Existe uma ideia errada na consciência coletiva sobre investimentos que é a necessidade de muito dinheiro para começar a investir.

A realidade é que existem vários tipos de investimentos que você pode começar com 100 reais (ou até menos), se é o que você tem para iniciar hoje.

O que permite que você lucre com seus investimentos não é apenas o valor inicial que você aplica, mas sim a constância com que você mantém as suas aplicações.

Se você quer começar a investir com 100 reais, obter conhecimento é o primeiro passo, então separamos aqui as 6 melhores maneiras para você se colocar no mercado financeiro e iniciar sua busca por uma boa rentabilidade. Boa leitura!

É Possível Ganhar Dinheiro Investindo 100 reais?

Sim, é possível.

Mas vamos deixar claro desde já que não é porque você vai investir 100 reais hoje que poderá viver da renda dos seus investimentos na próxima semana.

Quanto mais dinheiro você investir e reinvestir de forma constante e quanto mais tempo você deixar esse dinheiro lá, maior será o retorno. Essa é a beleza dos juros compostos.

Ser um investidor é um trabalho de longo prazo, principalmente quando você está começando a entender o funcionamento do mercado.

Mas qualquer tipo de investimento que você optar por fazer vai ser melhor do que deixar seu dinheiro parado em uma conta ou até mesmo na poupança, que paga apenas 70% da taxa Selic.

Então, vamos ver quais são as melhores oportunidades para você começar a aplicar seu dinheiro para que você saia daqui já preparado para fazer sua conta em uma corretora.

Como Investir 100 Reais: As 6 Melhores Maneiras

  1. Invista no tesouro direto
  2. Aplique seu dinheiro em fundos de investimento
  3. Invista no CDB
  4. Compre ações
  5. Invista em fundos imobiliários
  6. Aplique em fundos de ações

1. Invista no tesouro direto

O tesouro direto é considerado o tipo de investimento mais seguro, ele faz parte dos investimentos de renda fixa e é uma das opções mais utilizadas pela maioria dos investidores que desejam estabilidade em sua carteira.

De julho de 2020 a julho de 2021, houve um aumento de 53,58% no número de investidores ativos no Tesouro Direto.

Esse investimento funciona, basicamente, como um “empréstimo” que você faz ao governo, você compra os títulos (com valor mínimo de cerca de R$30) e recebe em troca os juros em cima do valor aplicado.

São três tipos de investimentos principais:

  • Tesouro Prefixado: você sabe qual a rentabilidade do investimento no momento da aplicação e é ideal que não seja resgatado antes da data de vencimento, para não perder os juros recebidos.
  • Tesouro Selic: o título pós-fixado rende igual a taxa Selic + juros e sua liquidez é diária.
  • Tesouro IPCA: é o título que segue a taxa da inflação + prêmio prefixado e possui liquidez baixa, sendo ideal mantê-lo até o dia de vencimento.

2. Aplique seu dinheiro em fundos de investimento

Se você ainda não se sente seguro para escolher os melhores ativos onde aplicar seu dinheiro, os fundos de investimento podem ser uma boa maneira de começar.

Nessa modalidade de investimento você compra cotas de um fundo administrado por um gestor. Esse gestor, com base em pesquisas e objetivos do fundo, é quem vai decidir o que comprar com o dinheiro que você investiu.

Os fundos podem ser encarados como o condomínio de um prédio, quem mora no prédio são os investidores, mas quem toma as decisões finais é o síndico.

Existem fundos para todos os tipos de investimento, de renda fixa, variável e fundos multimercado que visam também investimentos alternativos.

3. Invista no CDB

Investir em CDB funciona com a mesma base do Tesouro Direto, com a diferença que quem emite os títulos são instituições bancárias em busca de recursos para financiar suas atividades.

São três tipos de investimento:

  • CDB prefixado: a taxa de rendimento é pré-definida.
  • CDB pós-fixado: o mais comum do mercado, o rendimento varia de acordo com o CDI, então não há garantia de quanto será o retorno.
  • CDB híbrido: existe uma taxa prefixada e o acompanha o IPCA.

Os CDBs têm um risco baixo e podem ser uma boa escolha para investimentos a longo prazo. As taxas de rendimento variam de acordo com o prazo de validade do título escolhido e, normalmente, quanto maior o prazo, maior a rentabilidade.

Como investir 100 reais na bolsa de valores

Na bolsa de valores brasileira, conhecida como B3, é onde acontecem as compras e vendas de ativos de renda variável.

São vários produtos disponíveis para você diversificar a sua carteira, entre eles: ETFs, ações, fundos de investimento, títulos imobiliários, entre outros.

Dentro da bolsa, você vai encontrar oportunidades de investir em empresas de capital aberto que estão em alta no mercado, inclusive são várias as empresas veganas e plant-based de sucesso disponíveis para se investir.

É comum achar que o investimento na bolsa é algo muito além da sua alçada como investidor iniciante, mas com uma boa base de conhecimento você pode começar a praticar com valores mais baixos e entender qual a melhor forma de investir.

Veja alguns passos para começar a investir na bolsa de valores:

  1. Abra uma conta em uma corretora de valores.
  2. Descubra o seu perfil de investidor para basear seus investimentos.
  3. Faça o seu planejamento financeiro para organizar seu dinheiro e entender quanto você pode investir por mês.
  4. Defina seus objetivos e identifique os melhores tipos de investimento para alcançá-los.
  5. Pesquise o mercado e faça seus investimentos através do home broker.
  6. Acompanhe o desempenho da sua carteira.

Investir na bolsa é uma prática mais arriscada e não há garantias de retorno, mas ao estudar o mercado e ter mais confiança nos investimentos feitos é possível conseguir uma boa rentabilidade. Vamos ver em quais ativos da bolsa de valores você pode investir 100 reais:

4. Compre ações

Investir em ações é, basicamente, comprar parte de uma empresa e tornar-se um sócio com direito a parte dos lucros dessa empresa.

É uma das modalidades mais conhecidas de investimentos de renda variável e pode trazer lucros muito maiores do que os investimentos de renda fixa como o Tesouro Direto, mas a alta rentabilidade acompanha um risco alto, devido aos muitos fatores que influenciam o mercado financeiro.

Por isso, é necessário trabalhar o seu psicológico e entender que há riscos do dinheiro investido ser perdido pela depreciação do papel.

As ações são comercializadas através do home broker, que pode ser acessado pelo aplicativo da sua corretora.

Investir R$100 em ações pode não trazer um lucro tão alto de imediato, mas se a sua estratégia for de longo prazo você pode escolher empresas que pagam dividendos e construir sua carteira aos poucos para ganhar um retorno maior em algum tempo.

5. Invista em fundos imobiliários

Os fundos imobiliários (FIIs) são um tipo de fundo de investimento que trabalha em cima do mercado imobiliário.

Ao comprar cotas de um fundo imobiliário, que variam bastante em valor, você recebe mensalmente os rendimentos, como se fosse um aluguel.

Esses fundos são também administrados por um gestor que decide o que fazer com os recursos investidos. Cada fundo tem seus objetivos e regras pré-definidas, então ao pesquisar o mercado de FIIs você pode encontrar aquele que condiz com suas expectativas.

Os fundos imobiliários são classificados em:

    • Fundos de tijolo: investem em imóveis reais e podem ter suas próprias características focando em escritórios, galpões, hotéis, shoppings ou outras áreas.
    • Fundos de papel: compram títulos do mercado imobiliário como letras de crédito imobiliário (LCI), letras hipotecárias (LH), valores mobiliários (ações), entre outros.
  • Fundos híbridos: combinam ambos os tipos de fundos na carteira.

6. Aplique em fundos de ações

Além de escolher as ações e comprá-las diretamente no home broker, caso ainda não se sinta seguro para isso, você também pode comprar cotas de fundos de ações.

Nos fundos de ações há um gestor que faz os melhores aportes de acordo com a estratégia e regras de cada fundo e os ganhos são divididos entre os investidores participantes com base no valor inicial investido.

Esse tipo de investimento possui taxas cobradas para remunerar o gestor e as administradoras dos fundos, então é interessante pesquisar bem o fundo escolhido para ver se vale a pena investir um valor baixo, pois ele pode ser comprometido pelo valor das taxas.

Continue aprendendo sobre como investir e multiplique seus resultados

Investir 100 reais (ou menos) é o primeiro passo para se tornar um investidor. Na realidade, o importante é simplesmente começar a investir.

Quanto mais você estudar e aplicar, melhor será sua performance no mercado financeiro.

Leia sobre tipos de investimentos alternativos, sobre estratégias para investir e tenha uma base onde firmar seus objetivos.

Acompanhe as notícias sobre o mundo, entenda quais são as áreas mais quentes para investimentos, que tipo de empresas serão o futuro da economia.

Por exemplo, você sabia que as empresas que não seguem práticas ESG não recebem tanta atenção quanto aquelas que se preocupam com os impactos que geram na sociedade e no meio ambiente?

Esse é um dos fatores mais analisados durante a escolha de ações para compor a carteira, pois tanto investidores como consumidores estão mais conscientes da necessidade de proteger os nossos recursos naturais e vêem a importância do papel que as empresas têm nesse quesito.

O conhecimento é o que permite você investir conscientemente e com confiança para alcançar a independência financeira.

Conclusão

Então, deixamos claro que investir com 100 reais e ter retorno é sim possível, mas esse retorno não virá no dia seguinte da aplicação.

O ideal é você criar um planejamento financeiro e entender o quanto você dispõe para investir todos os meses, pois é a constância dos aportes que trará uma rentabilidade considerável. Além disso, aposte na diversificação da sua carteira para diminuir os riscos.

A educação financeira é de extrema importância para a organização do seu patrimônio e a determinação em poupar para alcançar objetivos maiores.

E a informação é essencial para que os investimentos sejam vistos como algo alcançável por qualquer pessoa, você buscar esse aprendizado já é o primeiro passo.

Para continuar aprendendo mais sobre investimentos e também sobre o ecossistema plant-based no mundo financeiro, acompanhe nossas redes sociais e inscreva-se na nossa newsletter.

Leia também:

Investimento coletivo: crescimento e negócios com valores

Vegetarianismo e veganismo são tendências de investimentos

Investimento em startups veganas cresce

 



por Leticia Rocha em 14 de outubro