A Insecta Shoes é uma marca de sapatos e acessórios veganos, que não utiliza nada de origem animal em seus produtos, e é conhecida por suas peças sustentáveis. Na página da empresa, é possível verificar sua grande preocupação com relação ao meio ambiente, pois já foram recicladas mais de 88 mil garrafas plásticas e mais de 11 mil quilos de borracha, para dizer algumas estatísticas. Somente na nova coleção, em collab com a Renner, anunciada no dia 1 de junho no Brasil Eco Fashion Week, foram reaproveitados mais de 4 mil metros de sobras de matéria-prima e 5 garrafas PET ‘s, em média, para cada bolsa. Para isso, a coleção nova contou com um processo de criação às avessas. Primeiro foram escolhidos os materiais e, depois, as peças foram desenvolvidas.

Sobre a collab, Barbara Mattivy, founder e Co-CEO, disse via publicação em seu perfil pessoal do LinkedIn, que a enxerga como: “Um reconhecimento imenso do nosso trabalho pioneiro na moda sustentável e vegana, que começou lá em 2013 e até hoje nos coloca como a 1ª e única marca de calçados integrante do Sistema B [organização cívica e social que propõe que o sucesso da economia seja medido pelo bem-estar das pessoas, das sociedades e da natureza]”. 

As peças dessa nova coleção são um vestido com top, kimono, jaqueta cropped com calça jogger em mix de estampa, camisas bordadas, macacão, bolsas e, logicamente, calçados com versões inspiradas nos produtos mais vendidos da Insecta. Todas as peças sustentáveis são atemporais, o que facilita sua combinação, podendo transformá-las em até 30 looks. Isso faz parte do conceito de armário cápsula, ideia da estilista Susie Faux nos anos 1970, cujo significado é um armário com poucas peças essenciais e atemporais, de fácil combinação. 

Peças sustentáveis da Insecta Shoes em collab com a Renner
Imagem: Divulgação da Renner

Esse convite para a collab partiu da loja Renner, fundada em 1965, que tem os seguintes compromissos públicos para 2021, conforme explicação no painel do Brasil Eco Fashion Week:

  • A utilização de produtos 80% menos impactantes (com 100% de algodão certificado);
  • Ter 100% da cadeia nacional e internacional de revenda com certificação socioambiental  —  finalizaram 2020 com 96% da cadeia de fornecimento com essa certificação;
  • 75% do consumo de energia corporativo proveniente de fontes renováveis;
  • A redução de 20% das emissões absolutas de CO2, com relação ao inventário de 2017. 

A empresa também apoia diversas iniciativas como: Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU), Pacto Nacional pela erradicação do trabalho escravo (InPacto), Princípios pelo “empoderamento” das mulheres (ONU Mulheres), Programa na Mão Certa (Childhood Brasil), Science Based Targets e Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+. 

Peças sustentáveis da Insecta Shoes em collab com a Renner
Imagem: Divulgação da Renner

Outra collab recente da Insecta foi uma com a Nátaly Neri, influenciadora digital, que anunciou a coleção em seu canal do YouTube no dia 26 de maio, que reutilizou grande parte dos tecidos de outras coleções da Insecta para fazer sapatos com patchwork. Ela possui valores parecidos com os da empresa, acreditando na moda consciente. 

História da Insecta Shoes e suas peças sustentáveis

A Insecta Shoes surgiu em janeiro de 2014 em Porto Alegre, criada por Bárbara Mattivy e Pamela Magpali, que juntaram suas empresas com base no upcycling, para transformar roupas de brechó em sapatos veganos. A partir do crescimento da empresa, a Insecta Shoes passou a transformar garrafas plásticas em tecido e borracha reciclada em solado e, atualmente, suas peças são compostas por plástico reciclado, borracha reaproveitada, peças de roupa usadas, algodão reciclado, tecidos de reuso e resíduos de produção. 

Leia também: 

9 marcas de calçados veganos: conforto e elegância sem crueldade

Moda vegana: conheça as principais marcas do Brasil



por Amanda Stucchi em 7 de junho