Você sabe o que é fermentação de precisão?

A fermentação de precisão é uma forma de fermentação, que vê a microflora como levedura ou bactérias sendo geneticamente modificada para produzir proteínas ou gorduras.

Segundo os ativistas, significa que podemos criar os mesmos ingredientes encontrados na carne animal, sem os animais.

Uma nova campanha está pedindo que a pecuária seja substituída por uma tecnologia que cria proteínas em tanques de microrganismos. A campanha Reboot Food vem da RePlanet e é apoiada pelo ativista ambiental George Monbiot.

“A agricultura animal é a indústria mais destrutiva da humanidade e agora ameaça o colapso de nossos ecossistemas globais”, diz Joel Scott-Halkes, diretor de campanhas da RePlanet, ao Plant Based News (PBN).

De acordo com Joel Scott-Halkes: “Infelizmente, as mudanças para dietas plant-based onão estão acontecendo rápido o suficiente para evitar que isso aconteça, então precisamos de outra opção para afastar as pessoas de comer animais.”

Por que devemos avançar em direção à fermentação de precisão?

Um dos principais benefícios da fermentação de precisão, dizem os ativistas, é o fato de que ela usa significativamente menos terras do que a pecuária.

Matamos 80 bilhões de animais terrestres para alimentação a cada ano, e criando-os requer grandes quantidades de espaço. A criação de gado usa cerca de 26% das áreas livres de gelo do mundo. Além disso, 33% das terras agrícolas são usadas para cultivar ração para esses animais. Essa exigência de terra significa que a agricultura animal é um dos principais impulsionadores do desmatamento. Tem sido responsável por aproximadamente 91% da destruição da Amazônia.

Os ativistas dizem que a fermentação de precisão poderia nos permitir criar proteína suficiente para alimentar o mundo inteiro usando uma área de terra menor que a Grande Londres. Scott-Halkes diz que isso significaria que poderíamos recuperar pelo menos três quartos das terras agrícolas do mundo.

“Se recuperarmos esta terra, podemos reverter a sexta extinção em massa de espécies e extrair carbono suficiente para não apenas parar, mas reverter as mudanças climáticas”, acrescenta ele.

A fermentação de precisão é viável?

Embora essa tecnologia possa soar como um sonho futurista e irrealista, muitas partes do mundo já a estão usando. Ao contrário da carne à base de células, que é relativamente nova e luta para obter aprovação regulatória na maioria dos países, a fermentação de precisão já está aqui.

A tecnologia é usada para produzir 99% da insulina do mundo (na década de 1970, 50.000 porcos teriam que ser abatidos para produzir apenas um quilo dela). Rennet, ácido cítrico, aromatizante de baunilha e aromatizante de morango vêm de fermentação de precisão. Também cria um ingrediente chamado “heme”, usado para fazer o Impossible Burger.

Scott-Halkes diz que dessa maneira, os inovadores em alimentos agora desbloquearam os códigos para fazer “proteínas e gorduras biologicamente idênticas às encontradas no leite, peixe e carne”.

O impacto da agricultura animal no planeta

A pecuária é uma das principais causas da crise climática. Além do uso da terra, é diretamente responsável por pelo menos 14,5% das emissões globais de gases de efeito estufa. Isso se deve em grande parte ao metano emitido por vacas e outros animais ruminantes.

Além disso, a pecuária foi identificada como um “motor primário” da perda de biodiversidade. Um relatório da ONU do ano passado disse que uma distância da carne era essencial para resolver isso.

Contudo, houve uma relutância geral dos líderes mundiais em aceitar que a adoção de mais alimentação à base de plantas é necessária. A fermentação de precisão é uma alternativa para abordar os custos planetários da pecuária.

“Se a fermentação de precisão substituísse toda a agricultura animal, poderíamos ver a maior parte do planeta rewilded, nosso clima resfriado e alimentos abundantes fornecidos a todos”, diz Scott-Halkes. “Onde hoje há insegurança alimentar e fome, com fermentação precisa, pode haver nutrição abundante, barata e completa. Crucialmente, no entanto, só veremos esses benefícios se os governos agirem agora para abraçar e desenvolver essa tecnologia.”

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também:

Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores

Mercado global de fermentação de precisão atingirá US$ 11,8 bilhões até 2028

Conheça a Crilancha! Marca de biscoito de polvilho vegano e orgânico

Foodtech levanta € 2 milhões para proteínas com fermentação de precisão

Imagem ilustrativa de capa: Getty Images

Por Ana Cristina Gomes em 19 de dezembro