Hoje vamos falar algumas curiosidades sobre o Vegan Business!

Somos a primeira plataforma de Equity Crowdfunding focada no mercado plant-based, com a missão de democratizar os investimentos nas startups veganas e promover a próxima geração de negócios de impacto. 

Realizando uma breve explicação, a modalidade de Equity Crowdfunding conecta os investidores a startups e pequenas empresas, dando a possibilidade da empresa levantar capital e dos investidores adquirirem quotas/ações ou títulos conversíveis, isso garante uma participação futura no negócio. 

Além disso, contamos com uma plataforma de conteúdo que apresenta diversas novidades diariamente, falando sobre mercado, lançamentos, investimento, veganismo, startups, saúde, entre outros tópicos relacionados. 

Curiosidades sobre o Vegan Business 

Aqui contamos um pouco da história da empresa e suas curiosidades!  

1# O Vegan Business nasceu como uma plataforma de conteúdo sobre o mercado plant-based 

O Vegan Business foi fundado por Christian ‘Crica’ Wolthers (CEO) no ano de 2018. Tudo teve inicio com a plataforma de conteúdo, focada em compartilhar as novidades sobre o mercado plant-based. 

Logo após, Nádia Gonçalves (COO) entrou no negócio como co-fundadora, com o objetivo de apoiar o crescimento do portal. Já em 2020, o empreendedor Grant Lingel se uniu a equipe. 

“O Vegan Business existe porque nós acreditamos que um futuro melhor é mais provável quando assumimos a responsabilidade coletiva de construir o que queremos. Por isso nascemos e não medimos esforços para fazer acontecer!”, comentou Nádia Gonçalves.

2# Recebeu a aprovação pela CVM para operar como plataforma de Equity Crowdfunding 

Os três co-fundadores iniciaram o processo de registro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), aprovado em outubro de 2021 para operar como plataforma de Equity Crowdfunding. 

A autorização é importante porque garante que as plataformas de Equity Crowdfunding tenham os requisitos pré-definidos e sejam passíveis de fiscalização pelo órgão. 

3# A primeira rodada foi realizada em janeiro desse ano 

A Chameleon Sun, marca de protetor solar vegano, foi a primeira empresa a realizar uma rodada no Vegan Business. Em janeiro, conquistou R$ 505 mil em menos de uma hora, contando com a presença de 23 investidores e ticket médio perto de R$ 22 mil. 

Criada pelos empreendedores Xênia Filippetti e Alexandre Filippetti, o valor captado seria utilizado em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos, expansão de mercado e marketing. 

“Admiramos muito o trabalho e profissionalismo do time Vegan Business, desde o primeiro contato e durante toda a condução do processo. Ser a primeira empresa a captar investimento através da Plataforma nos deixa muito animados e ainda mais obstinados em contribuir para um impacto positivo no mundo através de práticas responsáveis de negócios. Estamos muito felizes com esta oportunidade, a captação será muito importante para a expansão do nosso negócio”, disseram os empresários.

4# A segunda rodada foi feita em fevereiro e a terceira em abril 

A segunda rodada foi feita com a Purifica, marca de leite vegetal, onde a empresa conseguiu levantar R$ 375 mil em cerca de 1 hora, com 55 investidores e ticket médio de R$ 6,8 mil. O valor seria utilizado para ampliar a validade das bebidas com embalagens longa vida (tetrapak) e nos setores de marketing e comercial. 

Após isso, foi a vez da Novah! captar investimentos! A rodada, feita no dia 25 de abril, bateu um recorde levantando R$ 600 mil em apenas 9 horas, com  participação de 108 investidores e ticket médio de R$ 5,5 mil. A empresa usará o investimento para ampliar sua presença no estado de São Paulo. 

“No modelo usado pelo Vegan Business, o investidor pode ter lucros futuros com: exit, IPO (Initial Public Offering), futuras rodadas ou mútuo conversível, que é uma espécie de empréstimo convertido em participações, ações ou quotas de uma empresa”, destacou Crica Wolthers. 

5# Mais de 70 mil leitores acompanham as notícias mensalmente 

Se você está lendo essa matéria, provavelmente é um dos nossos leitores: mais de 70 mil leitores acompanham as novidades que publicamos sobre esse mercado. Com mais de 1.000 matérias publicadas, nosso objetivo é informar com um viés educativo. 

Para ficar atento às novidades que divulgamos, também sugerimos seguir o Vegan Business no Instagram

6# O time tem mais de 15 pessoas em diferentes cidades do Brasil 

Nosso time tem mais de 15 pessoas e está localizado em várias cidades, como São Paulo (SP), Santos (SP), Belo Horizonte (MG), Vitória (ES), Rio de Janeiro (RJ), Curitiba (PR), entre outras. 

Valorizando a liberdade geográfica de seus colaboradores, o Vegan Business conta com diferentes tipos de perspectivas. 

7# Mais de 2.400 investidores estão cadastrados na plataforma de Equity Crowdfunding

No momento, o Vegan Business conta com mais de 2.400 investidores cadastrados na plataforma de Equity Crowdfunding, apoiando nossa missão de democratizar os investimentos desse setor e promover a próxima geração de negócios de impacto. 

“Conseguimos construir um verdadeiro ecossistema de apoio a negócios veganos e plant-based no Brasil. Coinvestindo nos negócios vamos ter skin in the game e a nossa tese como negócio é bastante hands-on, buscando apoiar ao máximo os founders do nosso ecossistema”, destacou Crica Wolthers após a autorização pela CVM.

Se você também deseja investir em startups do mercado plant-based, acesse a lista de investidores

Gostou de conhecer essas curiosidades sobre o Vegan Business? Aproveite e leia também: 

Quer investir em negócios veganos e plant-based? Saiba como iniciar

O Que é Crowdfunding de Investimento e Como Funciona? Guia Completo

13 ideias de negócios veganos

*Imagem de capa: Divulgação Vegan Business 



por Amanda Stucchi em 29 de abril