O leite condensado é muito utilizado em diversos tipos de receitas doces: pudins, bolos, brigadeiros, entre outras delícias. A Nestlé apresentou o leite moça de origem vegetal feito à base de arroz, adequado para os veganos, vegetarianos, flexitarianos e intolerantes à lactose.

As informações vieram da publicação de Rodrigo Umeyama — ele ocupa o cargo de category trade marketing manager da Moça — e divulgou a novidade em sua rede social profissional.

Leite moça de origem vegetal está disponível em alguns supermercados

Gisele Pavin, senior communication manager for nutrition, health & wellness, escreveu: “Mais um produto plant-based sendo lançado pela Nestlé! Nosso tradicional leite condensado moça, agora ganhou mais uma versão: origem vegetal à base de arroz!”.

No momento, a novidade está disponível em alguns supermercados como o Savegnago, contendo 240 gramas e custando R$ 9,79 a unidade, o valor pode variar dependendo da região. No futuro, o produto também deverá estar sendo comercializado em outros pontos de vendas.

Produtos à base de plantas da Nestlé

A Nestlé está obtendo um grande sucesso com os produtos à base de plantas, segundo um comunicado atingiram 800 milhões de francos suíços (US$ 870 milhões) em vendas de alimentos plant-based no ano de 2021, crescendo a uma taxa de dois dígitos.

“Os produtos à base de plantas continuaram a crescer fortemente, apoiados pela expansão da Nature’s Heart em todos os mercados”, foi afirmado.

Nature’s Heart é uma linha de nutrição à base de plantas, com opções de bebidas vegetais, snacks e suplemento alimentar de spirulina.

Além disso, no ano passado a empresa afirmou que lançaria mais de 10 itens plant-based no decorrer de 2021.

“As inovações são parte de uma estratégia global da Nestlé para estar ao lado dos consumidores em suas opções, tanto para aqueles que adotaram a alimentação vegana ou vegetariana, quanto para os flexitarianos — ou seja, pessoas que seguem uma mudança de comportamento para reduzir o consumo de itens de origem animal —, além daqueles que buscam adotar hábitos alimentares e estilos de vida diversificados”, destacou a comunicação.

O consumo de alimentos plant-based no Brasil

Os brasileiros estão optando cada vez mais por alimentos à base de plantas!

Um estudo da Euromonitor apontou que em 2015 o valor do consumo era estimado em US$ 48,8 milhões, porém, no ano de 2020 passou a ter um valor de US$ 82,8 milhões, representando um aumento de quase 70% em cinco anos.

Para complementar esse cenário, a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia) com base nos estudos da Mintel, relatou que os lançamentos globais de produtos plant-based aumentaram 40% entre os anos de 2015 e 2019. Um ponto positivo para o Brasil é que esse é o país que mais traz novidades na região da América do Sul e Central. Legal, não é?

Outra pesquisa que demonstra o crescimento desse mercado no Brasil foi uma desenvolvida pela ONG Mercy for Animals (MFA), encomendada pelo programa EscolhaVeg e realizada em setembro de 2021, no qual foi constatado que 8 em cada 10 brasileiros experimentaram produtos plant-based nos últimos seis meses, considerando a data da publicação.

Logo, é possível perceber o potencial do mercado à base de plantas!

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também:

A Tal da Castanha lança creme de amêndoas

Naveia lança bebida infantil 100% plant-based

Quer comprar carne plant-based? Em 2023 o preço será mais competitivo!

*Imagem de capa: Reprodução Rodrigo Umeyama / via Geek Publicitário

Por Amanda Stucchi em 18 de abril