Stella McCartney, estilista britânica, lançou na Semana da Moda de Paris sua nova bolsa Frayme Mylo á base de micélio!

A Frayme Mylo™️ é a primeira bolsa de luxo do mundo feita de micélio, uma alternativa vegana inovadora e extremamente similar ao couro de origem animal.

Frayme Mylo á base de micélio

O lançamento, utiliza o tecido Mylo™️, que é mais substancial e elevado em comparação com outras alternativas de couro animal. O micélio é colhido como uma camada espumosa, dando ao material final um calor e textura que não era possível alcançar com as opções sintéticas.

A Frayme Mylo mostra as capacidades deste material feito à base de micélio, uma “estrutura de fungos naturalmente abundante e renovável”. Dessa maneira, o Mylo™️ é uma alternativa vegana macia, flexível e com impactos ambientais significativamente menores do que o couro de origem animal.

De acordo com disseram McCartney e Bolt Thread: “A bolsa Frayme é um ícone contemporâneo, vegano, arrojado que reenergiza os códigos clássicos da marca”.

Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores

A Frayme Mylo possui alça de corrente de alumínio, medalhão de zamac desperdício-zero, corda de algodão orgânico e forro de camurça Alter, feita com materiais reciclados.

Substituição do couro de origem animal

“Há anos tenho estado empolgada com o potencial do Mylo para criar um futuro da moda livre de crueldade animal”, disse McCartney. “Frayme Mylo é a personificação dessa visão, a edição branca permite que ainda mais mulheres tenham acessórios de luxo sem comprometer seus valores”.

De acordo com Dan Widmaier, fundador e CEO da Bolt Threads: “Stella McCartney e sua equipe incrivelmente talentosa de líderes pensantes e designers estão na vanguarda da defesa de materiais sustentáveis há anos. Estou entusiasmado e colaboraremos no futuro – incluindo este próximo grande marco de recriar a icônica Frayme Mylo em uma nova cor exclusiva”.

Quando se trata de substituir o couro de origem animal, ainda há o que melhorar. Essa mudança é necessária, já que a pecuária é responsável por 14,5% das emissões de gases de efeito estufa e está levando à destruição de ecossistemas do nosso planeta.

A mudança é necessária para que a moda possa se tornar uma indústria menos poluente e assim, contribuir para um futuro mais sustentável!

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também:

Biohm utiliza micélio e resíduos para criar materiais de construção

Mercado global de micélio atingirá US$ 3,84 bilhões até 2026

Couro de micélio é uma alternativa sustentável para o mundo da moda

Imagem de capa: Divulgação Stella McCartney

Por Ana Cristina Gomes em 9 de março