A Multus, uma inovadora britânica em mídia de crescimento para carne cultivada, e a New Wave Biotech de Londres, líder em software de otimização de bioprocessos com IA, unem forças para diminuir os custos da carne cultivada usando inteligência artificial.

A Multus desenvolve meios de crescimento seguros para alimentos, livres de animais, para a indústria de carne cultivada por meio de IA, automação laboratorial e ingredientes inovadores. Enquanto isso, a New Wave Biotech desenvolve software de otimização de bioprocessos com IA para ajudar empresas de biotecnologia a lançar seus produtos de forma mais rápida e econômica.

Por meio dessa colaboração, a Multus utilizará a velocidade e precisão do software de IA da New Wave Biotech para expandir a produção de seus produtos a preços acessíveis. O software ajudará a especialista em meios de crescimento a criar experimentos virtuais em milhares de processos, aproveitando dados da vida real para melhorias contínuas. A IA elimina processos inviáveis, acelera a pesquisa e desenvolvimento, reduz os custos de desenvolvimento e, em última análise, melhora os custos, explica a Multus.

Zoe Law, CEO e co-fundadora da New Wave Biotech, compartilhou: “Com a previsão de que o mercado de carne cultivada alcance US$ 25 bilhões até 2030, nossos esforços conjuntos podem influenciar significativamente a sustentabilidade dos sistemas alimentares globais.”

Redução dos custos da carne cultivada

Os meios de crescimento são nutrientes essenciais para o crescimento celular, mas representam uma parte significativa dos custos de produção. Ao oferecer um produto eficiente e mais acessível, as empresas visam reduzir substancialmente o custo da carne cultivada para impulsionar a transição da pecuária intensiva para a produção sustentável.

Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores

Pesquisas do CE Delft revelam que cultivar carne a partir de células, em oposição à pecuária tradicional, poderia reduzir drasticamente o impacto climático da carne em até 92%, a poluição do ar em até 94% e até 90% a menos de terra necessária.

O projeto recebeu financiamento por meio de uma bolsa de Engenharia Biológica da Innovate UK, como parte do Programa Nacional de Engenharia Biológica do UK Research and Innovation.

Ingredientes de crescimento sem soro

Em 2021, a Multus captou £ 1,6 milhões para lançar no mercado seu meio de crescimento sem soro, o Proliferum M, projetado especificamente para uso em larga escala na indústria de alimentos. Em seguida, em janeiro deste ano, a biotecnologia captou mais £ 7,9 milhões para construir uma instalação para produzir em escala seus meios de crescimento livres de animais. Além disso, a Multus obteve a certificação ISO 22000, garantindo que seus ingredientes sejam produzidos de acordo com os padrões de produção de segurança alimentar.

Cai Linton, co-fundador e CEO da Multus, comentou: “Trabalhando com a New Wave Biotech, estamos enfrentando os principais desafios de escalabilidade e custo na produção de carne cultivada. Nossa experiência combinada em IA e biologia sintética está abrindo caminho para soluções mais acessíveis e escaláveis, aproximando cada vez mais a realidade da carne cultivada amplamente disponível.”

Leia também:

7 opções plant-based ricas em proteínas, ferro, cálcio e vitaminas

Koralo lança ‘New F!sh’, o primeiro filé de peixe à base de microalgas e micélio da Coreia do Sul

Lindt faz parceria com a ChoViva para lançar nova barra vegana

Por Vitor Di Renzo em 22 de dezembro