Você quer conhecer um novo fundo que investe em startups de alimentação e agricultura? 

A Eatable Adventures, uma empresa de aceleração de alimentos, anunciou o lançamento de seu fundo Eatable Evolution Fund FRC I. Esse possui € 50 milhões para fazer investimentos nas startups de alimentação e agricultura da Europa e América Latina. 

O foco será nas empresas que estão em early stage e growth-stage, ou seja, tanto no estágio inicial quanto no de crescimento. 

José Luis Cabañero, CEO da Eatable Adventures, falou em uma comunicação: “Por meio de uma variedade de iniciativas, a Eatable Adventures se posicionou como uma das 3 mais ativas aceleradoras de tecnologia de alimentos em todo o mundo, dada a nossa missão de construir as empresas de alimentos de amanhã. Graças ao Eatable Evolution Fund teremos uma contribuição ainda mais impactante para o futuro da indústria de alimentos”. 

É afirmado que o fundo é um dos três maiores do gênero da Europa, e o maior da Espanha voltado para esse mercado. 

Quer conhecer mais fundos? 

Esse mês nós mostramos aqui outros dois novos fundos. 

A Five Seasons Ventures, empresa de capital de risco, lançou um fundo para foodtechs no valor de € 180 milhões. A ideia é investir em startups de alimentos com impacto ambiental social quantificável que possuem crescimento rápido e foco no consumidor. 

Também falamos sobre os novos fundos para investimentos em ESG, lançados pelo Laboratório Global de Inovação em Finanças Climáticas, com o objetivo de investir na Amazônia e no biogás. 

O Amazonia Sustainable Supply Chains Mechanism investirá em 34 cooperativas da região, começando com 39 fornecedores de ingredientes diferentes e visando expandir para 55 bioingredientes. 

Enquanto isso, o de biogás procura levantar US$ 53 milhões na fase piloto e destravar US$ 67 milhões para investir em 43 projetos de usina de biogás a partir dos resíduos agrícolas. Portanto, pretendem levantar quase US$ 260 milhões em 10 anos e reduzir até 331 mil toneladas de CO₂ por ano na primeira década. Legal, não é? 

Esses dois fundos brasileiros buscam destravar mais de R$ 500 milhões para esses projetos ESG. 

Sobre o fundo que investirá em startups de alimentação e agricultura

Vamos falar um pouco sobre a Eatable Adventures. 

Essa empresa de venture capital está localizada na Espanha, na cidade de Madrid, e seus fundadores são José Luis Cabañero, Mila Valcárcel e José de Isasa. 

Seu mais recente programa de aceleração, chamado de Spain Foodtech,  teve a participação de diversos tipos de startups. Algumas delas foram: 

  • O bife impresso em 3D hiper-realista da marca Cocuus
  • A criação de proteínas através da fermentação da marca MOA foodtech
  • Hambúrgueres à base de micélio da Innomy

É explicado que as startups que participaram desse programa tiveram um crescimento de quase dois dígitos em valor em apenas seis meses.  Outra curiosidade é que a empresa já lançou mais de 10 programas de aceleração e incubação. 

“As próximas startups que participam da próxima chamada de projetos terão acesso à metodologia prática da Eatable Adventures, com uma equipe dedicada com foco em seu modelo de negócios, estratégia de rota para o mercado, escala industrial e apresentação de seus produtos e soluções para grandes indústrias parceiras”, é dito na comunicação. 

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também: 

Como Investir 100 Reais e Ter Retorno: As 6 Melhores Maneiras

Dinamarca investirá mais de € 168 milhões em alimentos plant-based 

Venture Capital: startups captaram R$ 33,5 bilhões em 9 meses

*Imagem de capa: Pexels



por Amanda Stucchi em 18 de outubro