A Innomy, focada em alternativas de carne à base de cogumelos, está levantando € 1,3 milhão por meio de sua rodada da Série A.

A startup espanhola tem o objetivo de usar o financiamento para dimensionar, promover e comercializar seus produtos pela Europa.

A rodada foi liderada pela Corporación Cervino, Rockstart, Zubi Capital, Eable Adventures e o Centro Nacional de Tecnologia e Segurança Alimentar (CNTA).

Sobre a rodada

José Luis Cabañero, CEO da Eatable Adventures, falou sobre o investimento.

“Estamos muito orgulhosos de fazer parte deste novo marco que consolida a liderança do ecossistema espanhol de tecnologia alimentar. Nos últimos meses, conseguimos angariar rodadas de financiamento de uma média de € 1,8M para três das startups que foram selecionadas em nosso programa de aceleração. Continuamos a apostar em tecnologias disruptivas que impactam a forma como os alimentos são produzidos e consumidos, garantindo a segurança alimentar para todos”, declarou.

Fundada no ano passado, a empresa afirma que está desenvolvendo uma nova geração de alternativas de carne mais saudáveis, sustentáveis ​​e deliciosas, combinando fungos e biotecnologia. 

Carne de cogumelo

A Adamo Foods, levantou US$ 620.000 em rodada para desenvolver seus bifes plant-based feitos de fungos.

Pierre Dupuis, fundador e CEO da Adamo Foods falou sobre as expectativas da nova fase da empresa.

“Estamos trabalhando em uma nova e empolgante tecnologia para levar os produtos [à base de micélio] ao próximo nível e estamos imensamente gratos aos nossos novos investidores por reconhecerem seu potencial”, comentou Dupuis. 

E continuou: “O financiamento nos leva um passo adiante em nossa missão de remover animais de nosso sistema alimentar quebrado.”

Bifes feitos de fungos

Recentemente a Adamo Foods, empresa britânica, falou sobre o desenvolvimento de seus bifes veganos feitos inteiramente de micélio- estrutura radicular dos fungos.

De acordo com a empresa, os fungos são uma boa alternativa porque crescem a uma taxa exponencial e com recursos mínimos necessários.

“Estamos em uma missão para revolucionar nosso sistema alimentar”, pontuou a empresa.

A Adamo ainda explicou que a carne de fungos é feita a partir de um  processo de fermentação que transforma o micélio em grandes placas fibrosas com uma textura muito semelhante à da carne animal. 

A alternativa da empresa, segundo ela própria, é em pró ao meio ambiente e a melhoria das mudanças climáticas. “Temos a missão de revolucionar nosso sistema alimentar lançando alternativas ultra-realistas e sustentáveis ​​para cortes inteiros de carne. Acreditamos em um estilo de vida sustentável e ambientalmente consciente, onde as pessoas não precisam mais escolher entre suas comidas favoritas e preservar o meio ambiente e a saúde humana”, declarou a empresa.

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também: 

Foodtech levanta € 2 milhões para proteínas com fermentação de precisão

Relatório da AgFunder explora investimentos no setor de agrifoodtech

Noruega investirá em agricultura celular e fermentação de precisão

*Imagem ilustrativa de capa: Divulgação Innomy

Por Gabriela Catan em 28 de setembro
Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores