A Project Eaden, startup de tecnologia de alimentos com sede em Berlim, revelou uma tecnologia de fibra inovadora que afirma poder replicar exatamente a textura e a aparência da carne animal, criando uma carne alternativa altamente realista!

A tecnologia escalonável é semelhante à usada para produzir fibras sintéticas, mas o Projeto Eaden a adaptou para usar proteína de ervilha e outros materiais orgânicos. A tecnologia permite que as propriedades das fibras, como elasticidade, capacidade de retenção de água e resistência, sejam projetadas com precisão.

As fibras resultantes, com apenas 100 micrômetros de espessura, podem ser agrupadas para replicar fios musculares. Eles podem então ser combinados com gorduras vegetais para produzir carne à base de plantas marmorizada altamente realista. Atualmente, a startup está focando em uma alternativa ao bife como seu lançamento de produto de estreia.

“Nosso objetivo final é oferecer aos consumidores um produto que elimine todos os motivos para comer animais. Pretendemos recriar totalmente e até melhorar o perfil sensorial e o prazer geral que as pessoas experimentam quando comem carne”, disse Jan Wilmking, cofundador do Project Eaden.

Carne alternativa exclusiva

Ao mesmo tempo, o Projeto Eaden anuncia que ampliou sua rodada inicial de € 8 milhões para € 10,1 milhões. O primeiro fechamento foi liderado por Creandum, com a participação de outros, incluindo Atlantic Food Labs , Shio Capital, Trellis Road e vários investidores anjos.

Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores

Em dezembro, Magnetic e Atlantic Food Labs aumentaram seus investimentos para o segundo fechamento da rodada. De acordo com a empresa, o valor é para desenvolver ainda mais a tecnologia do Projeto Eaden. “O Projeto Eaden é uma empresa de tecnologia, portanto, investiremos em nossas próprias atividades de P&D e na configuração inicial da produção.

Construímos uma equipe altamente motivada de profissionais para desenvolver ainda mais nossa tecnologia exclusiva e proprietária nos últimos nove meses, incluindo engenheiros de tecidos, tecnólogos de alimentos, cientistas de materiais e profissionais culinários”, disse Wilmking.

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também:

GFI realizará workshop sobre cultura de células para cientistas

Mercado de carne plant-based atingirá US$ 15,7 bilhões até 2027

China e EUA discutem processos regulatórios para carne cultivada

Imagem ilustrativa de capa: Divulgação Projeto Eaden

Por Ana Cristina Gomes em 12 de janeiro