O conglomerado suíço Nestlé diz que está “desenvolvendo uma ampla gama de alternativas aos laticínios à base de plantas”.

O desenvolvimento será realizado nos centros de P&D da Nestlé e irá “usar uma combinação de tecnologias proprietárias, como extração de proteína vegetal, fermentação e tratamento térmico”.

Área sem laticínios

A gigante dos alimentos já oferece vários tipos de leite vegetal feitos de arroz, aveia, soja, coco e amêndoas – além de produtos sem laticínios, como o sorvete Häagen Dazs e os cappuccinos e lattes Nescafé.

Recentemente a marca lançou a sua primeira bebida totalmente à base de ervilha aqui no Brasil com a marca Nesfit

Em uma declaração online, Swen Rabe, chefe do Centro de P&D da Nestlé em Konolfingen, disse: “As ervilhas são uma das fontes de proteína vegetal mais ecologicamente corretas, mas quando usadas sozinhas, pode ser um desafio transformá-las em uma bebida saborosa”

“Usando nossas tecnologias proprietárias, bem como nossa experiência na criação de produtos lácteos com estabilidade de prateleira, fomos capazes de desenvolver uma deliciosa bebida à base de ervilha com um teor de açúcar reduzido em comparação com produtos similares no mercado.”

Feito de ervilhas amarelas, um copo de 200 ml de Nesfit Sabor Natural contém tanta proteína (7g) e cálcio quanto o leite de vaca e é fortificado com vitaminas A e D.

Saiba mais sobre as marcas de alimentos que estão investindo em alimentação à base de plantas.



por Redação Vegan Business em 29 de agosto