescimento e aqui trazemos as maiores notícias sobre empreendedorismo, investimentos e esperança para um futuro verde. Se quiser estar sempre em dia com as novidades siga nossas redes sociais e assine nossa newsletter!

Leia também: 5 estratégias de marketing digital para negócios veganos e Negócios veganos on-line



por Leticia Rocha em 8 de setembro