Os benefícios da dieta plant-based já são cientificamente comprovados e por aqui o Vegan Business já citou sua eficácia contra as doenças cardiovasculares, a diminuição do risco de ter alguns tipos de câncer, entre outros achados. Porém, você sabia que uma dieta plant-based também pode auxiliar a prevenir acidente vascular cerebral (AVC)?

É isso que traz os resultados de um estudo liderado por pesquisadores da Escola de Saúde Pública de Harvard TH Chan, publicado na revista Neurology, publicado em 10 de março deste ano. Os pesquisadores analisaram os resultados de saúde de 210 mil pessoas saudáveis (entre homens e mulheres), que responderam periodicamente a um questionário de dieta no decorrer de 25 anos.

Segundo os resultados, as pessoas que comem alimentos saudáveis plant-based – definidas como ricas em alimentos, como verduras, grãos inteiros e feijões, e incluindo níveis mais baixos de alimentos como grãos refinados, batatas e açúcares adicionados – possuem uma redução de até 10% no risco de AVC, em especial o acidente vascular cerebral isquêmico, tipo mais comum e que tem como causa a obstrução de uma artéria, o que faz faltar irrigação sanguínea em alguma parte do cérebro. 

Observação sobre as dieta plant-based

Atenção: o estudo considera os alimentos plant-based saudáveis. Portanto, cortar a carne da dieta não diminui necessariamente a probabilidade de você ter um AVC se suas refeições vegetarianas incluem bebidas açucaradas, pão branco, batatas fritas e uma porção generosa de sobremesa, é o que sugere o estudo.

Por outro lado, uma dieta saudável à base de vegetais pressupõe que os alimentos escolhidos são ricos em fibras, proteínas e baixos em açúcares adicionados. Além disso, alimentos plant-based saudáveis também são geralmente ricos em antioxidantes e ácidos graxos que ajudam a prevenir agravos cardiovasculares.

Limitações do estudo

A maior limitação deste estudo é que ele usou questionários de dieta, que contam com os participantes para lembrar com precisão e relatar o que comeram, em vez de medir objetivamente as quantidades exatas e tipos de alimentos que consomem. Essa metodologia pode não fornecer uma imagem totalmente precisa do que as pessoas comem.

Aproveite e leia também: 

Estudo caracteriza a qualidade da dieta vegetariana dos brasileiros 

Dieta vegana é a mais eficaz na prevenção de doenças cardíacas



por Amanda Stucchi em 8 de junho