Adamo Foods, uma empresa britânica desenvolveu bifes feitos inteiramente de micélio- estrutura radicular dos fungos.

De acordo com a empresa, os fungos são uma boa alternativa porque crescem a uma taxa exponencial e com recursos mínimos necessários.

“Estamos em uma missão para revolucionar nosso sistema alimentar”, pontuou a empresa.

A Adamo ainda explicou que a carne de fungos é feita a partir de um  processo de fermentação que transforma o micélio em grandes placas fibrosas com uma textura muito semelhante à da carne animal. 

A alternativa da empresa, segundo ela própria, é em pró ao meio ambiente e a melhoria das mudanças climáticas. 

“Temos a missão de revolucionar nosso sistema alimentar lançando alternativas ultra-realistas e sustentáveis ​​para cortes inteiros de carne. Acreditamos em um estilo de vida sustentável e ambientalmente consciente, onde as pessoas não precisam mais escolher entre suas comidas favoritas e preservar o meio ambiente e a saúde humana”, declarou a empresa.

Mercado global de fermentação de precisão atingirá US$ 11,8 bilhões até 2028

O mercado global de fermentação de precisão atingirá US$ 11,8 bilhões até o ano de 2028, crescendo a um CAGR de 41,5% durante o período (2022-2028), conforme apontou um relatório da ReportLinker

Mercado global de fermentação de precisão

Com essa tecnologia, as empresas podem utilizar microorganismos como os fungos e leveduras para produzir alimentos, dessa forma, é possível desenvolver uma série de produtos alternativos sem precisar dos animais, como carnes, laticínios, ovos, mel, peixes e crustáceos. 

Fatores que influenciam positivamente nesse cenário são: mudança nos padrões alimentares, preocupações referentes ao meio ambiente e crescimento do veganismo. 

“A fermentação de precisão é um dos processos biotecnológicos utilizados na fabricação de produtos alimentícios para reduzir o aumento da produção de gases de efeito estufa. As técnicas de fermentação de precisão ajudam a aumentar a produção de proteínas, pois são econômicas, eficientes e ecológicas”, comentou a instituição em um comunicado

Quanto aos desafios, o maior custo de fabricação é um fator que poderá restringir o setor. 

O estudo destacou que as alternativas de ovos tiveram uma participação significativa de receita no mercado de fermentação de precisão no ano de 2021, destacando que criar esse produto é muito difícil e que várias empresas se esforçaram para solucionar esse problema. Quanto aos microorganismo – divididos em leveduras, fungos, microalgas e bactérias – foi apontado que as algas tiveram uma participação substancial na receita do setor em 2021.

Os principais players estudados pelo relatório incluem: Motif FoodWorks, Inc; Perfect Day, Inc; Geltor, Inc; Nourish Ingredients Pty Ltd; The EVERY Company; Impossible Foods, Inc; Shiru, Inc; Mycorena AB; Remilk Ltd e Triton Algae Innovations, Ltd.

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também: 

Foodtech levanta € 2 milhões para proteínas com fermentação de precisão

Relatório da AgFunder explora investimentos no setor de agrifoodtech

Noruega investirá em agricultura celular e fermentação de precisão

*Imagem ilustrativa de capa: Divulgação Adamo Foods

Por Gabriela Catan em 16 de setembro
Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores