O Ômega-3 vegano desperta a curiosidade de quem acompanha a nutrição moderna, e seus benefícios para a saúde não são novidades. A princípio, a reputação deste nutriente obteve um aumento meteórico, que vai desde o temido óleo de fígado de bacalhau, ​​até as modernas cápsulas de ômega-3 do novo milênio.

Por um longo período os suplementos de óleo de peixe foram promovidos como uma maneira fácil de proteger o coração. Desse modo, não é à toa que os americanos gastem mais de US$ 1 bilhão por ano em suplementos de ômega-3.

Benefícios do Ômega-3

Este super nutriente está relacionado à saúde de modo geral. No entanto, é importante salientar que existem principalmente dois tipos de ômega-3:

  • EPA, que se relaciona principalmente com a proteção da saúde cardiovascular;
  • DHA, que é considerado fundamental para o desenvolvimento do cérebro e sistema visual, também associado à saúde materno infantil.

Manutenção da estrutura corporal e energia

Os ácidos graxos Ômega-3 são importantes no funcionamento normal de todos os tecidos do corpo. Desempenham papéis importantes como componentes na formação de estruturas das membranas celulares. O DHA, em particular, é especialmente alto na retina, cérebro e esperma.

Além disso, fornecem energia para o corpo e são usados ​​para formar moléculas com funções abrangentes nos sistemas cardiovascular, pulmonar, neurológico, imunológico e endócrino.

Sistema nervoso

Um dos únicos ácidos graxos toleráveis ao cérebro saudável em qualquer quantidade apreciável é o Ômega-3 DHA, representando cerca de 30% da matéria cerebral.

Proteínas importantes da membrana celular, como os canais de íons, dependem dele para serem incorporadas corretamente. Essas funções dependem do DHA e são obviamente vitais para o funcionamento dos nossos cérebros complexos.

Visão

O ômega-3 DHA ocorre em grandes quantidades na retina e ao que tudo indica, está associado à prevenção de doenças da visão.

Sistema cardiovascular

A suplementação alimentar com ômega-3 EPA pode reduzir o risco de doença cardiovascular. O ômega-3 beneficia a saúde do coração, incluindo redução geral da inflamação e da pressão arterial.

Ômega-3  à base de plantas

Aquém dos aspectos que comprovem, ou não, os benefícios da suplementação à base de óleo de peixe, há implicações óbvia para a sustentabilidade dos métodos de extração, bem como consequências para a poluição marinha e a pegada industrial.

Além disso, como uma triste reflexão sobre o estado dos oceanos, os peixes acumulam os poluentes presentes na água, com potencial para introduzir compostos como metais pesados ​​na cadeia alimentar humana.

A boa notícia é que ninguém precisa comer neurotoxinas e substâncias cancerígenas para obter seu ômega-3. Existem fontes vegetais perfeitamente seguras e importantes estudos mostram que o ômega-3 à base de plantas pode proteger a saúde sem expor o organismo a toxinas prejudiciais.

Portanto, como parte de uma dieta saudável, o ômega-3 vegano fornece melhor proteção contra doenças cardíacas e muitas outras condições degenerativas. Isso também beneficia o meio ambiente.

Fontes vegetais de ômega-3 são sustentáveis, peixes não.

Como escolher o Ômega-3 vegano

Considerando todo o potencial de toxicidade que o Ômega-3 proveniente de óleo de peixes pode ter, optar pelo Ômega-3 vegano surge como a alternativa mais segura. Tudo isso por que, é melhor obter ômega-3 de fontes saudáveis ​​de plantas, como óleo de algas e linhaça.

Ômega-3 vegano de algas

Você sabia que os peixes não produzem Ômega-3 ? Isso mesmo, eles o obtém por meio da alimentação, ao consumirem fitoplanctons que se alimentaram de microalgas, e acumulam Ômega-3  em seus tecidos. Portanto, mesmo que você não seja vegano, faz sentido consumir ômega-3 diretamente da fonte, ou seja, microalgas, evitando assim a toxicidade e poluentes dos peixes.

Primordialmente, as algas são uma fonte vegana confiável desse nutriente. Além disso, as algas são bastante simples e baratas de cultivar – exigindo apenas a luz solar, dióxido de carbono, nitrogênio e fósforo.

Ainda, o cultivo de algas é sustentável – uma das poucas operações agrícolas com pegada neutra em carbono (o que significa que o processo não expele carbono novo na atmosfera).

ômega-3 vegano catarinense

O Veg Ômega-3 Catarinense, fabricado pela Catarinense Pharma, é de origem segura e possui ômega-3 do tipo DHA. É extraído de microalgas cultivadas em ambiente sustentável. As vantagens de consumir o produto vão além dos seus benefícios para a saúde, e englobam sustentabilidade, alta pureza, qualidade e origem não animal.

Para comprar, clique aqui.

Ômega-3 vegano de linhaça

As sementes de linhaça são potências nutricionais, fornecendo uma boa quantidade de fibras, proteínas, magnésio e manganês em cada porção. Elas também são uma excelente fonte de ômega-3 e comprovadamente benéficas para a saúde do coração.

ômega-3-vegano-unilife

Uma das opções mais acessíveis deste suplemento é o ômega-3 vegano da Unilife. O produto é extraído das sementes de linhaça, de origem 100% vegetal e livre de contaminação. É rico em uma gordura chamada ácido alfa linolênico (ALA). Essa gordura é uma precursora, ou seja, a partir do ALA o corpo produz o EPA e o DHA.

Para comprar, clique aqui.

E você, já utiliza suplementos veganos? Saiba mais sobre as principais marcas de proteína vegana e alimentação vegana para atletas.



por Nadia Ferreira Gonçalves em 1 de julho