A Nespresso, conhecida marca de café do grupo suíço Nestlé, criou em parceria com a Zèta, marca europeia de moda sustentável e vegana, um tênis feito com borra de café reciclada que foi lançado nesse ano, recolhidas dos projetos de reciclagem da empresa. 

Conforme um relatório da Future Market Insights, o mercado global de calçados veganos atingirá US$ 76,30 bilhões até o ano de 2030, crescendo a um CAGR de 8% durante o período da previsão (2022 – 2030). As razões para esse crescimento se dão devido ao aumento de pessoas que adotam o veganismo, maiores preocupações ambientais dos consumidores, bem como regras e regulamentos dos governos com relação ao uso de tecido sintético em produtos. 

Tênis Ristretto da Zèta e Nescafé
Tênis Ristretto: Reprodução Zèta / Nespresso

O tênis feito com borra de café

A parte superior e as solas do calçado possuem 12 cápsulas de Nespresso, tornando o elemento um tecido sintético vegano.  Além disso, o produto também possui 80% de materiais reciclados e sustentáveis, como plásticos retirados do Mediterrâneo, cortiça, látex e borracha. Legal, não é? 

“Minha visão para a Zèta era criar tênis estilosos para os amantes da moda com consciência ecológica. Para esta coleção, nossos criadores de tecidos da Tintex passaram oito meses aperfeiçoando um tecido sintético vegano inovador feito com borra de café reciclada. RE:GROUND é a personificação da nossa colaboração com a Nespresso — um sapato chique e estiloso que celebra o valor do café e a virtude da circularidade”, afirmou Laure Babin, CEO da Zèta, em um comunicado

A Tintex é uma empresa que cria malhas inovadoras e circulares, outro empreendimento que colaborou com o projeto foi a Rudis Footware, fábrica que produziu os sapatos, ambas de Portugal. Os tênis são de edição limitada até durarem os estoques, estando disponíveis em três cores, com nomes inspirados no café: ristretto, cappuccino e latte.

Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores

“Zèta é uma startup incrível que une estilo e sustentabilidade. O compromisso da marca com a circularidade significa que eles estão avançando em termos de criação de novo valor a partir de resíduos, e seu espírito de inovação os levou a projetar um uso totalmente novo para nossas borras de café recicladas. A coleção RE:GROUND da Zèta certamente encantará os fãs de café e moda”, comentou o CEO da Nespresso, Guillaume Le Cunff.  

Os tênis estão disponíveis no e-commerce da Zèta, custando € 155, com envio para a Europa, já que a marca de moda sustentável não envia para o exterior visando minimizar a pegada de carbono. 

Tênis Latte da Zèta e Nescafé
Tênis Latte: Reprodução Zèta / Nespresso

Calçados sustentáveis no Brasil 

Apesar do tênis da Nespresso não estar disponível no país – o comunicado ressalta que não serão vendidos por aqui – já existem diversas marcas com calçados sustentáveis no país. 

Para citarmos algumas, tem a marca de sandálias Linus, com produtos veganos feitos com PVC ecológico microexpandido, bem como a Insecta shoes, empresa de calçados veganos e reciclados, produzidos com materiais que podem englobar garrafa PET reciclada, roupas de brechó, tecido de reuso, entre outros. Além dessa, também está presente no mercado brasileiro a Ahimsa, marca que desenvolve sapatos livres de crueldade animal e pensando na sustentabilidade. Você poderá ver mais empresas do setor na nossa matéria sobre calçados sustentáveis :).

Nos últimos meses, também ocorreram lançamentos nesse mercado, como o calçado produzido com resíduo de uva da Renner, feito com restos do ingrediente que não foram aproveitados pela indústria do vinho ou do suco, juntamente como a marca Melissa que trouxe um tênis feito com cana-de-açúcar

Portanto, podemos perceber a busca pela sustentabilidade nos tênis, trazendo moda que prioriza o bem-estar dos consumidores e da natureza. 

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também: 

Calçados sustentáveis: conheça mais empresas nesse mercado

Oatside levanta US$ 65,6 milhões para leite de aveia

Quer tomar café? 5 marcas com pães veganos

*Imagem de capa do tênis Cappuccino: Divulgação Zèta / Nespresso 

Por Amanda Stucchi em 16 de agosto