O investidor em ciências da vida Novo Holdings anunciou um investimento inicial na MATR Foods, uma startup dinamarquesa de tecnologia alimentar que utiliza o poder do micélio, fermentação tradicional e vegetais reaproveitados para criar produtos alternativos à carne de maneira sustentável.

O principal produto da startup, o MATR Fungi Mince, é uma alternativa de carne moída com baixo teor de gordura e alto teor de proteína, oferecendo um perfil de aminoácidos semelhante ao da carne. Segundo a empresa, esse produto tem uma pegada de carbono significativamente menor (94% menos) que a da carne bovina.

Atualmente, a MATR fornece produtos para várias redes de restaurantes dinamarqueses, incluindo Gasoline Grill, Sticks’n’Sushi e o supermercado online Nemlig.com. O novo capital ajudará a aumentar a capacidade de produção da startup e expandir sua base de clientes para atender à demanda existente e de novos consumidores.

Randi Wahlsten, CEO da MATR, afirmou: “Fomos extremamente bem recebidos por chefs e consumidores, a ponto de estarmos enfrentando uma demanda muito maior do que podemos atualmente suprir. Compartilhamos uma visão clara de criar um negócio alimentar internacional verdadeiramente impactante, baseado em nossa tecnologia alimentar sustentável e limpa com fungos.”

Desbloqueando sabores, minimizando desperdícios

Fundada em Copenhague em 2021, a MATR Foods tem como objetivo enfrentar desafios climáticos, de biodiversidade e saúde através da microbiologia e gastronomia. Liderada por uma equipe internacional de pesquisadores, chefs e empreendedores com experiência na indústria alimentícia, a startup dinamarquesa usa soluções alimentares inovadoras com fungos para criar a “nova geração de alimentos plant-based.”

Aproveitando o micélio e a fermentação tradicional, a MATR transforma ingredientes orgânicos locais, como aveia, ervilhas, tremoço, beterraba e batatas, em hambúrgueres e carne moída com sabor umami e textura firme. O micélio atua como ligante e, junto com o processo de fermentação, confere um sabor distinto, permitindo que a MATR evite aditivos e aromatizantes artificiais, resultando em produtos com rótulo limpo.

A MATR Foods opera instalações de produção em Nordhavn, Copenhague, e recebeu financiamento contínuo do BioInnovation Institute após participar do programa Venture House da organização.

Saúde e sustentabilidade

A Novo Holdings é um investidor líder mundial em ciências da vida. No final de 2023, seus ativos totalizavam 149 bilhões de euros. Com a Fundação Novo Nordisk, a Novo Holdings investe em descobertas promissoras que podem ser traduzidas em biosoluções aplicáveis, buscando gerar retornos financeiros atraentes e um impacto positivo na sociedade.

A Novo Holdings também é a principal acionista da empresa farmacêutica Novo Nordisk e da firma de biotecnologia Novozymes, que, segundo relatos, está se fundindo com a Chr. Hansen Holding, formando a maior fusão da história da Dinamarca.

Outras empresas que desenvolvem produtos de carne plant-based utilizando fermentação e ingredientes reaproveitados incluem a startup sueca Millow, que utiliza aveia e micélio, e a empresa americana Planetarians, que usa torta de óleo e levedura de cerveja para fazer blocos veganos que podem ser transformados em qualquer carne.

Thomas Grotkjær, parceiro de Investimentos em Saúde Planetária da Novo Holdings, comentou: “A MATR conseguiu desenvolver um produto que tem ótimo sabor, é altamente nutritivo e possui um forte perfil de sustentabilidade. Estou muito satisfeito com a oportunidade de contribuir para a ampliação da MATR Foods e, assim, oferecer aos consumidores finais um novo produto que combina a experiência saborosa que conhecemos da carne com os benefícios de saúde e sustentabilidade de uma dieta plant-based.”

Confira a matéria publicada na vegconomist.

Leia também:

NotCo inova com novos shakes de proteína sem açúcar

Fabumin atrai Grupo Bimbo e Haagen Dazs com aquafaba em pó

Super Vegan celebra mês do chocolate com descontos imperdíveis

Por Vitor Di Renzo em 3 de julho
Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores