A Unovis Asset Management, localizada em Nova York, levantou € 146 milhões para o segundo fundo de proteínas alternativas NCAP II, dedicado a investir em empreendimentos plant-based, agricultura celular e outras inovações nesse campo. 

Uma curiosidade é que a empresa excedeu a meta de € 75 milhões, atingindo € 146 milhões — uma diferença positiva de € 71 milhões  — quem aportou no fundo foram investidores institucionais e fundos de impacto, por exemplo: Invest-NL, Unigestion, Fuji Oil, Credit Suisse, Griffith Foods, entre outros. 

O sócio fundador e diretor de investimentos da Unovis, Chris Kerr, afirmou em um comunicado: “[…] É um grande privilégio fechar nosso segundo fundo e continuar a colocar o capital do investidor para trabalhar acelerando a mudança transformadora urgentemente necessária que as proteínas alternativas estão trazendo ao nosso sistema alimentar”. 

O primeiro fundo de proteínas alternativas + portfólio de investimentos

O primeiro fundo voltado para proteínas alternativas levantou US$ 45 milhões, tendo sido criado em 2015. Dessa forma, a Unovis aportou em 41 empresas de proteínas vegetais, fermentadas e cultivadas, todas em early-stage em quatro continentes. 

Chris Kerr apontou: “Nosso primeiro fundo, New Crop Capital Trust, provou que com um pouco de criatividade, um pouco de capital e um pouco de cooperação com algumas das maiores empresas de alimentos do mundo, podemos apoiar essa nova trajetória crítica”. 

A Unovis já investiu em diversas empresas do setor de proteínas alternativas 

A empresa já aportou em diversas marcas, do setor à base de plantas e da carne cultivada. 

Algumas dar marcas plant-based são: Good Catch (frutos do mar), Black Sheep Foods (carnes exóticas), Heura Foods (carne mediterrânea), NUMU (muçarela), Wicked Foods (diversos produtos plant-based), entre várias outras. Vale ressaltar que a Unovis aportou na Beyond Meat e na Oatly, antes das marcas realizarem o IPO e saírem de seu portfólio. 

Considerando o setor de agricultura celular e novas proteínas, as seguintes empresas estão listadas em seu portfólio: Aleph Farms (bife cultivado), Artemys Foods (carne cultivada), Atlast (micélio cultivado), BlueNalu (frutos do mar cultivados), Geltor (proteínas limpas para serem utilizadas para diversas finalidades) e Imagindairy (leite sem origem animal produzido com inteligência artificial). 

O sócio-gerente e gerente de portfólio da Unovis, Mark Langley, destacou: “Foi um grande privilégio trabalhar nos últimos anos com todos os empreendedores, investidores, parceiros estratégicos e outros em nossa órbita que estão comprometidos com o potencial transformador de alternativas. Estamos incrivelmente otimistas sobre o futuro desta indústria e continuamos dedicados a apoiar este importante trabalho em 2022 e além”. 

Sobre a Unovis Asset Management 

A Unovis é uma empresa de investimentos criada em 2016, cuja missão é transformar o sistema alimentar global para um modelo mais sustentável. 

A empresa informou que seus esforços estão alinhados aos seguintes objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU: 

  • Fome zero e agricultura sustentável. 
  • Saúde e bem-estar. 
  • Igualdade de gênero. 
  • Água potável e saneamento. 
  • Indústria, inovação e infraestrutura. 
  • Consumo e produção responsáveis. 
  • Ação contra a mudança global do clima. 
  • Vida na água. 
  • Vida terrestre. 

Além disso, o sócio fundador e diretor de investimentos foca em investimentos de impacto desde 1996 e no mercado de alimentos desde 2007. Além de sua atuação na Unovis, também é presidente da Gathered Foods (dona das marcas Good Catch e Swell Catch), bem como é diretor da Wicked Foods, BlueNalu e NUMU. 

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também: 

Fundo de € 50 milhões para startups de alimentação e agricultura

Fundo para foodtechs é lançado com o valor de € 180 milhões

Novo fundo investirá para transformar o sistema alimentar

*Imagem de capa: Reprodução Good Catch / via @goodcatchfoods

Por Amanda Stucchi em 31 de janeiro