Se você tem uma empresa que comercializa produtos veganos, é importante entender a importância do selo vegano e, caso deseje, saber como obtê-lo. O selo auxilia a dar mais credibilidade para o produto e facilita a identificação do item pelo consumidor. 

Como uma empresa consegue o selo vegano? 

Falaremos sobre o selo vegano da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) — um dos mais conhecidos aqui no Brasil — foi criado em 2013, voltado para produtos de várias categorias como alimentos, cosméticos, limpeza, higiene e até mesmo calçados. 

É importante ressaltar que o selo é concedido para o produto, não para a empresa, logo, se você tem uma empresa que comercializa produtos veganos (mesmo que não seja o portfólio completo) já consegue reconhecer os itens pela instituição. 

Até o momento, a SVB apontou que possui mais de 3.500 produtos certificados, mais de 600 fabricantes fornecedores que foram avaliados, além de mais de 160 empresas parceiras. Interessante, não é? 

Requisitos para obter o selo 

Um dos requisitos para obter o selo é não ter ingredientes de origem animal, mas pode haver presença não intencional de resíduos de origem animal nos produtos, conforme explicou Maria Eduarda Lemos, gerente de certificação da SVB em uma notícia

“A presença não intencional de resíduos (traços) na composição não representa nenhuma violação da escolha do público vegano, seja de ordem ética, ambiental ou pessoal. Por este motivo, acreditamos que os produtos com a indicação ‘pode conter’ para resíduos de ingredientes de origem animal possuem condições técnicas para obter o Selo Vegano”. 

Além disso, os fabricantes que são fornecedores da empresa não podem testar os ingredientes e matérias-primas em animais, bem como a empresa não pode testar o produto finalizado nesses seres vivos. Aqui é considerado um período de carência de, pelo menos, 5 anos para testes em animais de todos os produtos e ingredientes que estão em processo de certificação. 

Passo a passo 

O processo de solicitação do selo é o seguinte: 

  • (1) Entrar em contato com a SVB (no e-mail indicado) enviando os nomes dos produtos e as suas respectivas composições.
  • (2) Depois de receber o orçamento e orientações, enviar os documentos e informações solicitados pela instituição.
  • (3) Após a análise, é necessário aguardar a aprovação. Se tudo der certo, é preciso aprovar o layout de embalagem com a área técnica (conforme critérios do Manual de Aplicação do Selo Vegano SVB) e realizar um contrato. 

Quanto aos valores, a SVB apontou que o investimento varia conforme alguns fatores, porém, o piso da taxa anual de licenciamento está em R$ 850 (data da consulta: maio de 2022). 

Sobre a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) 

A Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) foi fundada em 2003, é uma organização sem fins lucrativos que promove a alimentação vegetariana e vegana como uma escolha ética, saudável, sustentável e socialmente justa. 

A instituição realiza a conscientização sobre os benefícios do vegetarianismo e o veganismo, sendo que trabalha para aumentar o acesso da população a esses produtos e serviços, seja por meio de campanhas, programas, convênios, eventos, pesquisa e ativismo. 

Gostou de saber como uma empresa consegue o selo vegano? Aproveite e leia também: 

Salvador servirá 10 milhões de refeições plant-based nas escolas

Empresas veganas: procura por Selo Vegano cresce 16%

10 motivos para se tornar vegano hoje

*Imagem ilustrativa de capa do hambúrguer da LikeMeat: Unsplash | Fotografado e preparado por Line Tscherning.



por Amanda Stucchi em 6 de maio