O aguardado relatório anual das 10 principais tendências alimentares para 2024, divulgado pelo Conselho de Tendências do Whole Foods Market, um coletivo formado por mais de 50 especialistas, revelou uma revolução na preferência dos consumidores em direção a opções plant-based, destacando a busca por alimentos mais naturais e menos processados. A análise, que combina o estudo dos padrões de compra dos consumidores com informações de marcas emergentes e estabelecidas, destaca a crescente relevância das alternativas vegetais na alimentação.

A Vice-presidente de Marketing do Whole Foods Market, Cathy Strange, descreve o relatório como uma oportunidade de fornecer informações transparentes aos clientes, compartilhando as tendências que estão no radar de compradores e especialistas em culinária da empresa para o próximo ano.

Colocando a Ênfase nas Plantas

Uma tendência de destaque é “Coloque a ‘planta’ de volta em ‘baseado em plantas'”, que enfatiza marcas de produtos à base de plantas que se concentram na simplicidade e no uso de ingredientes alimentares integrais. Essas marcas emergentes estão adotando ingredientes vegetais inteiros, como cogumelos, nozes, tempeh e legumes, como alternativas menos complexas em comparação aos substitutos de carne altamente processados.

Entre as marcas e produtos destacados neste contexto, o relatório cita:

  • 1. Actual Veggies Green Burger: A Actual Veggies produz hambúrgueres gourmet 100% vegetais, desenvolvidos por chefs. A empresa registrou um crescimento de mais de 300% no último ano, com seus hambúrgueres verdes compostos apenas por vegetais inteiros, como couve, brócolis e espinafre.
  • 2. Meati Carne Asada Steaks: A Meati cria alternativas de carne a partir de um micélio específico denominado MushroomRoot. Seu Carne Asada Steak, lançado no ano passado, apresenta um filé completo de MushroomRoot temperado com cominho, páprica e outras especiarias.
  • 3. Abbot’s Butcher Plant-Based Chopped Chick’n: Abbot’s Butcher não é um açougue tradicional, a empresa produz alternativas de carne à base de plantas utilizando ingredientes limpos, como ervilhas amarelas e cogumelos porcini. Todos os produtos são isentos de soja, glúten e conservantes, além de serem certificados como não geneticamente modificados (Non-GMO) e aprovados pelo projeto Whole30. O Chopped Chick’n é uma alternativa versátil ao frango à base de plantas, oferecendo pedaços macios e assados lentamente.
  • 4. Atlantic Sea Farms Basil Pesto Sea-Veggie Burger: O ingrediente principal do Sea-Veggie Burger da Atlantic Sea Farms são as algas cultivadas de maneira regenerativa. A empresa, liderada por mulheres, cultiva algas não geneticamente modificadas no Maine.
  • 5. Three Trees Organic Original Unsweetened Almondmilk: A Three Trees é fabricante de leites de nozes orgânicos com certificação do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). Seu Leite de Amêndoa Sem Açúcar Original é feito apenas com dois ingredientes: amêndoas e água, valorizando a simplicidade.

Frutos do Mar à Base de Plantas em Ascensão

Outra tendência notável no relatório é “Fancy Faux Fish”, que sinaliza um crescimento significativo no mercado de frutos do mar à base de plantas. Marcas inovadoras estão apresentando produtos com sabores e texturas que rivalizam com produtos de frutos do mar convencionais, atraindo tanto os consumidores vegetarianos quanto aqueles que buscam reduzir o consumo de frutos do mar tradicionais.

Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores

Marcas e produtos alternativos de frutos do mar em destaque incluem:

  • 1. Konscious Plant-Based California Roll e Plant-Based Tuna Poke Bowl: A Konscious lançou seu sushi à base de plantas na Whole Foods, disponibilizando opções congeladas e frescas há apenas alguns meses. Utilizando ingredientes limpos como o konjac, uma raiz vegetal asiática, como base para seu atum vegetal, a empresa rapidamente se tornou um sucesso entre os consumidores.
  • 2. Bolos de caranguejo à base de plantas Good Catch: A Good Catch Foods utiliza uma mistura “secreta” de seis leguminosas para criar uma textura escamosa e um sabor que lembra os frutos do mar tradicionais, sem a necessidade de produtos de origem animal. Seus bolos de caranguejo congelados estão disponíveis na Whole Foods, juntamente com hambúrgueres vegetais de atum e salmão.
  • 3. TMRW Ocean Cakes: A TMRW, com sede no Canadá, foca na imaginação em vez da imitação em seus produtos à base de plantas, ressaltando os sabores vegetais. Os Ocean Cakes contêm ingredientes simples como jaca, algas marinhas e alcaparras, e possuem uma textura leve e escamosa.
  • 4. Salada de salmão defumado e atum à base de plantas Save da Sea: A Save da Sea é outra inovadora canadense no setor de frutos do mar à base de plantas, oferecendo salmão defumado à base de plantas feito com cenoura e salada de atum à base de jaca.
  • 5. Seed to Surf Frutos do mar enlatados à base de plantas: A Sea to Surf utiliza vegetais inteiros para recriar a experiência dos frutos do mar, destacando o potencial das plantas. A empresa fazia parte do 2023 LEAP Early Growth Cohort do Whole Foods Market e sua linha de frutos do mar enlatados inclui caranguejo da neve com cogumelo e peixe branco com raiz de aipo.

Tendências sustentáveis

Outras tendências mencionadas no relatório incluem a adoção da agricultura regenerativa e a gestão consciente da água, o destaque para variedades especiais de pimentas picantes, o surgimento do ramen gourmet e a crescente atenção à saúde da mulher.

Cathy Strange concluiu, enfatizando a expectativa em torno dessas tendências que estão ganhando impulso: “Desde ingredientes específicos e tendências de sabores até movimentos crescentes na indústria alimentícia, mal podemos esperar para ver essas tendências se consolidando no próximo ano”.

Imagem de capa: Pexels

Leia também:

Feijão-fava: próxima grande tendência de proteína vegetal!

Mercado Vegano: conheça sobre ele e suas tendências!

Flexitarianismo: saiba mais sobre essa tendência crescente!

Por Nadia Gonçalves em 19 de outubro