Você já se perguntou, qual o impacto do veganismo na preservação do meio ambiente?

O veganismo vai muito além da alimentação, ele é um estilo de vida, um estilo que já foi adotado por mais de 7 milhões de brasileiros, o que corresponde a 3,2% da nossa população.

O vegano não consome nenhum tipo de carne nem alimentos de origem animal, ele também não usa nada que venha de uma exploração animal, como roupas e cosméticos.

Porém, a grande questão é que o veganismo não ajuda apenas os animais, e sim toda a produção envolvida por trás afinal, os impactos são enormes.

Pesquisadores da Universidade de Oxford descobriram que remover o consumo da carne e de lacticínios da dieta pode reduzir a pegada ecológica até 73%.

Desperdício de água

Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores

De acordo com a ONU, a agropecuária consome cerca de 70% da água do mundo.

A produção de 1kg de carne bovina por exemplo, necessita de mais de 15 mil litros de água, de acordo com a organização internacional Water Footprint. Para produzir a mesma quantidade de cereais, por exemplo, são necessários apenas 1644 litros. Outras carnes, como de porco e frango, ainda que consumam menos água para sua produção, ainda apresentam um gasto bastante superior às alternativas vegetais.

É por isso que veganos poupam 2250 litros de água por dia!

Além disso, o consumo anual per capita de peixes no Brasil é de 9 quilos ao ano, de acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO/ONU).

Desmatamento do meio ambiente

Aproximadamente 75% das terras agricultáveis do planeta são usadas para pastagem e produção de ração para a pecuária. Muitas dessas áreas de desmatamento ocorrem em florestas nativas.

No Brasil, segundo a ONU, mais de 80% do desmatamento entre 1990 e 2005 ocorreu para consumo de carne. Não há no nosso planeta, terra, água e insumos suficientes para produzir carne, leite e ovos para alimentar a população mundial em constante crescimento.

Efeito estufa

A produção de carne e lacticínios é responsável por 60% das emissões de gases de efeito de estufa da agricultura.

A pecuária por si só, é responsável por 15% do total das emissões de gases de efeito estufa, superando até mesmo as emissões causadas pelo transporte.

Um hambúrguer de carne de 200g por exemplo, libera na atmosfera gases de estufa compatíveis com dirigir um carro por 16 km.

Apesar da pecuária ser um dos maiores problemas, não é o único. Uma pesquisa divulgada recentemente pela Universidade de Oviedo, na Espanha, revelou que cada dúzia de ovos tem o mesmo impacto que 2,7 kg de CO2 no meio ambiente.

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também:

Arkeon Biotechnologies levanta € 10 milhões para alimentos feitos de CO2

Brasileiras preferem cosméticos com fórmulas naturais

O que é fermentação de precisão?

Imagem ilustrativa de capa: AdobeStock

Por Ana Cristina Gomes em 3 de janeiro