Você sabe o que é a moda sustentável? A sustentabilidade é uma pauta muito importante na atualidade e perpassa diversos aspectos da nossa vida, e no mundo fashion isso não seria diferente.

Conforme a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e da Confecção (Abit), cerca de 170 toneladas de resíduos têxteis são descartados no lixo comum de forma incorreta todos os anos. Nesse ponto, a cultura do fast fashion da atualidade tem uma relação com esse número.  Caroline Araújo escreveu no Laboratório de Inovação e Sustentabilidade (LABIS) da UNIFESP: “Os desejos de consumo são cada vez mais disseminados e de forma cada vez mais acelerada, promovendo um curto período de vida das tendências de moda, que são frequentemente substituídas por outras que foram criadas para atender as novas necessidades do mercado”.

A moda é a segunda indústria que mais polui o meio ambiente, só ficando atrás da indústria do petróleo. Por exemplo, para produzir o poliéster são necessários 70 milhões de barris de petróleo todos os anos, já a viscose requer a derrubada de 70 milhões de árvores anualmente e, mesmo o algodão, traz prejuízos ao meio ambiente devido ao uso de substâncias tóxicas em seu cultivo, como os inseticidas e pesticidas.

Nesse ponto, a moda sustentável pode auxiliar na preservação do meio ambiente, pois esse conceito é definido por metodologias e processos de produção que não são prejudiciais para a natureza. Também é necessário distinguir a moda sustentável da moda consciente, pois a primeira se refere às formas de produção da roupa e a segunda ao comportamento dos consumidores.

Tecidos sustentáveis

Uma maneira de ser mais consciente com relação à moda é comprar roupas com tecidos sustentáveis. Algumas opções, indicadas pela Accor, são as seguintes:

Algodão reciclado

Como já falamos acima, o algodão convencional é prejudicial ao meio ambiente devido a toda a quantidade de substâncias tóxicas que são utilizadas durante seu cultivo. Então, o algodão orgânico é uma alternativa mais sustentável, portanto, busque a certificação Global Organic Textile Standard para garantir esse padrão nas suas roupas.

Entretanto, se você deseja ser ainda mais sustentável, o algodão reciclado é o mais recomendado, já que é feito com resíduos de algodão pós-industrial e de pós-consumo, e também pode manter as roupas de algodão fora de aterros sanitários e economizar a água e a energia.

Cânhamo orgânico

O cânhamo é uma planta que pode ser utilizada na fabricação de combustíveis, óleos, resinas, papel, têxteis, entre outros. O seu plantio não exige pesticidas e também não esgota o solo, mas sua legalização varia em diversos países, já que ela é da família Cannabis sativa, porém, diferente da maconha possui baixos teores de substâncias psicoativas (no máximo 0,3% de THC).

O cultivo do cânhamo ainda não é legalizado no Brasil tanto que, segundo a Exame, foi criada uma Associação do Cânhamo Industrial em janeiro de 2021. Na página da Instituição está escrito: “Nosso objetivo é ajudar o Brasil a explorar todo o seu potencial econômico por meio de uma regulação que permita o cultivo e exploração do Cânhamo para fins industriais, com foco na produção de fibras, sementes e seus derivados, de uma maneira sustentável”.

Linho orgânico

Para cultivar o linho é necessário água e poucos pesticidas, todas as partes dessa planta são utilizadas, e quando não é tingido o produto é 100% biodegradável.  

Poliéster reciclado

O poliéster reciclado é uma alternativa ao produto convencional, utilizando quase metade da quantidade de energia, e sendo produzido com garrafas PET que são decompostas em fibras. Esse produto pode ser reciclado diversas vezes e ainda mantém o plástico fora dos aterros sanitários.

Piñatex

Produzido pela Ananas Anam, é uma alternativa ao couro feita com fibras dos resíduos do abacaxi. Recentemente, falamos sobre o tênis da Nike feito com esse material e o processo da empresa Ananas Anam para extrair a fibra do abacaxi.

Econyl

O tecido é feito pela empresa Aquafil, com resíduos sintéticos como: tecidos usados, plástico industrial, e redes de pesca do oceano, sendo recicladas em um novo fio de nylon.

Tencel

O Tencel é produzido pela empresa Lenzing AG, sendo feito de celulose, é criado a partir da dissolução de polpa de madeira. Algo interessante sobre a empresa produtora é que, por ter um sistema de circuito fechado, os solventes químicos são reciclados.

Moda sustentável: a importância dos brechós

Comprar roupas de brechós é outra maneira de auxiliar na preservação do meio ambiente, já que quando se compra uma roupa usada, você aumenta a vida útil de uma peça. Além disso, por não estar adquirindo uma roupa nova, economiza os gastos de água e de emissão de produtos químicos poluentes nas fábricas.

Aproveite e leia também:

Upcycling – Uma Alternativa Consciente

Slow Fashion: movimento, marcas e consciência de moda

Mercado da sustentabilidade: 5 provas para você investir

*Imagem de capa: Pexels

 



por Amanda Stucchi em 12 de julho