Você já refletiu sobre consumo consciente na Black Friday? Muitas pessoas adoram um bom desconto — e amam fazer compras — mesmo assim, é necessário refletir sobre o consumismo e os impactos ambientais dessa data. 

O consumismo na black friday traz impactos ambientais negativos. Vamos supor que você compre algo por um e-commerce na data: a moto emite gás carbônico para chegar até a sua casa, poluindo o meio-ambiente. Além disso, quando você recebe o produto e quer desembalá-lo, retira o plástico e o papelão, gerando resíduos. 

Por um momento, pare e imagine a quantidade de pessoas que compram produtos nesse dia e o quanto de impacto tudo isso gera na natureza. Muito impacto, não é? 

Mesmo assim, vamos te apresentar dados: a empresa de comparação de preços Money fez um relatório sobre o assunto. Os cálculos da instituição revelaram que a Black Friday do Reino Unido poderia gerar 429 mil toneladas de carbono em 2020, para ter uma ideia isso seria equivalente a 435 voos de ida e volta de Londres a Nova York. 

Nos Estados Unidos, conforme a CNBC, a Black Friday de 2020 foi o segundo maior dia de gastos on-line da história dos Estados Unidos, só perdendo para a Cyber Monday de 2019. Os consumidores gastaram US$ 9 bilhões! 

A produção e o descarte de produtos 

A Green Allliance, instituição de caridade do Reino Unido, escreveu em uma comunicação, sobre a Black Friday de 2019: 

“Mais da metade dos consumidores estará comprando produtos eletrônicos e quase um terço estará comprando roupas. Uma nova pesquisa mostra que até 80% desses itens — e qualquer embalagem de plástico em que estejam embalados — acabarão em aterros, incineração ou, na melhor das hipóteses, reciclagem de baixa qualidade, às vezes após uma vida útil muito curta”. 

Isso significa um grande impacto ambiental no nosso mundo. Ainda assim, temos que considerar outros fatores: antes do descarte incorreto, existe uma cadeia de produção. 

Cadeia de produção da indústria da moda

Vamos considerar a indústria de moda — segundo uma notícia do Dailymail, foi descoberto que as mulheres costumam usar uma peça de roupa só sete vezes — lembrando, que essa é a segunda indústria mais poluente para o meio ambiente. 

Para dar alguns exemplos, a produção de poliéster utiliza 70 milhões de barris de petróleo por ano, enquanto para produzir viscose são derrubadas 70 milhões de árvores por ano. Já o algodão utiliza substâncias tóxicas no cultivo, como inseticidas e pesticidas que prejudicam o meio ambiente. 

Supondo que você comprou uma blusa na Black Friday, além do gás carbônico do transporte e a embalagem de plástico, também é necessário pensar que para produzir a roupa houve um impacto significativo. Logo, vale dizer aqui que é necessário considerar toda a cadeia de produção de qualquer coisa que deseja comprar, assim é possível ser mais sustentável. 

Impacto no oceano

Infelizmente, o plástico está muito atrelado a compras e a produtos diversos. 

Uma informação assustadora é que 91% do plástico produzido não é reciclado e acaba indo parar no oceano todos os anos, segundo a National Geographic em 2018. 

Além de poluir, isso traz prejuízos para a vida marinha. Como já falamos em nossa matéria, um estudo da Universidade de Queensland descobriu que 52% de todas as tartarugas marinhas ingeriram plástico ou outro lixo deixado pelas pessoas, essa situação pode até matar esses animais. 

Esses são só alguns dos impactos que o consumismo exagerado traz, outros impactos são os testes em animais e a precarização da mão de obra. 

Como ter um consumo consciente na Black Friday? 

Você pode estar se perguntando como pode aplicar o consumo consciente nessa data. 

Saiba que as atitudes que tomamos contam muito. A Black Friday não causa poluição por si só, a data só traz esse problema ambiental por conta do consumismo exagerado que promove. 

Uma dica que demos na nossa matéria para ser mais sustentável ao se vestir, fala que ter a moda mais sustentável no seu guarda-roupa também causa impacto ambiental — mesmo que um impacto menor, se comparado a empresas que não pensam nesse assunto. 

Portanto, a primeira pergunta para ter um consumo consciente é: “Eu preciso disso?”.

Essa é uma pergunta-chave — se você já tem várias blusas, provavelmente, não faz diferença comprar outra — a segunda questão é “Quanto tempo eu vou usar esse produto?”, imagine a resposta. 

Se vai usar várias vezes, a outra reflexão é “Quanto tempo esse produto vai durar?”. Se você pode comprar produtos com melhor qualidade, essa é uma boa ideia porque poupa os recursos naturais e você poderá utilizar várias vezes. 

Marcas veganas que trabalham para melhorar o meio ambiente

O veganismo e os produtos à base de plantas ajudam a preservar a natureza. Recomendamos ler a nossa matéria Sustentabilidade e Veganismo andam juntos? (e como não?), para enxergar essa relação. 

Então, você já respondeu as perguntas do tópico anterior. Precisa mesmo comprar uma blusa ou outro produto, aqui vamos te mostrar algumas marcas veganas que estão trabalhando para melhorar o meio ambiente. 

  • Amo Tanto —  A marca produz produtos de cuidado corporal, facial e capilar, utilizando ingredientes veganos, sustentáveis e biodegradáveis. 
  • Insecta Shoes — A Insecta Shoes é uma marca de moda vegana. A empresa utiliza plástico reciclado, algodão reciclado, peças de roupas usadas, borracha reaproveitada, tecidos de reuso e resíduos de produção que seriam descartados para transformá-los em novos sapatos.
  • Chameleon Sun — Passar protetor solar é algo muito importante para a saúde da pele. Essa empresa possui uma parceria com a ONG Eco Local Brasil, portanto, seus potes são desenvolvidos com plástico coletado do oceano nessas ativações. 
  • Super Vegan — A Super Vegan é uma marca de chocolates veganos que utiliza ingredientes orgânicos e naturais. Os chocolates ao leite que não são veganos trazem prejuízos ambientais, pois as vacas contribuem para o efeito estufa com o gás metano. 
  • Maduu — Essa é uma marca vegana de acessórios. Recentemente falamos sobre a bolsa AQUA da empresa, feita com redes de pesca e que segue os preceitos de upcycling

Gostou de saber mais sobre consumo consciente na Black Friday? Aproveite e leia também: 

O que fazer para a reciclagem do lixo + dicas para reduzir seus resíduos

Como ensinar sobre sustentabilidade para as crianças?

Horta caseira: plantio que traz saúde e sustentabilidade

*Imagem de capa: Pexels



por Amanda Stucchi em 19 de novembro