Existem alimentos que parecem veganos, mas podem não ser!

A transição alimentar para o veganismo oferece muitos aprendizados, seja na parte da cozinha na qual é possível aprender receitas que não levam ingredientes de origem animal ou nas prateleiras do supermercado, onde é necessário ficar atento as composições dos alimentos. 

Com a mudança para esse estilo de vida, é possível aprender um pouquinho sobre nutrição, impactos da alimentação no meio ambiente e animais, entre outros tópicos. 

Alimentos que parecem veganos, mas é preciso ficar atento 

O macarrão é sempre um alimento vegano? E o vinho? Falaremos mais sobre esses assuntos. 

1# Macarrão 

O macarrão em sua essência é um produto vegano, entretanto, quando os fabricantes incluem certos elementos em sua fabricação, não pode ser considerado dessa forma. 

Os ingredientes de origem animal que podem ser adicionados são: ovos, queijo, ferro ou vitamina D (que pode ser derivado de animal), além de tinta de choco (extraída das glândulas dos animais cefalópodes). 

Macarrão
Imagem: Unsplash

2# Gelatina 

A gelatina é um produto normalmente feito com tecidos de animais, como de bois e porcos. Porém, os veganos podem substituir o alimento com ágar-ágar (derivado de algas marinhas) ou feitos com goma guar (espécie de fibra solúvel).

Gelatina
Imagem: Unsplash

3# Vinho e cerveja 

Muitas pessoas acham que o vinho e a cerveja são veganos, devido ao fato de serem feitos com uva ou cevada, porém, não é sempre assim. 

O motivo são os aditivos adicionados durante o processo de fabricação. No caso do vinho podem ser adicionados a gelatina (derivada de animais), isinglass (espécie de cola de peixe derivada da bexiga natatória desses seres vivos), albumina (vem do ovo) e a caseína (proteína do leite) visando clarear a bebida. 

No caso da cerveja, é a mesma questão: isinglass, albumina e gelatina podem ser adicionados na fase de pré-engarrafamento para clarear a bebida. Por isso, é importante ficar atento aos rótulos e, caso necessário, contatar o fabricante.

Cerveja
Imagem: Unsplash

4# Farinha de trigo 

A farinha de trigo está na composição de diversos alimentos. Como no caso do macarrão, apesar de ser geralmente vegana também pode ter substâncias que não são adequadas para esse estilo de vida. Exemplos são: ferro (substância que pode ter origem vegetal ou animal), bem como as vitaminas B3 e B2 que são geralmente veganas, mas também podem ter origem animal. 

Além disso, é necessário refletir sobre o processo de branqueamento da farinha, aqui são utilizadas substâncias químicas que podem ser testadas em animais, apesar de não serem derivadas desses seres vivos. 

Farinha de trigo
Imagem: Unsplash

5# Mel 

O veganismo não é apenas retirar da dieta a carne, leite e os ovos. Considerando a alimentação, é necessário retirar todos os produtos derivados de animais, incluindo aqui os insetos como o corante de cochonila (presente em muitos alimentos vermelhos) e o mel. 

A prática da apicultura é cruel com esses animais, sendo realizada a fumigação onde se utiliza fumaça para desacordar as abelhas e extrair o mel. Dessa forma, morrem por asfixia ou calor. 

Algumas marcas já desenvolveram alternativas ao mel, é o caso da MeliBio que fez mel utilizando a fermentação de precisão, mas você também pode substituir o produto com melado de cana, agave e néctar de coco. 

Mel
Imagem: Unsplash

Gostou de conhecer os alimentos que parecem veganos? Aproveite e leia também: 

3 marcas de vinhos veganos para você conhecer e se deliciar

24 alimentos veganos: nutritivos, saborosos e econômicos

7 marcas de macarrão vegano para você conhecer

*Imagem ilustrativa de capa: Unsplash 



por Amanda Stucchi em 12 de maio