Que tal aproveitar o mês de novembro e começar a sua transição para o veganismo?

Seja motivado pela saúde, preocupações com o meio ambiente ou um desejo de reduzir a dor e o sofrimento de animais e pessoas; está se tornando muito claro que precisamos dar uma nova olhada em nossos hábitos alimentares e fazer algumas mudanças.

Embora o veganismo signifique se abster inteiramente de produtos de origem animal, penso nem todo mundo está pronto para essa grande virada e acredito que qualquer passo para reduzir o consumo de animais é um passo na direção certa.

Hoje quero compartilhar três importantes passos para quem quer fazer uma transição para o veganismo de forma mais simples e confortável.

1º passo – Se prepare

Embora eu tenha pulado esse passo, acredito que quando há a decisão por uma mudança tão significativa o preparo é uma das etapas mais importantes. Estudar sobre o veganismo e todas as suas implicações, poderá fazer grande diferença na sua transição e, principalmente, evitar impactos negativos em sua saúde.

Logo, se você decidiu ter uma vida à base de plantas, comece adquirindo conhecimento. Faça uma pesquisa e se prepare.

Vai começar a mudar a alimentação? Que tipo de alimentos você precisa comer para nutrir o seu corpo e se manter saudável? Aprenda sobre as combinações mais nutritivas, experimente novas receitas e teste novos ingredientes. Estudar sobre alimentação vegana lhe dará uma noção clara de como você deve equilibrar suas refeições para manter seu corpo saudável e você seguirá feliz com suas escolhas.

Além disso, se você gosta de comer fora ou pedir delivery, faça também uma pesquisa em lojas e restaurantes locais, muitos lugares já têm opção vegana e outros se dedicam exclusivamente à alimentação à base de plantas. Com uma breve pesquisa talvez você possa até encontrar algumas opções e alimentos veganos perto de você!

Ainda, se você se sentir confuso sobre o que comprar para abastecer sua despensa vegana, conheça essa lista de alimentos veganos, saborosos e econômicos.

O melhor de tudo, o aprendizado nunca para. Quando você começa a trilhar um caminho rumo ao veganismo, seu conhecimento pode se expandir muito. Quer seja descobrindo novas delícias de culinária ou aprendendo sobre cosméticos veganos, o importante é continuar se educando!

2º Passo – Vá no seu ritmo

Algumas pessoas pulam direto para a alimentação vegetariana estrita e decidem imediatamente cessar o consumo de produtos de origem animal; buscando meios de excluir – na medida do possível e praticável – todas as formas de exploração e crueldade contra os animais para alimentação, vestimenta ou qualquer outro propósito. Eu fiz exatamente isso.

No entanto, entendo que nem todas as pessoas farão uma transição para o veganismo de modo tão repentino, e está tudo bem! Uma transição gradual pode ser muito mais fácil e até saudável. Você decide por onde começar.

Há inúmeras formas de fazer a transição e tudo irá depender de como sua mente lida com isso. Se para você, decidir pelo estilo de vida vegano parece um tanto opressor, comece devagar. Por exemplo, pode começar reduzindo o consumo de carne vermelha na primeira semana, em seguida, remova as aves, peixes, ovos e assim por diante.

Vejo também outras histórias de sucesso que começam com desafios de 30 dias. Por esse período, você pode se permitir tentar, e certamente, se sentirá muito mais confiante para dar os próximos passos.

3º Passo – Aprenda a ler rótulos

Pode parecer estranho colocar esse como um dos primeiros passos, mas acredite, ler os rótulos fará grande diferença. Algumas marcas trarão um selo, um símbolo ou uma frase, indicando que o produto é apto para veganos, mas isso nem sempre acontece.

A maioria dos rótulos não contém marcações específicas, portanto, você deve aprender a ler a lista de ingredientes e tornar isso um hábito. Inicialmente, você se surpreenderá ao encontrar produtos de origem animal em produtos como o macarrão, a pasta de amendoim, a cerveja e até mesmo em cosméticos, maquiagens e produtos de limpeza!

Infelizmente, alguns ingredientes de animais são mais difíceis de detectar do que outros. Esteja ciente de ingredientes não veganos como gelatina, albumina (também aparece como clara de ovo), caseína, lactose, soro de leite em pó, mel e muitos mais. Para obter uma ajuda rápida, baixe o aplicativo VegSafe, ele ajuda a identificar quais os ingredientes e produtos que são veganos ou não.

Considerações sobre a transição para o veganismo

É importante lembrar que há muitas coisas que você pode fazer para tornar essa transição mais fácil.

Estes primeiros passos – se preparar, ir no seu ritmo e aprender a ler rótulos – são alguns do que considero mais importantes. No entanto, você sempre pode encontrar o seu próprio caminho.

Por ser uma jornada totalmente nova, abuse da autocompaixão. Assim, é bem provável que você cometa alguns deslizes, por falhas de autocontrole ou desconhecimento, nessas situações a melhor coisa a fazer é aceitar e seguir em frente. Por fim, tenha sempre em mente que cada escolha que você faz impacta diretamente a sua saúde, a saúde do planeta e, principalmente, o bem estar de milhares de animais.

Desejamos que a sua transição para o veganismo seja fácil, divertida e acessível!  🙂

Leia mais em:

41 itens que todo vegano precisa experimentar

Aplicativos veganos: 8 para salvar a sua vida

Creme dental vegano: conheça 7 opções



por Nadia Ferreira Gonçalves em 12 de novembro