Você já pensou em investir na Beyond Meat?

Em primeiro lugar, voltemos a 2019, exatamente no dia dois de maio, a Bolsa de Valores de Nova York abriu e os investidores enlouqueceram para comprar as ações recém-negociadas da Beyond Meat (NASDAQ: BYND).

Simplesmente, nas primeiras seis horas e meia daquele dia, as ações da Beyond Meat foram negociadas 23.118.966 vezes. Ao final do dia, os resultados eram impressionantes: 163% acima da precificação inicial.

Que IPO meus amigos! Que IPO! A maioria das ações não sobe tanto assim em um ano. Imagina só em um único dia.

Hoje, pouco mais de um ano e meio depois daquele dia histórico, a Beyond Meat ainda chama a atenção por crescimento. Tudo isso porque, a estratégia geral da empresa para ganhar participação de mercado é um dos pontos positivos para quem deseja investir. Mas não é só isso.

Quem é a Beyond Meat

Fundada em 2009, a Beyond Meat é uma fabricante de carne vegetal que cria sua versão de “carne” a partir de ingredientes como proteína de ervilha, óleo de canola e suco de beterraba.

A startup, com sede na Califórnia, consegue imitar tão bem a carne em sabor e textura, que seus produtos foram os primeiros a ganharem espaço nas grandes cadeias de hambúrgueres americanas, como Carl’s Jr. e TGI Friday’s.

Além disso, nos supermercados, os hambúrgueres da Beyond são vendidos nas seções de carnes, em vez de separados em freezers como os tradicionais hambúrgueres vegetarianos.

A alternativa de proteína à base de plantas contém ainda nutrientes e calorias semelhantes aos da carne, sem colesterol, sendo reconhecida internacionalmente como uma verdadeira revolução na indústria de alimentos.

Certamente, nos últimos meses o mercado viu a expansão de várias startups em todo o mundo, produzindo suas próprias versões de produtos que emulam a proteína animal feitos à base plantas. Desse modo, essa verdadeira revolução não pode mais ser considerada como um hype passageiro e há muitos motivos para ser otimista em relação aos investimentos na Beyond Meat.

Para quem está de olho no mercado plant based e seus lucros crescentes, separamos 4 motivos para investir na Beyond Meat e como fazer.

Motivo 1 – Lucro crescente

Alternativas à base de carne vegetal aumentaram em popularidade nos últimos 12 meses. As previsões para o mercado estimam que ele deve crescer para US$ 3 trilhões em dez anos, à medida que mais e mais pessoas procuram alternativas mais saudáveis para si mesmas e para o planeta. Desde seu IPO, o preço das ações da Beyond Meat quadruplicou e atualmente está em torno da marca de US$149.

Os resultados da Beyond do segundo trimestre de 2020, divulgados em junho deste ano, foram animadores:

  • A receita líquida foi de US$ 113,3 milhões, um aumento de 69% ano a ano.
  • O lucro bruto foi de US$ 33,7 milhões, ou margem bruta de 29,7% da receita líquida; O lucro bruto ajustado foi de US$ 39,6 milhões, ou margem bruta ajustada de 34,9% da receita líquida, refletindo a exclusão das despesas atribuíveis ao COVID-19.
  • O prejuízo líquido foi de US$ 10,2 milhões, ou US$ 0,16 por ação ordinária; O prejuízo líquido ajustado foi de US$ 1,2 milhão, ou US$ 0,02 por ação ordinária diluída, refletindo a exclusão das despesas atribuíveis ao COVID-19 e a extinção antecipada da dívida.
  • O EBITDA ajustado foi de US$ 11,7 milhões, ou 10,3% da receita líquida.

Além do lucro financeiro, com menos emissões de carbono, zero produtos de origem animal e zero colesterol, esta é a inovação alimentar de que o mundo precisa e os consumidores estão definitivamente respondendo bem.

