Se você mantém as antenas ligadas ao mercado de investimentos veganos já deve ter ouvido sobre o possível IPO da Oatly.

Primeiramente, a Oatly é uma das marcas de leite à base de plantas mais famosas do mercado global. A empresa é apoiada por investidores de renome, como o Blackstone Group e as celebridades Oprah e Natalie Portman.

Porque o IPO da Oatly é importante?

Agora, os rumores de que a Oatly lançará seu IPO este ano estão circulando, já que fontes afirmam que a empresa está em negociações para abrir o capital. Por ser um nome bem estabelecido na indústria de alimentos à base de plantas, investidores em todo o mundo estão curiosos para saber se os rumores sobre as ações da Oatly são verdadeiros.

Se sim, a mudança para abrir o capital viria em um momento em que as vendas de leite de aveia dispararam. Além disso, em alguns países, o produto já se tornou o segundo mais popular na categoria de leite de base vegetal.

As notícias divulgadas pela imprensa internacional nas últimas semanas remeteram às lembranças do IPO da Beyond Meat, em 2019. Tudo isso porque, um IPO da Oatly nos Estados Unidos pode levar à avaliação da empresa a US$ 5 bilhões.

Quem é a Oatly?

Fundada em 1994, por Rickard Öste, a Oatly é uma marca de comida vegana com sede em Malmö, Suécia. A empresa usa pesquisas da década de 1990 na Lund University para transformar aveia em laticínios. Possui uma patente para sua tecnologia de enzimas. De acordo com o site da Oatly, a tecnologia foi projetada para simular um processo natural, transformando aveia em alimento líquido nutritivo. O Oatly tem como objetivo fornecer um produto para pessoas que estão optando por uma dieta vegana por motivos de saúde ou pessoais.

Enquanto a sede da Oatly fica em Malmö, o Centro de Produção e Desenvolvimento da empresa está localizado em Landskrona. Contudo, a empresa também construiu recentemente uma fábrica de US$ 15 milhões em New Jersey. Assim, produz 750.000 galões diários do principal ingrediente da empresa: uma base de aveia.

A Oatly também pretende construir mais fábricas na Ásia, Europa e nos Estados Unidos para expandir sua presença global. Uma rodada de investimentos em junho do ano passado arrecadou US$ 200 milhões. Sobretudo, isso deu a Oatly uma avaliação de US$ 2 bilhões.

Quais produtos a Oatly oferece?

A Oatly oferece uma variedade de produtos. Nos EUA, as pessoas podem comprá-los online, mas também estão disponíveis em varejistas como Target e Whole Foods, bem como em cafeterias. O site da empresa tem o que chama de “o Oatfinder”, onde os consumidores podem ver quais as lojas e cafés locais oferecem produtos Oatly.

Existem seis categorias de produtos:

Bebida de aveia: essas bebidas estão em embalagens longa vida. Isso significa que não precisa estar na geladeira e pode ficar na prateleira da despensa em temperatura ambiente. Inclui uma edição barista, leite tradicional, base de aveia simples, chocolate e manga com laranja.

Bebida de aveia refrigerada: são as que mais se assemelham ao leite de vaca. São produtos que precisam ser refrigerados e vêm em muitos sabores. Eles incluem integral, “semidesnatado”, “desnatado”, chocolate e orgânica.

Em movimento: produtos em caixas de 250ml e latas de 235ml. Como o nome sugere, essas bebidas são projetadas para pegar e levar. As caixas, projetadas para as crianças, incluem a bebida de aveia original da Oatly e o sabor de chocolate. As latas consistem principalmente de café, como leite fresco, matcha latte e mocha latte, mas também incluem chocolate.

Oatgurt:  Esta categoria é o iogurte de aveia de Oatly. Os sabores incluem original, baunilha, morango, framboesa e mirtilo com framboesa.

Sorvete: a versão da delícia gelada da Oatly também é isenta de laticínios. A empresa observa, no entanto, que adiciona gordura (compatível com os veganos) aos seus sorvetes para criar textura no produto. Seus sabores são chocolate, morango, baunilha, calda de chocolate, redemoinho de avelã e caramelo salgado.

“Forno e fogão”: a categoria cobre uma variedade de produtos lácteos normalmente usados ​​na culinária. Inclui natas naturais, iogurte turco e uma variedade de cremes para pratos diversos.

Quais as vantagens competitivas da Oatly?

A startup sueca viu suas vendas aumentarem nos últimos anos desde seu início em 2017, mas sua popularidade disparou ainda mais na esteira pós-coronavírus, que acelerou a tendência de afastamento dos laticínios ainda mais, colocando as fazendas leiteiras tradicionais no limite, principalmente na Europa e Estados Unidos. A expectativa é de que o registro de vendas de 2020 seja em torno de US$ 400 milhões, dobrando o número do ano anterior, e lucrando ainda mais neste ano.

De acordo com os dados da SPINS, as vendas em toda a categoria de leite de aveia, da qual Oatly domina, cresceram surpreendentes 294% nos canais de varejo avançados e 345% nos varejistas convencionais no ano passado. Enquanto a Oatly se beneficia de sua vantagem de pioneiro no mercado de leite de aveia, os principais concorrentes estão ansiosos para ganhar uma fatia do bolo, com gigantes da alimentação como Danone, Nesquik e outras empresas iniciantes.

Os relatórios da possível IPO de Oatly chegam logo após uma grande expansão global. A marca chegou no mercado de Cingapura pela primeira vez no final de 2019, após o lançamento de novas opções vegetais em oito mercados asiáticos e uma parceria nacional histórica com a gigante do café Starbucks China, juntamente com as startups OmniFoods e Beyond Meat.

A Oatly tem contradições?

Todo esse sucesso da Oatly também tem sua dose de contradições e controvérsias. Recentemente, a marca enfrentou grande reação em relação ao investimento de US$ 200 milhões que recebeu da empresa Blackstone. Tudo isso porque, a investidora está ligada ao desmatamento e seu CEO, Steve Schwarzman, ser um grande doador para Donald Trump Super PACs. Logo, ex-fãs de Oatly recorreram às redes sociais para fazer campanha por um boicote e para “cancelar” a marca.

Os críticos dizem que o investimento do principal fundo de private equity, conhecido por seu histórico climático sinistro, está em contradição direta com a posição de Oatly como marca sustentável. Desde sua fundação, uma parte central do apelo de Oatly para a geração mais jovem de consumidores conscientes são seus benefícios de sustentabilidade como uma alternativa de baixo carbono, economia de água e desmatamento aos laticínios tradicionais.

No entanto, a empresa se defende alegando que este tipo de investimento será um exemplo e criará um efeito cascata na comunidade financeira.

Quais os concorrentes da Oatly?

De fato, o maior concorrente da Oatly no mercado dos EUA é a Beyond Meat. Esta foi primeira empresa de alimentos à base de vegetais a abrir o capital nos Estados Unidos e foi um dos IPOs de melhor desempenho de 2019.

No entanto, isso foi antes da pandemia de coronavírus, que Oatly pode enfrentar o fim da cauda em 2021. Além disso, Beyond Meat oferece atualmente substitutos da carne, não substitutos do leite. Portanto, embora as duas empresas estejam competindo na indústria de alimentos à base de plantas, suas ofertas são diferentes. Sem falar que Beyond Meat também tem um concorrente feroz: o Impossible Foods.

No entanto, há outro produtor de bebidas à base de plantas nos EUA. Greg Steltenpohl fundou a Califia Farms em 2010. Ele oferece uma variedade de produtos, que inclui leite, creme, manteiga, iogurte, café e sucos. Além disso, a empresa recentemente levantou $ 225 milhões em uma rodada de investimentos da Série D. Isso deu à Califia um valor de cerca de US$ 800 milhões, um pouco menos da metade do que a Oatly.

A Chobani também é concorrente do Oatly. A marca de iogurte de grande nome lançou seu iogurte à base de plantas em 2019. E, assim como Oatly, a empresa usa aveia para fazê-lo. Chobani oferece leite, iogurtes e cremes. A Chobani foi estimada entre US$ 3 e US$ 5 bilhões em 2014 e continua sendo uma empresa privada.

Outros concorrentes da Oatly incluem:

  • Kemps
  • Alpro
  • Organic Valley
  • Produtores de leite
  • Stoneyfield Farm
  • Vitasoy

Qual a visão de mercado para o IPO da Oatly?

O mercado de base vegetal inclui substitutos para carnes, ovos e laticínios. Segundo dados de 2020, as vendas de alimentos de origem vegetal substitutos aos alimentos de origem animal cresceram 29%, para US$ 5 bilhões, nos últimos dois anos.

Em 2019, os laticínios vegetais eram a categoria principal, gerando US$ 2 bilhões em vendas. Ademais, outros laticínios vegetais seguiram de perto, com US$ 1,4 bilhão, seguidos por substitutos de carne. Mas alguns analistas acreditam que o mercado de alimentos à base de vegetais valerá US$ 74,2 bilhões em 2027.

De acordo com o The Good Food Institute, o leite de aveia atingiu US$ 84 milhões em vendas em 2019. É considerado o leite vegetal de crescimento mais rápido. Em 2019, as vendas cresceram 686%. Do início de 2018 ao final de 2019, cresceram incríveis 1.946%. O site também afirma que 41,3% das famílias americanas compram leite de origem vegetal, totalizando quase 53 milhões de famílias.

Contudo, a Oatly oferece outros substitutos do leite à base de plantas também. Veja quanto vale cada categoria:

  • Sorvete: $ 336 milhões
  • Iogurte: $ 283 milhões
  • Manteiga: $ 198 milhões
  • Queijo: $ 189 milhões
  • Cremes: $ 287 milhões
  • Pronto para beber: $ 122 milhões
  • Molhos: $ 30 milhões

Apesar da Oatly não ter produtos para todas as categorias listadas, a empresa está procurando expandir suas ofertas, bem como sua presença global. E um IPO da Oatly poderia ajudar a empresa a seguir em frente com esses planos.

Por fim, embora não haja nada confirmado para que as ações da Oatly cheguem ao mercado, os investidores devem ficar atentos a novas informações. É muito possível que 2021 seja o ano para um IPO da Oatly.



por Nadia Ferreira Gonçalves em 8 de fevereiro