A 80Noir Ultra, marca de chocolate vegano amargo do Reino Unido, está recebendo apoio de diversos atletas, inclusive os que competem nas Olimpíadas!

A empresa foi fundada por Carole Armitage, que se intitula como criadora de chocolate, aventureira e defensora da saúde mental, seguindo uma dieta vegana e vegetariana na maior parte do tempo. 

Nesse ano, a Forbes elegeu o chocolate da marca como um dos 17 melhores novos alimentos veganos  no mercado. 

“Desde os 8 anos, adoro chocolate quente — era, e ainda é, o meu lugar feliz. Jurei desde muito cedo que faria minha própria receita de chocolate quente sem o sabor amargo do chocolate em pó, nem os grânulos ou o gosto do açúcar”, a fundadora contou na página

Em maio desse ano, a marca levantou mais de £21 mil em uma plataforma de financiamento coletivo que auxiliou a empresa a crescer, servindo para a produção, expansão e automatização desse projeto. 

Quer conhecer quem está apoiando a marca? 

  • Aly Dixon — atleta olímpica de corridas de longas distâncias
  • Helen Davies — corredora que participa de grandes competições
  • Jane Vongvorachoti — atleta olímpica de corridas de longas distâncias
  • Lucy Sturgess — entusiasta em ciclismo
  • Duncan Orrock —  professor de pilates e movimento, com foco em corridas
  • David Bones — corredor de ultramaratonas 
  • Kat Mathews — triatleta profissional de longa distância 
  • Richard Lovelock — ciclista competitivo e corredor de rua 
  • Jack Schofield — atleta de triatlo de longa e média distância 
  • Siobhan Kemsley — entusiasta de ciclismo e caminhadas
  • Amanda Lightfoot — competidora de biatlo 
  • Vincent Fountain — biatleta que também trabalha nas forças armadas

No momento, o chocolate da marca está sendo vendido on-line pela plataforma Yumbles, Ankorstore e pelo e-commerce proprietário da marca. Além disso, também está disponível no Virgin Atlantic Clubhouse (localizado no aeroporto internacional de Los Angeles).

Detalhes sobre o chocolate amargo vegano 

Quer saber mais sobre os benefícios do chocolate amargo vegano para a saúde? 

Muitos nutricionistas afirmam que o chocolate amargo é melhor que o ao leite para a saúde, pois tem menos gordura e mais cacau. 

“O cacau encontrado no chocolate amargo e os compostos fenólicos dentro do cacau podem fortalecer as defesas do nosso sistema imunológico e aumentar a resistência do nosso corpo”, relatou a empresa. 

O produto também tem triptofano (aminoácido precursor da serotonina), que auxilia a estabilizar o humor, deixando as pessoas mais felizes, calmas e menos ansiosas. Além de impulsionar a nossa dopamina, um neurotransmissor que quando é liberado oferece a sensação de prazer e aumenta nossa motivação. 

Também existe a triptamina, esse é um precursor da dopamina que é derivado do aminoácido tirosina, que auxilia a nos dar prazer e felicidade quando damos a primeira mordida no chocolate. 

A empresa explicou sobre o assunto: “Se você escolher chocolate de baixa qualidade, o açúcar e as nozes adicionadas irão aumentar isso, então você come mais e então a felicidade se transforma em culpa e autopunição”. 

Além de ser vegano, o chocolate da marca é sem glúten, não utiliza óleo de palma, oferece fibras alimentares e é feito com 80,3% de cacau, trazendo minerais, antioxidantes e vitaminas. 

Sobre a 80Noir Ultra 

A marca foi lançada em janeiro de 2019, porém, Carole Armitage só conseguiu ter foco em tempo integral na empresa em outubro do ano passado. 

O nome incorpora elementos de treinamento fitness de resistência e aventuras extremas, sendo que 80 indica a meta de porcentagem de qualidade do chocolate. 

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também: 

Gabriel Medina é embaixador do café biônico da marca A Tal da Castanha

Conheça 7 atletas veganos que participam das Olimpíadas de Tóquio

Conheça 10 atletas veganos no mundo do futebol. Marta está na lista!

*Imagem de capa: Divulgação 80Noir Ultra / via Facebook @80Noirultra



por Amanda Stucchi em 1 de dezembro