A Conscious Cultures Creamery, marca de queijos vegetais, fez um rebranding corporativo, modificando seu nome para Bandit. O anúncio foi feito junto com o comunicado sobre o investimento, onde conquistaram US$ 1,5 milhão em uma rodada seed, liderada pela empresa de capital de risco Prime Movers Lab. 

“Os valores do consumidor estão mudando rapidamente e os entusiastas de queijo mais jovens reconhecem o tremendo impacto que as práticas agrícolas estão tendo nas mudanças climáticas, no meio ambiente e no bem-estar animal”, disse Bo Babaki em um comunicado, fundador e CEO da Bandit.

Ele contou que com o antigo nome da marca não se sentiam receptivos ao mercado de queijos como um todo, dessa forma, decidiram alterar a marca para Bandit: “Nosso rebranding como Bandit evoca as origens do nosso espírito lúdico, mantendo-se fiel ao nosso ethos (conjunto de valores, ideias ou crenças) em nosso núcleo”. 

O valor levantado será utilizado para ampliar seus processos produtivos, bem como aumentar seu público de fãs. Além disso, é informado que nos próximos meses as pessoas poderão encontrar os queijos da empresa em novos supermercados do norte da Califórnia, Texas e também do Illinois. 

Os queijos vegetais da Bandit 

Os produtos da marca são produzidos à base de castanha-de-caju, sendo comercializados os queijos em peças e enrolados, bem como pastas para passar no pão. 

Atualmente, estão disponíveis dois queijos envelhecidos (tipo peça), ambos são semelhantes ao brie e camembert. 

  • Maverick – queijo com casca florida (tipo de casca que se forma no queijo macio), contém caju e coco. 
  • Barn cat – o produto também tem casca florida, sendo incrustado com cinzas vegetais (o propósito desse procedimento nos queijos é neutralizar o pH da superfície). Além das cinzas e do caju, também possui o coco. 

Todos os produtos são veganos, sem glúten, soja e nem laticínios. 

Gaetano Crupi, parceiro do laboratório Prime Movers e membro do conselho da Bandit, apontou que eles estavam buscando um investimento em laticínios alternativos, ao encontrar a marca, ficaram admirados com seu sabor: “O Bandit tem um sabor melhor do que qualquer outra coisa que tentamos”. 

Ele explicou que os produtos da empresa encontram grande aceitação entre os chefs de restaurantes de elite, bem como o consumidor estadunidense que compra nos supermercados de bairro. 

No momento, a maior parte dos pontos de venda da empresa se concentram nos Estados Unidos, conforme página de localização de lojas o número totaliza 62. 

Sobre a empresa 

Conforme contou a história da marca, o empreendimento foi criado por Bo Babaki, com a missão de criar queijo plant-based para auxiliar a nutrir ele mesmo e seus entes queridos. Após diversas receitas e algum tempo depois, o empreendedor possui uma equipe que compartilha a mesma paixão pelos queijos vegetais. 

Utilizam a castanha-de-caju devido à quantidade de gordura e proteína disponível na oleaginosa, porém, foi destacado que também desejam criar um queijo livre de oleaginosas no futuro, dessa forma, não terá nenhum tipo de alérgeno.

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também: 

Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores

Vutter: conheça a marca de manteiga vegetal com vários sabores

Miyoko’s Creamery desenvolve primeiro queijo cottage vegano

Empresa de queijo vegetal levanta investimento

*Imagem de capa: Reprodução Bandit / via Instagram @eatlikeabandit

Por Amanda Stucchi em 26 de julho