O mercado de alimentos veganos está em crescimento e deve atingir US$ 31,4 bilhões globalmente até 2026, registrando um CAGR de 10,5%. A previsão foi feita pela Allied Market Research, considerando o período de 2019 a 2026. 

Para ter uma ideia, o mercado foi avaliado em US$ 14,2 bilhões em 2018. Portanto, ao fazermos um cálculo simples, podemos perceber que houve um aumento percentual de 121% com relação a 2026. Isso demonstra o tamanho desse mercado!

O relatório afirmou que os motivos desse crescimento são variados: existe o aumento das taxas de obesidade em todo o mundo e o crescimento de problemas de saúde, com doenças como asma, diabetes, hipertensão, cardíacas, entre outros. Tudo isso torna os consumidores mais conscientes a respeito de sua saúde, levando ao aumento da demanda por produtos alimentícios mais saudáveis, incluindo aqui os veganos. 

Também é informado que houve um aumento no número de pessoas veganas em todo o mundo, principalmente na Europa e na América do Norte, regiões mais desenvolvidas. Essas pessoas são mais conscientes a respeito do que consomem e também existem aquelas que possuem intolerância a lactose. 

O relatório concluiu: “O aumento no número da população vegana, juntamente com o aumento no número de consumidores preocupados com a saúde, impulsiona a demanda por produtos alimentares veganos”. 

Aqui vale fazer uma ressalva: nem todo alimento vegano é mais saudável, afinal, existem produtos que podem ter muito açúcar ou ser ultraprocessados (é importante ter equilíbrio e verificar os ingredientes do produto). 

Porém, várias marcas veganas estão pensando — e refletindo — na saúde ao desenvolver seus produtos. Além de já ser comprovado os benefícios de retirar a carne da dieta, ao diminuir o risco de doenças cardiovasculares, melhorar nosso estado de espírito, abaixar a pressão arterial, entre muitos outros. 

Qual produto tem maior participação no mercado de alimentos veganos? 

O produto com maior participação no mercado de alimentos veganos é a carne alternativa. 

A Allied Market Research também destacou que a Europa é o maior mercado de substitutos de carne de todo o mundo, sendo que as seguintes regiões diminuíram seu consumo per capita nos últimos anos: Reino Unido, Alemanha, França e outros países da Europa Ocidental. 

O Reino Unido diminuiu seu consumo de carne devido aos níveis de obesidade na região, já a Alemanha e a França diminuíram o consumo do produto ao ter maior conscientização sobre saúde e aderir mais ao vegetarianismo. 

Outras pesquisas sobre o assunto

Agora que você já conheceu o estudo da Allied Market Research, que tal conhecer outras pesquisas? 

Vamos falar sobre as carnes alternativas, produto com maior participação no mercado vegano. 

Uma pesquisa da Grand View Research, que analisou o período de 2015 a 2022, apontou que os substitutos de carne devem atingir US$ 5,81 bilhões globalmente até o ano que vêm, registrando um CAGR de 7,5%. 

Os motivos para esse crescimento são praticamente os mesmos: há uma maior conscientização sobre a saúde e mais pessoas estão se tornando veganas.

Ainda, é previsto que a proteína à base de trigo chegue a US$ 308,3 milhões até 2022, enquanto o seitan (também conhecido como carne de glúten) poderá ter o crescimento mais rápido durante esse período. 

Gostou dessa notícia? Leia mais previsões sobre o mercado: 

Mercado de cosméticos veganos cresce e atingirá US$ 20,6 bilhões

Pesquisa indica que mercado à base de plantas pode bombar em 2022

Mercado de calçados veganos tem expectativa de crescimento

*Imagem de capa: Unsplash



por Amanda Stucchi em 2 de dezembro