Motivo 2 – Grandes parcerias

Um grande avanço que a Beyond Meat viu em 2019 foi um aumento de 51% nas vendas em restaurantes. Isso se deve aos grandes acordos de parceria que a empresa fez com o McDonald’s; KFC, da Yum Brands; Starbucks e Dunkin Donuts.

Enquanto a empresa se movimenta em um ousado projeto de expansão internacional, as vendas de restaurantes têm sido uma fonte de receita extremamente importante. Contudo, com os efeitos do coronavírus atingindo a indústria de food service, isso poderia significar tempos difíceis para esta empresa de carnes de plantas.

No entanto, ficamos felizes em saber que a Beyond Meat não colocou todos os seus ovos na mesma cesta. Seus produtos estão cada vez mais disponíveis em supermercados, principalmente, nos Estados Unidos e na Europa.

A Whole Foods, de propriedade da Amazon, foi a primeira parceria, desde o lançamento em 2013. Hoje, empresas como Walmart, Target e Safeway fizeram parceria com Beyond Meat. É seguro presumir que não haverá problemas para atender a demanda.

Motivo 3. Impulso global

Alimentos à base de plantas estão em alta, já que os consumidores estão começando a procurar alternativas mais saudáveis ​​e sustentáveis. Nesse cenário, a Beyond Meat avança em seu processo de expansão internacional.

No início de 2020, a empresa entrou no mercado da China por meio de uma parceria com a Starbucks. Considerando que a Starbucks tem mais de 4.400 lojas naquele país, é possível ter uma noção do grandioso negócio. Porém, não para por aí, após o desembarque, a Beyond Meat expandiu-se para mercearias e entrou no menu de restaurantes da Yum China Holdings.

No Brasil, a Beyond chegou recentemente nas lojas do St Marche, uma cadeia de supermercados relativamente pequena e restrita à grande São Paulo. Se conquistar esse mercado, logo veremos a marca se expandir por aqui.

Diante todas essas estratégias de crescimento, os investidores esperam ver a receita subindo em um ritmo acelerado. A empresa estava orientando para um crescimento de receita de 64% a 71% ano a ano em 2020. Mas as previsões iniciais não incluíam receita de lugares como Brasil e China, uma vez que esses negócios ainda não haviam sido fechados.

Por fim, apesar da concorrência no mercado de proteínas à base de plantas, a Beyond Meat ainda é a única singular para investidores atraídos por esse mercado promissor, também, para os que acreditam que essa possa ser a resposta para um futuro mais verde e sustentável, sem comprometer o sabor.

Motivo 4 – Alimentação mais saudável em alta

No início da pandemia de Covid-19, devido aos rumores de que o vírus pode ter se originado de um mercado de animais na China, muitos consumidores finalmente abandonaram (ou pelo menos reduziram) o consumo da carne de origem animal.

O Credit Suisse divulgou recentemente dados de pesquisas com consumidores que “indicam que o número de pessoas que dizem estar comendo alimentos mais saudáveis ​​aumentou 20% desde o início da pandemia”. Carnes vegetais são consideradas mais saudáveis ​​do que carnes animais.

Essa aceleração no consumo de carne vegetal estabelece as bases para uma demanda forte e sustentada dos consumidores pelos produtos da Beyond nos próximos anos.

Como investir na Beyond Meat

Se você já se convenceu de que investir na Beyond Meat pode ser uma boa opção para o seu perfil, saiba que é possível realizar o investimento de forma bem rápida.

Para isso, você precisa abrir uma conta na corretora Avenue e após isso, efetuar um depósito. Dinheiro na conta, é hora de fazer o exchange para dólar, de modo ágil e simples, na própria plataforma. Com seus dólares ativos, é só buscar pela Beyond Meat – BYND na Nasdaq e efetivar a compra. Pronto, você será investidor da Beyond.

Leia mais sobre o potencial da carne de plantas e a tendência em investimentos veganos.



por Nadia Ferreira Gonçalves em 5 de novembro