Você se lembra do tênis sustentável feito de fibra de abacaxi da Nike? Agora chegou a vez de apresentarmos os lançamentos Gucci nessa linha, com seus tênis de couro vegano. A marca desenvolveu um couro vegano chamado de Demetra, em homenagem à deusa grega da colheita, segundo a Business of Fashion, pois 77% do material é feito com vegetais. Esse couro é composto por viscose e compostos de polpa de madeira de florestas sustentáveis, porém, esse material ainda possui componentes sintéticos, sendo poliuretano e resina, que a Gucci pretende substituir no futuro por outros mais sustentáveis. No momento o tênis está disponível no e-commerce internacional da marca.

Seus tênis de couro vegano já lançados são o New Ace e o Rhyton, feitos a partir do couro Demetra. Além de tudo, utilizam algodão orgânico, aço reciclado e poliéster. Outro tênis que será lançado é o Gucci Basket, do mesmo material, no dia 18 de junho. 

gucci-tenis-vegano
Imagem: Divulgação Gucci

Para criar o couro vegano, a Gucci o desenvolveu junto ao Gruppo Colonna e entrou com um pedido de patente, conseguindo comercializar o material para as outras marcas do grupo da qual faz parte, o Grupo Kering. 

Várias empresas da Kering já apresentam maior preocupação em relação ao tema da sustentabilidade, visto que, Yves Saint Laurent, Bottega Veneta, Balenciaga e Alexandre McQueen fizeram um consórcio com a fabricante de couro de cogumelos Bolt Threads, por exemplo.  

Mas, além da Kering, outra empresa de moda que aderiu ao couro vegano, é a Hermès, que criou a Sylvania, uma alternativa de couro de cogumelo com cor âmbar feita em parceria com a startup Mycoworks, que tem sede na Califórnia. 

Tênis de couro vegano da Gucci
Imagem: Divulgação Gucci

Sobre a Gucci

A empresa foi fundada em 1921, pelo italiano Guccio Gucci, e o atual diretor criativo da Gucci se chama Alessandro Michele. Segundo o site da empresa: “Influente, inovador e progressista, Gucci está reinventando uma abordagem totalmente moderna da moda”. No começo desse ano, em janeiro, a empresa se comprometeu a ser mais sustentável, protegendo e reflorestando florestas, paisagens agrícolas e manguezais, algo importante notar é que a Gucci já é neutra em emissões de carbono. 

O presidente e CEO da Gucci, Marco Bizzarri, disse para a Equilibrium: “Queremos ser parte da solução para a natureza e o clima, integrando práticas e sistemas que transformarão a natureza de vítima do clima em ator da mudança climática, o que acabará por determinar o futuro do nosso planeta”. 

Alternativas de couro vegano

Mas, não são só essas alternativas para o couro animal que existem, já está presente no mercado, por exemplo, o couro de maçã da Beyond Leather Materials, e até mesmo o couro feito a partir dos resíduos da indústria do vinho

Aproveite e leia também: 

Couro sustentável e sem crueldade se torna tendência na indústria da moda

Marcas icônicas da moda se uniram para obter o couro de cogumelo

*Imagem de capa: Divulgação Gucci

Por Amanda Stucchi em 17 de junho