Com o objetivo de ampliar sua atuação nas principais plataformas digitais e levar conteúdo de qualidade a todos, o Vegan Business lançou a Founder Series em seu canal no YouTube. No conteúdo no formato de Webnário, o VB convida especialistas e empreendedores do mercado vegano nacional para falar sobre as suas experiências e tendências do assunto. O primeiro convidado entrevistado foi Alex Felipelli, CEO do Veggly.

Líder mundial para encontros entre veganos e vegetarianos, o aplicativo teve um aumento exponencial nos últimos 18 meses. Recentemente, o Veggly ganhou um reforço importante para expandir, com o anúncio do Fundador do Vegan Business, Christian ‘Crica’ Wholters, como Advisor.

Engenheiro de Computação como formação, Felipelli é vegano há 6 anos e contou no webnário como surgiu o Veggly e deu detalhes dos desafios e vitórias sobre o empreendedorismo no mercado vegano.

“Eu sou vegano há 6 anos e em 2017 eu estava solteiro e percebi a dificuldade usando os outros aplicativos como Tinder, Happn, e os mais comuns no Brasil, em encontrar pessoas veganas que pensassem de uma forma parecida como eu. Então eu tive a ideia. Conversei com amigos e amigas veganos e vegetarianos, que acharam legal a ideia. Eu queria empreender também e me arrisquei. Saí do meu emprego e passei a me dedicar 100%”.

O Veggly foi lançado oficialmente em 2019 e em fevereiro de 2021 alcançou 1.3 milhões de Veggy’s Matches, além de contabilizar mais de 400 mil usuários no mundo todo. Os números, segundo Felipelli, são expressivos, mas nem tudo são flores, conforme conta o CEO.

“Não foi surpresa que cresceria. Eu sabia que pra crescer teria que executar para ter sucesso e eu fiz um estudo de mercado e entendi que tinha esse potencial. Mas é claro que quando você empreende têm muitos obstáculos e desafios. Eu acho que foi parte do planejamento e eu contava com isso conforme ia crescendo o marketing, a base de usuários e de receita, então isso ajudou bastante a gerar essa bola de neve pra gente crescer com qualidade”, explicou.

O segredo do sucesso, segundo Felipelli, é se planejar por um bom tempo antes de lançar um produto vegano, além de não levar as críticas dos consumidores para o lado pessoal. Ele conta que a fidelidade e aceitação do público vegano e vegetariano ajudou muito no negócio.

“O que mais me surpreendeu e ajuda positivamente é a comunidade. Eu imagino que você criar um aplicativo de namoro do zero hoje para concorrer com o Tinder e os outros que já estão estabelecidos é muito difícil no geral. E o Veggly conseguiu crescer justamente porque tem essa comunidade”.

Os principais países que apresentam maior receita para o Veggly são Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha. O Brasil é o segundo país em número de usuários. Felipelli ainda deu mais detalhes sobre sua trajetória à frente do App e deu dicas sobre como empreender no mercado vegano. A entrevista completa você assiste no canal.

Leia também: Startup Veggly é selecionada para integrar o Cubo Itaú e 15 Ideias de Negócios Lucrativos e Com Pouco Investimento Para Abrir em 2021



por Helena Passarelli em 12 de agosto