Você já ouviu falar em chocolate sem cacau?

O WNWN Food Labs é o primeiro produtor de chocolate sustentável sem cacau do mundo!

A empresa levantou US$ 5,6 milhões em uma rodada de investimento da Série A que ajudará a empresa a aumentar sua capacidade de produção para que o produto seja lançado no varejo ainda em 2023.

A rodada de investimento foi liderado pela VC, PeakBridge com participação da FoodLabs, subsidiária da Geschwister Oetker Beteiligungen Group, Martin Braun-Gruppe, bem como Mustard Seed Maze, PINC, Investbridge AgriTech e HackCapital.

De acordo com a empresa, o valor será utilizado para escalar e trazer mais produtos para o mercado.

Futuro do chocolate

Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores

De acordo com Ahrum Pak, CEO da WNWN: “Essa mistura de VCs nos dá uma experiência profunda e estratégica em tecnologia de alimentos, assim será possível gerar um impacto significativo e, com a parceria e a equipe da PeakBridge, estamos no caminho certo para criar um futuro de alimentos mais saboroso e ético.”

“Este investimento é muito oportuno, dada a nova proibição europeia do cacau ligada ao desmatamento, o WNWN é capaz de reduzir a pressão da cadeia de abastecimento de cacau no planeta e nos produtores de cacau entrincheirados na pobreza.”, acrecentou Ahrum Pak.

A WNWN está focada é reduzir a pegada de carbono. Elaborado com ingredientes plant-based, o chocolate sem cacau produz 80% menos gás carbono do que os tradicionais.

A empresa produz um alimento sem cacau que parece, tem gosto, derrete, quebra e assa como o chocolate convencional contudo, o produto não possui óleo de palma em sua composição – um ingrediente insustentável. De acordo com a WNWN, diferentemente dos chocolates tradicionais, o produto da marca possui menos açúcar, não contêm glúten e nem cafeína.

Lançamentos da marca

Recentemente, a empresa lançou produtos em quantidade limitada, que se esgotaram em poucas horas, o primeiro foi o chocolate amargo e o segundo, o ‘Waim! bar’, uma versão do clássico bar Daim.

“Inovações como as do WNWN são essenciais para a construção de um sistema alimentar mais sustentável, abrindo as portas para a produção e consumo responsáveis”, disse Erich Sieber, sócio fundador da PeakBridge. “O produto da WNWN abre um mundo de possibilidades de sabores empolgantes. Estamos confiantes de que o WNWN liderará o avanço nesta categoria e estamos orgulhosos de fazer parte desta jornada”.

Segundo o Dr. Johnny Drain, CTO da WNWN, o investimento é a “validação de nossa ciência” e a capacidade de expansão da empresa. “Com a demanda por chocolate aumentando, as cadeias de suprimentos convencionais não conseguem acompanhar, pelo menos não às custas do planeta e da dignidade humana.”

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também:

Selo verde: Confira os benefícios do rótulo ambiental

Couro vegano feito com reciclagem de resíduos de banana

Ed Sheeran lança molho picante vegano em parceria com a Heinz

Imagem ilustrativa de capa: Divulgação WNWN

Por Ana Cristina Gomes em 2 de março