A cadeia de supermercados holandesa Jumbo anuncia a igualação de preços de seus produtos à base de plantas aos de produtos animais. A alta dos preços das alternativas à carne é um obstáculo comum para os consumidores em busca de produtos sustentáveis.

Esta iniciativa faz parte do grande objetivo da Jumbo de tornar 60% de seus produtos proteicos à base de plantas até 2030, visando uma transição para dietas sustentáveis. No entanto, a nova estratégia de preços da Jumbo segue uma onda recente de iniciativas semelhantes no setor varejista europeu.

A Lidl Alemanha foi a primeira cadeia de supermercados a igualar os preços das alternativas à carne da Vemondo com os produtos de origem animal em outubro. Desde então, Kaufland, Aldi Süd, Penny e BILLA lançaram iniciativas similares para incentivar o consumo de produtos à base de plantas.

Anrico Maat, Diretor de Varejo da Jumbo, comenta: “Queremos ajudar nossos clientes a escolherem mais frequentemente produtos à base de plantas ou vegetarianos. Ao ajustar os preços agora, esperamos tornar a escolha ainda mais fácil para os clientes.”

Preço e sabor

Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores

Comprometida com uma alimentação à base de plantas, a Jumbo lançou sua marca vegana própria, Lekker Veggie, em 2020, e expandiu sua oferta com uma variedade de produtos à base de plantas, incluindo salsichas, pedaços de frango vegano, Gyros vegano, hambúrgueres e muito mais. Com o novo esquema, por exemplo, o preço das salsichas caiu de € 3,59 para € 1,79 e o Gyros vegano de € 3,29 para € 2,19.

Um recente estudo da ProVeg International constatou que os preços das alternativas à base de plantas estão se equiparando aos dos produtos de origem animal na Alemanha, onde a iniciativa de igualdade de preços foi lançada em diversos varejistas. “Uma alimentação sustentável não deve ser um produto de luxo”, disse Dirk Liebenberg, responsável pela Indústria Alimentícia e Varejo na ProVeg International e autor do estudo.

O estudo da ProVeg também destacou que os alimentos de origem animal frequentemente são oferecidos em embalagens grandes a preços baixos por quilo, enquanto esse formato é raramente visto em alternativas à base de plantas.

Ciente dessa diferença, a Jumbo introduziu earlier this year embalagens em tamanho família para pedaços de frango vegano (300 g) e carne moída fresca vegana (500 g). Além disso, a rede tem expandido sua oferta de produtos à base de plantas com molhos de massa à base de legumes, uma variedade de queijo e iogurte à base de soja e uma bebida à base de ervilhas.

A ProVeg International também observou várias vezes que os produtos de origem animal recebem extensos subsídios e que seus baixos preços não incluem os custos ecológicos, éticos e sociais de sua produção.

“Além da acessibilidade, o sabor é frequentemente um fator decisivo aqui. É por isso que estamos trabalhando continuamente na melhoria e expansão da linha à base de plantas. Recentemente, pesquisas da ProVeg mostraram que diversos de nossos produtos de marca própria à base de plantas são bem avaliados por seus valores nutricionais”, acrescenta Maat.

Leia também:

Vegan Women Summit lança prêmio reconhecendo liderança feminina

É possível ser atleta e vegano?

Expansão global das instalações de carne cultivada

Por Vitor Di Renzo em 22 de novembro