Olá! Seja muito bem bem vinda, bem vindo, por aqui! Meu nome é Christian ‘Crica’ Wolthers, sou dinamarquês-brasileiro, investidor anjo em negócios plant-based e fundador do Vegan Business.

Se você se interessou em investir startups do mercado plant-based, mas ainda tem dúvida de como funciona esse processo, esse texto é para você.

No Vegan Business a nossa missão é democratizar o investimento em startups do mercado plant-based e assim apoiar o crescimento do setor como um todo. A gente faz isso através da nossa plataforma de equity crowdfunding, nosso portal de conteúdo e o nosso veículo de investimento e advisory. Construímos um rico ecossistema de apoio a negócios veganos e plant-based no Brasil.

Primeiro vou compartilhar mais sobre a nossa plataforma de equity crowdfunding: nela você tem a oportunidade de investir a partir de R$ 1000 em negócios do ecossistema seguindo apenas 4 passos: se cadastrar, escolher o valor a investir, confirmar os termos do investimento e realizar uma TED ou PIX.

Como funciona o investimento?

Nosso comitê do investimentos do Vegan Business fará uma curadoria das melhores startups do mercado plant-based e procederá um criterioso processo de due diligence. Após aprovada, a startup terá sua oferta disponibilizada na nossa plataforma, para que você também possa conhecer o negócio e seu potencial. Com toda documentação disponível, você poderá escolher em qual empresa quer investir. Nesse ano teremos um total de 8 rodadas distribuídas no Vegan Business.

O investimento na startup é realizado de forma digital pela nossa plataforma e é realizado via um mútuo conversível.

O contrato de mútuo conversível é um tipo de investimento realizado normalmente por investidores anjos em startups que proteje tanto o investidor, quanto a startup captando. Na prática o mútuo conversível é um empréstimo que será convertida em equity (cotas ou ações) em um momento futuro.

Ou seja, o contrato de mútuo conversível serve, de uma forma geral, para captação de recursos financeiros. É um “empréstimo” cedido por um investidor que tem como intuito receber, no futuro, proporcionalmente à quantia investida uma participação na sociedade.

Uma das características do mútuo conversível é o fato do investidor não entrar de modo imediato para o quadro societário da empresa. E isso tem certas vantagens para o investidor, quanto para o a empresa.

Do lado do investidor (você nesse caso) com o contrato mútuo de conversível, o investidor limita e afasta de si possíveis problemas jurídicos, principalmente obrigações trabalhistas e tributárias pelo fato de você não ainda não faz parte do quadro societário da empresa.

Para as startups a principal vantagem do mútuo conversível está na possibilidade de levantar recursos financeiros para o negócio, sem trazer de imediato novos sócios para a empresa, fato que acabaria por burocratizar a tomada de decisão sobre o negócio, em um momento crítico e crucial para os seus fundadores. Ou seja, o recurso é captado mas sem o investidor ter veto ou voto.

Agora você pode estar se perguntando? Então quando eu me torno sócio da empresa e como eu ganho dinheiro com esse investimento?

No contrato de mútuo de conversível existe alguns gatilhos de conversão. Normalmente o lucro do investimento acontece no famoso “exit”, o que pode acontecer de algumas maneiras:

1. Quando a startup é comprada por outra empresa maior.

2. Caso a startup realiza um IPO na bolsa de valores.

3. Quando o investidor vende sua participação para um terceiro. Isso acontece com bastante frequência em rodadas mais avançadas onde um fundo quer “limpar o captable” e tirar investidores minoritários.

4. Além do existe um prazo de conversão no mútuo de conversível onde a startup tem uma obrigação de se tornar uma S.A e convidar os investidores a fazerem parte do quadro societário da empresa. Caso o investidor opte por entrar na empresa ele passa a ter a oportunidade de distribuição de lucro.

Quais são os outros diferenciais do Vegan Business?

Diferente de maioria das plataformas de equity crowdfunding, o Vegan Business também co-investe em todos os negócios distribuídos pela plataforma e oferece um apoio estratégico aos founders dessas empresas. Temos workshops e mentoria para os founders mensalmente e apoiamos com em nível estratégico e colocamos nosso network a disposição para apoiar os negócios em suas jornadas de crescimento. Por fim, pelo nosso portal de conteúdo, que hoje conta com mais de 70 mil leitores mensais conseguimos compartilhar notícias sobre as startups, lançamento de produtos/serviços e assim apoiar no marketing dessas empresas também.

Como eu faço para começar a investir?

É muito fácil. Primeiro, faça parte da nossa comunidade de investidores AQUI. A nossa comunidade tem preferência nos deals que vamos distribuir. Todos os cadastrados terão acesso às oportunidades em primeira mão, além de fazer parte de uma comunidade de pessoas motivadas por um futuro melhor.

Você será comunicado por e-mail assim que tiver uma rodada disponível na plataforma. A partir disso você faz o seu login no site,  escolhe o valor que você quer investir na startup que está captando, confirma os termos, assina o mutuo (de forma 100% digital) e faça a sua transferencia. O processo todo é feito pela nossa plataforma e por lá as startups também irão atualizar os KPI’s trimestralmente.



por Christian 'Crica' Wolthers em 24 de janeiro