Até que enfim, chegou o momento e agora o McDonald’s está investindo em carne à base de plantas.

Na última segunda-feira, a gigante do fast-food anunciou que está desenvolvendo uma linha à base de plantas, composta por frango, hambúrgueres e outros itens de menu, sob a bandeira “McPlant”. A linha de produtos será lançada nos mercados de todo o mundo no início do próximo ano, de acordo com um relatório do USA Today.

McPlant estratégico

Seguindo a tradição histórica de McNuggets, McFlurries e McMuffins, o McDonald’s decidiu estrategicamente combinar seu nome com o de um item do menu.

Isso mesmo, “McPlant”, o nome óbvio parece indicar que a decisão do McDonald’s em usar a marca “Mc” é um sinal estratégico de como está levando a sério os alimentos vegetais.

Na mídia internacional, há burburinhos de que os únicos produtos, serviços e programas autorizados a adicionar o prefixo “Mc” são aqueles que “aumentam o valor e a singularidade da marca”.

Finalmente o McDonald’s está investindo em carne à base de plantas

Até o momento, o McDonald’s tem sido um verdadeiro retardatário na luta corporativa por hambúrgueres e frango à base de vegetais.

Nos sites do McDonald’s ao redor do mundo – incluindo locais na Alemanha, Reino Unido, Hong Kong, Israel, Canadá, Finlândia e Brasil – os clientes sob os arcos dourados podem encontrar uma opção de sanduíche vegetariano. No entanto, o McVeggie e o Duplo Veggie, ambos da linha Signature, onde ficam os lanches mais “gourmets” são compostos por queijo coalho empanado, molho de pimenta biquinho, cebola caramelizada, alface crespa, tomate, cenoura ralada e maionese no pão brioche. Assim, não atendem ao público que deseja excluir as opções provenientes de animais.

Referindo-se ao sabor da nova proteína, o McDonald’s anunciou à imprensa que sua equipe culinária “acertou em cheio” e que o “McPlant oferece o sabor icônico da marca”. Tudo indica que os clientes podem esperar que ele seja semelhante aos itens do menu tradicional, servido em um “pão quente com gergelim e com todas as coberturas clássicas.

De fato, no ano passado, o McDonald’s lançou um piloto com Beyond Meat no Canadá, para o sanduíche de plantas. Porém, a rede está um tanto atrasada em comparação a outras cadeias de fast food, principalmente nos Estados Unidos. Por exemplo, o Burger King trabalhou com a Impossible Foods para lançar o Impossible Whopper e Beyond Meat fez parceria com a KFC em uma pepita à base de plantas.

Os dois principais fabricantes de proteínas alternativas fizeram um trabalho muito bom em dividir o mercado de fast food até agora. Especuladores garantem que a entrada do McDonald’s com sua formulação exclusiva deve ser um golpe para a concorrência.

Seja como for, espera-se que esta mudança do McDonald’s coloque ainda mais movimento no mercado de carnes à base de plantas.

Leia também:

Fazenda Futuro agora tem frango à base de plantas

As principais marcas de alimentos estão investindo em alimentação à base de plantas

The New York Times: o fim da carne e a vez das plantas



por Nadia Ferreira Gonçalves em 11 de novembro