Um abrangente teste cego revelou que os nuggets plant-based superam seus equivalentes de origem animal, de acordo com um novo relatório. O estudo, conduzido pela Food System Innovations (FSI) sob a iniciativa NECTAR, afirma ser a maior análise sensorial de carnes plant-based até hoje, fornecendo insights substanciais sobre as preferências dos consumidores.

O relatório inaugural da iniciativa NECTAR, intitulado “Taste of the Industry 2024”, integra dados de 1.150 onívoros americanos que avaliaram 45 produtos de carne plant-based em cinco categorias. Os produtos foram avaliados em 15 atributos sensoriais e todos os itens plant-based foram comparados com suas referências de origem animal.

Principais descobertas

O teste de sabor, que incluiu produtos da Impossible Foods, MorningStar Farms, Quorn, Rebellyous Foods e SIMULATE, descobriu que os nuggets plant-based foram os mais bem avaliados na categoria de nuggets. Apesar desses sucessos, a maioria das marcas de carne plant-based não atendeu às expectativas dos consumidores em outras categorias, como hambúrgueres, cachorros-quentes, bacon e tiras de frango.

Caroline Cotto, diretora da NECTAR, comentou sobre a importância do estudo: “Estamos entusiasmados em lançar oficialmente a NECTAR e embarcar nesta jornada rumo a um futuro mais sustentável e delicioso. Nossa pesquisa destaca o potencial dos produtos de proteína alternativa não apenas para atender, mas para superar as expectativas dos consumidores.”

“Apesar do crescimento das vendas estar desacelerando e da cobertura negativa da mídia sobre as carnes plant-based, a NECTAR apoiará as marcas a desbloquear novos níveis de sabor e satisfação para, finalmente, impulsionar uma adoção de mercado mais significativa.”

O relatório descobriu que a satisfação dos consumidores com os produtos plant-based variou amplamente. As classificações de apelo geral variaram de 37 a 53%, com produtos empanados geralmente recebendo classificações mais altas do que os não empanados.

Os cachorros-quentes plant-based tiveram um desempenho significativamente inferior em comparação com seus equivalentes de origem animal, enquanto hambúrgueres mistos receberam classificações mais altas do que os hambúrgueres puramente plant-based, indicando uma preferência por ingredientes mistos.

Em termos de posicionamento competitivo, alguns produtos líderes plant-based se aproximaram ou alcançaram paridade de sabor com produtos de origem animal em categorias como nuggets e tiras de frango, embora o produto médio plant-based ainda fique atrás. O estudo identificou sabor, textura e aparência como áreas críticas para melhoria, com os consumidores mostrando uma preferência por sabores mais ousados (mais carnosos, salgados, suculentos) em produtos plant-based.

Insights por categoria

Os insights por categoria revelaram que os hambúrgueres plant-based precisarão de melhorias significativas no sabor e na carnosidade, enquanto os cachorros-quentes plant-based exigem aprimoramentos no sabor, textura e aparência.

Os líderes de bacon plant-based estão mais próximos de alcançar a paridade com o bacon de origem animal, mas ainda precisam melhorar em sabor, carnosidade e crocância. As tiras de frango devem focar em melhorar a carnosidade, consistência e sabor da empanagem, enquanto os nuggets devem priorizar sabor, carnosidade e consistência para aumentar a satisfação do consumidor.

Max Elder, diretor administrativo da FSI e fundador da antiga empresa de frango alternativo Nowadays, destacou o potencial da iniciativa NECTAR na indústria, afirmando: “Ao defender produtos de excelente sabor, capacitar marcas e consumidores com insights baseados em dados e fomentar parcerias em toda a indústria, o lançamento da NECTAR anuncia uma nova era de inovação e colaboração no espaço de proteínas alternativas.”

Baixe o relatório completo aqui.

Confira a matéria publicada na vegconomist.

Leia também:

Maduu e Dra. Renata Cortella lançam bolsa Unique: o essencial para um estilo de vida saudável em movimento

Immobazyme capta US$ 1,3 milhão para ampliar produção

ApexBrasil é patrocinadora Master da segunda edição da 1ª Feira de Alimentos Plant Based do Brasil

Por Vitor Di Renzo em 26 de junho
Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores