A marca de frango à base de plantas, Daring Foods, levantou US$ 65 milhões em uma rodada da Série C. O investimento foi liderado pelo Founders Fund, junto com a D1 Capital Group. 

Também participaram da rodada celebridades, como Naomi Osaka (tenista), Cameron Newton (jogador de futebol americano), Steve Aoki (DJ) e Chase Coleman (gerente de fundo bilionário). No total, a Daring Foods já levantou mais de US$ 120 milhões em sua história. 

Uma curiosidade é que a empresa realizou a Série A, B e C em um ano. A última que citamos aqui no Vegan Business foi a rodada da Série A, onde a empresa conseguiu US$ 40 milhões e foi apoiada pelo Rapper Drake. 

Segundo a Vegconomist, a empresa também anunciou recentemente uma grande expansão no varejo — mais de 3 mil lojas do Walmart nos Estados Unidos  — isso dobrou sua distribuição no país. 

Sobre a marca de frango à base de plantas

“Uma causa simples, um empreendimento gigantesco. Não se preocupe, não estamos aqui para pregar, mas para educar”, a marca destacou em sua missão

A empresa foi fundada pelos empreendedores Eliott Kessas e Ross Mackay, no ano de 2018. 

A história da empresa conta o seguinte: os empreendedores foram criados comendo frango, alimento considerado barato e padrão nas cantinas escolares e  fast-food, até que eles descobriram a realidade dessa indústria. 

Perceberam ser insustentável, prejudicial à saúde e aos animais. Dessa forma, resolveram criar um frango melhor: “Se encorajarmos as pessoas a fazerem uma mudança simples, elas podem mudar o mundo”, é afirmado. 

Portanto, surgiu a Daring Foods, com a missão de retirar esse produto do sistema alimentar. A ideia é dar uma alternativa vegetal deliciosa para os consumidores. 

O portfólio da empresa é composto pelos seguintes sabores de frango: original, à milanesa, cajun (estilo de comida famoso por ser bem temperado), e limonada e ervas. 

Frangos à base de plantas no Brasil 

Por enquanto, a Daring só entrega nos Estados Unidos (sem enviar para o Alasca e o Havaí). 

Portanto, quais são as opções de frango à base de plantas no Brasil? 

Vamos listar algumas marcas aqui: 

  • Fazenda Futuro —  tem a opção de frango vegetal 
  • The New — comercializa  filé de frango, newgetts e hambúrguer de frango 
  • Superbom — tem frango à base de soja e frango vegano em pedaços à base de ervilha
  • Verdali — a marca oferece quatro tipos de frango vegetal, tiras, hambúrguer de frango, filé e mini (aperitivos). 

Gostou de conhecer essas marcas?

Mercado de carne plant-based 

Se você acompanha o Vegan Business, sabe que o mercado plant-based está crescendo. 

Conforme o relatório da Markets and Markets, que considerou vários tipos de carne (incluindo o frango), a previsão global é que esse mercado chegue a US$ 8,3 bilhões em 2025, com um CAGR de 14,0%. 

Os motivos para esse crescimento são os seguintes: 

  • Crescimento da população vegana e flexitariana (segue a dieta vegetariana, porém, ocasionalmente come carne)
  • Aumento da conscientização sobre os benefícios para a saúde das carnes vegetais em comparação com a carne animal 
  • Crescimento de iniciativas governamentais 
  • Os investimentos significativos que impulsionam esse mercado global 

O local que irá dominar esse mercado, conforme o relatório, será o mercado Europeu. Lá há muito desenvolvimento em produtos inovadores, apoiado por instalações de pesquisa e desenvolvimento.

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também: 

O Que é Crowdfunding de Investimento e Como Funciona? Guia Completo

Investimento de impacto: conheça mais sobre essa modalidade 

Vegan Business é registrado como plataforma de Equity Crowdfunding

*Imagem de capa: Divulgação Daring Foods / via Techcrunch



por Amanda Stucchi em 2 de novembro