A Tensei é uma fábrica de congelados veganos, localizada no município de Farroupilha (RS), que atua no mercado de alimentação inclusiva. 

A alimentação inclusiva ou inclusão alimentar é um conceito que vai muito além da preocupação com a nutrição, associando-se também à ideia de integração e experiências de sabor e sensações que os alimentos proporcionam. Aqui é possível incluir as pessoas ou grupos de pessoas que possuem restrições alimentares, seja por alergias, seja pela preferência de não ingerir determinados alimentos. 

Os proprietários afirmaram: “O foco é incluir pessoas, excluindo ingredientes”. Toda a linha de produtos da empresa possui as seguintes características:

  • São hipoalergênicos (sem soja, sem glúten, sem lactose, sem látex, entre outros)
  • Não têm conservantes
  • São livres de transgênicos
  • Tem embalagens biodegradáveis (zero plástico)
  • Utilizam produtos orgânicos certificados
  • São minimamente processados
  • São clean label (ingredientes naturais, sem química ou produtos sintéticos)
  • Visam manter o equilíbrio nutricional

Os proprietários relatam que quando assumiram a Tensei, em maio de 2017, começaram a pesquisar intensamente o mercado de produtos veganos e vegetarianos para compreender como posicionariam a empresa. 

Eles relataram: “Notamos que o mercado era — e ainda é — bastante promissor, contudo é quase que integralmente composto de derivados de soja. Achamos que seria interessante criarmos alternativas a esta fonte de proteína vegetal. Decidimos, então, posicionar a Tensei em uma lacuna do mercado que sistematicamente é negligenciada pelas grandes indústrias alimentícias, e focamos em gerar inclusão através da alimentação”. 

A empresa Tensei apresenta-se como frigorífico vegano sustentável (alimentação vegana congelada), trazendo uma combinação de legumes, grãos, sementes e farinhas. 

A marca atende a estabelecimentos comerciais, instituições, empresas, restaurantes, e os demais lojistas em todo território nacional. Seu principal diferencial em relação aos concorrentes é a ausência de soja e glúten na elaboração dos seus produtos. 

Depois de desenvolver produtos 100% vegetais hipoalergênicos — sem nenhum dos alergênicos listados na Anvisa — a empresa foi ampliando o leque de inclusão, produzindo alimentos orgânicos certificados, sem utilizar cebola, alho e pimenta no tempero, uma vez que são alergênicos menores.

História da fábrica de congelados veganos e o primeiro desafio

O casal Thiago Guerra e Caroline adquiriu a Tensei através de um espólio, a família não teve interesse em manter a empresa e vendeu para eles. 

Quando os dois adquiriram o negócio, logo se depararam com um problema de licenciamento ambiental. Foi nesse momento que entrou em cena o Sebraetec, que contemplava a demanda de Licenciamento Ambiental, e desde estão a Tensei acessou vários serviços do Sebrae, como o ALI ciclo 21/22 e também o Projeto Segmentado do Polo de A&B — Desenvolvimento da Cadeia Produtiva de Alimentos. 

Desde essa primeira experiência, a empresa mantém um estreito relacionamento com o Sebrae para vários atendimentos de consultoria em gestão, acesso a feiras, entre outros serviços.

Um dos grandes desafios da Tensei foi a adequação do ambiente de produção, desenvolvimento de produtos e ampliação dos prazos de validade. Para essa demanda, foi executada a solução Consultoria Boas Práticas de Fabricação (BPF) — PAS Indústria, Sebraetec Alimentos e Bônus Metrologia Análises Laboratoriais. 

Com o BPF, o empreendedor pôde organizar o layout e o processo produtivo, melhorando a produtividade e reduzindo desperdícios. Fez parte desse atendimento a adequação de alguns procedimentos exigidos pelos órgãos sanitários, o que facilitou o registro dos produtos.

O Sebraetec Alimentos auxiliou o empreendedor a desenvolver novos produtos, bem como melhorar o processo produtivo dos alimentos já em linha, aperfeiçoando a apresentação, textura, fatores nutricionais e ganhos com tempo de prateleira, por meio da escolha adequada de embalagem e processo de embalo. As análises laboratoriais comprovaram a sanidade do produto, requisito em alguns mercados.

Diversificação dos produtos

Em 2017, quando começaram as atividades na empresa recém-adquirida, trabalhavam apenas o empresário Thiago e sua esposa. O sogro ajudava nos dias de produção que, com muito esforço, era de 180 a 200 kg de hambúrgueres por mês. 

Porém, durante os quatro anos e meio em que estão à frente da empresa, desenvolveram mais produtos na linha, diversificando o portfólio.

Itens como salsichas veganas, nuggets veganos, lanches prontos veganos e um bacon vegano fazem parte dos produtos oferecidos pela Tensei. 

Thiago informou: “Investimos em capacidade produtiva, padronização de produção e segurança alimentar. Atualmente, somos cinco colaboradores diretos e mais dois indiretos. Produzimos e comercializamos cerca de 2,3 toneladas de produtos por mês e temos uma capacidade produtiva de oito toneladas por mês”. 

No início, a Tensei tinha somente quatro sabores de hambúrguer, nenhum orgânico. Atualmente, são seis sabores de hambúrguer (três orgânicos e três convencionais), dois veggets (um orgânico e um convencional), três salsichas (duas convencionais e uma orgânica), dois lanches prontos e o bacon vegano.

Essa diversificação na linha de produtos é resultado do foco que a empresa tem dado ao processo de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), com o objetivo de continuar inovando e surpreendendo os clientes com novos sabores e produtos cada vez mais disruptivos, como, por exemplo, o recém-lançado hambúrguer de pinhão, butiá e araçá e o hambúrguer de grão-de-bico, tomate e farinha de semente de uva, nutricionalmente pensado para consumidores acima de 60 anos de idade.

Os planos para o futuro da fábrica de congelados veganos

Para 2022, a empresa pensa em lançar uma linha infantil, com nuggets e um hambúrguer desenvolvidos para crianças de 4 a 9 anos, uma linha de mistura de hambúrguer vegetal, para fazer em casa, adicionando somente água, e um hambúrguer orgânico, à base de subprodutos de agroindústrias gaúchas, incluindo as classes C e D no consumo desses alimentos, chegando ao consumidor final por até R$ 2,00 a unidade. 

“Teremos ainda duas misturas prontas para hambúrguer vegetal, feito com frutas e legumes liofilizados, e teremos uma apresentação convencional e uma apresentação orgânica (inédito no mundo). Com esse produto colocamos o pé fora da cadeia de frios e entramos na cadeia de produtos secos, o que nos abre espaço para estarmos em novos locais de vendas”, antecipou o empresário.

Gostou de conhecer essa fábrica de congelados veganos? Aproveite e leia também: 

10 motivos para se tornar vegano hoje

Marca de leite vegetal pretende faturar R$ 1 milhão em 2021

Urban Flowers: marca de moda vegana tem Certificado Lixo Zero

*Imagem de capa: Divulgação Tensei / adaptado



por Amanda Stucchi em 23 de novembro