A marca de beleza estadunidense CoverGirl, controlada pela Coty, lançou sua primeira coleção de skincare vegana, que segue o conceito de beleza limpa e possui 90% de ingredientes naturais. 

Conforme informações da Fashion Network, a composição é de água de cacto TruClean, óleo de sementes Meadowfoam, água de rosas e Vitamina C. A empresa  também tem o selo Leaping Bunny da Cruelty Free International, isso assegura que a coleção de skincare vegana não é testada em animais. 

Em sua página, a empresa declarou: “Os produtos COVERGIRL não foram testados em animais, nem por nós, nem por nossos fornecedores — é o padrão mais rígido do mundo. Para obter a certificação, passamos por uma rigorosa auditoria independente de nossa cadeia de suprimentos global do início ao fim, garantindo que TODOS os nossos produtos estejam livres de testes em animais”.

A primeira coleção de skincare vegana  

A nova linha se chama Clean Fresh Skincare, e possui os seguintes produtos: creme de limpeza hidratante (Hydrating Cream Cleanser), bruma multifuncional (Priming Glow Mist), hidratante matificante sem óleo (Mattifying Oil Free Moisturizer), hidrante leve (Weightless Water Cream) e creme corretor para peles secas (Dry Skin Corrector Cream). 

O vice-presidente executivo da Coty, Andrew Stanleick, falou em um comunicado: “COVERGIRL é um ícone no corredor de maquiagem com uma profunda herança em produtos para a pele, então, entrar na categoria de cuidados com a pele é uma evolução natural para a marca”. 

Ele também acrescentou: “Sabemos que os consumidores estão mais atentos à pele do que nunca e querem produtos que se preocupem com os ingredientes a um preço acessível. COVERGIRL Clean Fresh Skincare é apenas isso, e mal podemos esperar para ter essas formulações especiais nas mãos — e nos rostos — dos fãs de COVERGIRL em todos os lugares”.  

Esses produtos estão sendo comercializados on-line e nos pontos de vendas da empresa. 

Mercado de cosméticos veganos 

Conforme dados da Global Industry Analystis, o mercado de cosméticos veganos está crescendo e poderá atingir US$ 20,6 bilhões até o ano de 2026, crescendo a um CAGR de 5,1% durante o período previsto. 

Aqui vale dizer que existe uma diferença entre cosméticos e maquiagens, pois os cosméticos podem ser os shampoos, hidratantes e até as tinturas de cabelo, já as maquiagens são os produtos para a beleza, como batons, rímel, delineadores, entre outros. 

O relatório também analisou o segmento de skincare, onde projetou que esse mercado atingirá US$ 7,8 bilhões até o final de 2026. 

Aqui no Brasil, o setor de cuidados com a pele também está crescendo. 

Sem considerar os produtos veganos, o skincare cresceu durante a pandemia — registrando uma alta de 21,9% nas vendas esse ano, em comparação com 2019 — esses dados são da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC).

Sobre a CoverGirl 

Agora que você já sabe mais sobre a nova coleção de skincare vegana da CoverGirl, que tal conhecer melhor a empresa? 

Foi fundada em 1961, buscando celebrar a autenticidade, diversidade e a autoexpressão através da beleza. No ano de 2018, conseguiu a certificação do Leaping Bunny

A empresa também não comercializa os produtos na China, local que ainda exige os testes em animais. 

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também: 

Inspiração: marca de beleza sustentável lança pastilha de skincare 

21 marcas de maquiagem vegana fáceis de encontrar 

Juliana Goes lança linha de cosméticos veganos e sustentáveis

*Imagem de capa: Divulgação CoverGirl / via Livekindly



por Amanda Stucchi em 18 de novembro