De acordo com um relatório da Data Bridge Market Research, o mercado de ovos à base de plantas atingirá US$ 9,02 bilhões até 2030, representando um CAGR significativo de 20,78%.

O crescimento do veganismo e o aumento da conscientização sobre o impacto ambiental da pecuária são os principais impulsionadores desse mercado. Além disso, os avanços tecnológicos irão ajudar a impulsionar o mercado, ajudando a melhorar e ampliar as opções de produtos.

É importante destacar que apesar da América do Norte dominar atualmente o mercado de ovos à base de plantas, há desafios a serem superados para o crescimento global deste setor. A disponibilidade limitada de ovos à base de plantas em muitas áreas geográficas e custo mais alto em comparação com os ovos convencionais restringem o acesso a esses produtos, limitando assim o alcance do mercado.

Ovos à base de plantas

Recentemente, uma pesquisa conduzida pela ProVeg identificou a saúde é o principal fator para os consumidores optarem por ovos vegetais. Os benefícios mais destacados incluem a ausência de colesterol, a redução do risco de contaminação por salmonela e intolerância alimentares. Além disso, questões relacionadas à sustentabilidade e preocupações com a agroindústria também estão influenciando essa escolha.

Outro relatório, divulgado em maio, revelou um aumento na demanda por substitutos de ovos, especialmente como ingredientes para molhos e assados. Os consumidores estão buscando cada vez mais opções comerciais e alternativas, como tofu ou banana, para substituir os ovos tradicionais em suas receitas.

Mudança de hábitos

Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores

No início de 2023, a gripe aviária causou uma escassez de ovos e, consequentemente, um aumento nos preços. Esse cenário levou muitos consumidores a experimentar alternativas à base de plantas. Nesse contexto, a marca JUST Egg capitalizou a oportunidade e lançou uma campanha publicitária nos Estados Unidos, enfatizando que “as plantas não pegam gripe”. Com o preço praticamente em paridade com os ovos convencionais, a marca obteve um “feedback incrível” do público em resposta à campanha.

Essas tendências refletem uma mudança significativa nos hábitos de consumo, com mais pessoas optando por ovos vegetais por razões de saúde, sustentabilidade e disponibilidade de opções comerciais convenientes. O mercado de ovos à base de plantas está em ascensão, e as empresas estão respondendo à demanda crescente com inovações e campanhas de marketing bem-sucedidas.

Aproveite e leia também:

Qual a diferença entre os termos vegano e plant-based?

Aleph Farms torna-se a primeira na Europa a submeter carne cultivada para aprovação

Pesquisadores desenvolveram substituto para gelatina à base de plantas

Imagem ilustrativa de capa: Divulgação Schouten Europa

Por Ana Cristina Gomes em 31 de julho