A foodtech de leite de aveia Nude levantou R$ 25 milhões em uma rodada da Série A. 

A informação foi anunciada no Brazil Journal, onde é relatado que a empresa já é avaliada em R$ 125 milhões.

A marca escreveu em suas redes sociais: “Como estamos? Reflexivos com a nossa jornada até aqui e com a certeza de que a nossa missão — de ajudar os consumidores na transição para uma economia de baixo carbono — se fortalecerá, ainda mais, dentro do movimento global para mitigação das mudanças climáticas”.

O investimento foi liderado pela VOX Capital (principal gestora de investimento de impacto do Brasil), mas também contou com a participação da Lever VC (investidora do setor de proteínas alternativas), Endeavor Scale-Up Ventures (fundo de investimento de impacto da Endeavor), Angel Ventures (empresa de venture capital mexicana) e Ecoa Capital (investe em marcas que visam solucionar desafios atuais). 

O valor levantado será utilizado para escalar a marca Nude e aumentar seu portfólio. Segundo o Brazil Journal, a ideia é lançar um creme de leite de aveia para iniciar o food service

Em outubro do ano passado, publicamos uma matéria sobre a foodtech, pois Giovanna Meneghel (CEO da Nude) havia conversado com a Capital Reset e anunciado sua intenção de realizar uma rodada da Série A ou pré-Série A. 

Ela havia dito ao veículo: “Ainda estamos com caixa da rodada inicial e estamos analisando o que faz mais sentido. Talvez fazer uma captação maior já que tem eleição no ano que vem?”. 

Anteriormente, a empresa havia realizado uma rodada seed em 2020, onde conseguiram levantar a soma de R$ 2 milhões. 

Portanto, podemos perceber que a empresa cumpriu esse objetivo, sendo bem sucedida nessa nova rodada da Série A. 

Fundadora da empresa Nude

Imagem da fundadora Giovanna Meneghel: Reprodução Nude / via Instagram @heynude_

O mercado do leite de aveia 

Aqui no Vegan Business adoramos falar sobre as expectativas de crescimento de mercado, portanto, nada mais justo do que abordar o mercado do leite de aveia para contextualização. 

Conforme a Grand View Research é esperado que o mercado global de leite de aveia atinja US$ 6,45 bilhões até o ano de 2028, crescendo a um CAGR de 14,2% entre o ano de 2020 e 2028. 

Os motivos para isso são os seguintes:

  • Aumento das alergias ao leite. 
  • Maior interesse por nutrição à base de plantas. 
  • Crescimento da população urbana. 
  • Aumento da renda das pessoas. 
  • Maior preocupação com a segurança alimentar. 
  • Aumento de doenças cardíacas, diabetes, obesidade e deficiência de vitaminas. 

É dito: “A venda de leite de aveia por meio de supermercados e hipermercados está aumentando por conta da visibilidade para diferenciar e entender os rótulos dos produtos”. 

Leite de aveia da empresa Nude

Imagem: Reprodução Nude / via Instagram @heynude_

Sobre a foodtech de leite de aveia Nude 

Quer saber mais sobre a foodtech Nude? 

A empresa foi fundada por Giovanna Meneghel e Alexander Appel, lá no ano de 2020. 

O casal morou na Alemanha entre 2015 e 2020, no país estrangeiro perceberam a demanda pelos leites vegetais, sendo assim, decidiram colocar essa ideia em prática ao retornar para o Brasil. Algo que auxiliou foi o fato da família de Giovanna já estar no ramo da aveia. 

“Nude é comprometida com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU e suas metas. Fazemos inovação com foco no sabor e na natureza. Desenvolvemos o primeiro leite vegetal carbono neutro do mercado e mostramos o número da pegada ambiental de cada produto em sua embalagem”, esses diferenciais são explicados em sua página

Atualmente, a empresa conta com os seguintes produtos de leite de aveia: original, baunilha, cacau, cálcio e barista — essa é uma bebida especial para o café — é possível adquirir os produtos pelo e-commerce ou comprá-los em cafeterias e mercados selecionados. 

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também: 

Mercado de leite de amêndoas crescerá a uma porcentagem de 12,3%

Leite vegetal: 35 das melhores marcas para você escolher

Diferent.co lança leite à base de plantas Be+

*Imagem de capa: Reprodução Nude / via Instagram @heynude_



por Amanda Stucchi em 27 de janeiro