A pasta de amendoim é um alimento versátil e nutritivo, que pode ser usado em shakes, mingaus, sobremesas ou simplesmente, passado sobre uma deliciosa torrada quente. Além disso, há no mercado blends deliciosos e as mais variadas combinações, que garantem ainda mais sabor e cremosidade à pasta de amendoim.

No entanto, toda essa versatilidade e sabor pode se tornar desinteressante se o produto não for vegano.

Ops! Mas pasta de amendoim não é vegana? A resposta simples é sim, mas não sempre.

Isso se deve ao fato de que as receitas de pasta de amendoim variam um pouco, sendo que, mesmo as versões mais simples, podem ser acrescidas de mel ou chocolate ao leite, por exemplo. Desse modo, encontrar pasta de amendoim de boa qualidade, desenvolvida com receitas mais elaboradas e totalmente isenta de produtos de origem animal definitivamente não é algo tão fácil.

Quando a pasta de amendoim NÃO é vegana 😲

O produto de origem animal mais comumente adicionado à pasta de amendoim é o mel. Normalmente, esse produto é excluído da maioria das dietas veganas, pois é produzido por abelhas e, assim como ovos e laticínios, é um produto animal.

Dentre as opções “turbinadas”, há também versões altamente proteicas, normalmente suplementadas com whey protein, que é proveniente do soro de leite; além das versões com adição de colágeno, produto extraído da pele, cartilagens e tendões de aves, suínos e bovinos.

Como se não bastasse, alguns tipos do produto também são suplementados com ácidos graxos ômega-3, que em sua maioria são provenientes de peixes, como anchovas ou sardinhas.

Há ainda outras marcas que usam açúcar de cana refinado, que às vezes é filtrado e branqueado com uso do char de ossos, uma espécie de carvão feito de ossos carbonizados moídos. Embora o açúcar refinado não contenha propriamente produtos de origem animal, alguns veganos evitam usar produtos que foram processados ​​com esse método.

Pasta de amendoim pouco saudável

O amendoim é rico em gorduras monoinsaturadas, que diminuem o risco de doenças cardiovasculares. Ele também está repleto de proteínas – em ¼ xícara você encontra cerca 19% da ingestão diária recomendada. Teoricamente, a pasta é obtida pelo simples processamento do grão, até obtenção de uma pasta lisa, sendo assim, tão saudável ​​e vegana quanto o próprio amendoim.

No entanto, como acontece com muitos itens alimentícios produzidos em massa no mundo moderno, há potencialmente uma série de outros ingredientes que podem entrar no frasco. Desse modo, mesmo a pasta de amendoim vegana pode não ser saudável.

Tais adições desnecessárias são geralmente empregadas para preservar a vida útil ou estabilidade do produto, torná-lo mais barato, torná-lo mais fácil de produzir ou torná-lo mais saboroso (onde um sabor mais agradável geralmente equivale a mais açúcar, sal ou gordura – itens que nós, meros humanos, estamos aptos a gostar por toda a força da evolução).

Adições comuns incluem açúcar, óleo e sal, mas você também pode encontrar estabilizantes, conservantes, corantes e outros “antes” que tornam o produto menos saudável.

Pasta de amendoim vegana, saborosa e saudável 😋

Enfim, para quem busca por uma versão vegana, saudável e saborosa é preciso aprender a ler o rótulo, não há como fugir.

A boa notícia é que recentemente nós publicamos aqui sobre a linha de pasta de amendoim vegana da Putz! Definitivamente, elas atendem a todos os critérios: são altamente proteicas, zero açúcar e low carb. Quanto ao sabor e textura? Ahhh!!! Isso já é assunto para outro post.



por Nadia Ferreira Gonçalves em 24 de novembro