Ao que tudo indica, muitos empreendedores ainda não utilizam o poder do marketing no mercado vegano. Ao tentar competir neste espaço, muitos se esquecem de que, assim como qualquer outro empreendimento comercial, estratégias eficazes surgem pelo poder do conhecimento.

Inicialmente, para quem encara o desafio do mercado vegano, a busca por boas informações e conhecimentos pode ser o melhor lugar para começar.

Conheça o seu público

Para usufruir de todo o poder do marketing no mercado vegano, o primeiro passo é conhecer bem o seu público. Conceitos e termos pertinentes precisam estar claros, de modo a evitar equívocos e confusões desnecessárias.

…o veganismo é um modo de vida que procura excluir, na medida do possível e praticável, todas as formas de exploração e crueldade com animais como alimento, vestuário ou qualquer outro propósito.

The Vegan Society

Neste sentido, existem muitas maneiras de adotar um estilo de vida vegano. Contudo, uma similaridade existente entre todos os veganos é a dieta baseada em plantas. Essa é, provavelmente, a primeira ação tomada para evitar todos os produtos de origem animal, como carne (incluindo peixes, mariscos e insetos), laticínios, ovos e mel.

Mas não para por aí, no rol de exclusões da vida vegana também estão materiais derivados de animais, produtos testados em animais e lugares que usam animais para entretenimento.

Num caminho um pouco diferente estão as pessoas que optam por reduzir ou até mesmo excluir produtos de origem animal de sua alimentação, principalmente por objetivos de saúde ou proteção ambiental. Aqui o foco é retirado dos animais poupados, e é direcionado a outras questões que afetam diretamente a vida humana.

Isso pode parecer complicado ou confuso para alguns, mas realmente pode ser resumido nos termos gerais:

  • Veganismo: estilo de vida que visa evitar na medida do possível e praticável, o consumo de produtos e serviços que envolvam qualquer exploração animal.
  • Vegetarianismo: dieta alimentar que exclui da alimentação qualquer produto de origem animal.

Entretanto, ressalta-se que entre estes dois estilos ainda existem outros termos de referência intermediários.

Conheça os números

Assim como qualquer outro empreendimento que busque a solução de problemas, a análise dos dados é essencial. Infelizmente, no Brasil, não existem muitas fontes de informação diferentes sobre este mercado, e os dados disponíveis não são atualizados com a devida frequência.

Dados de uma pesquisa encomendada pela Sociedade Vegetariana Brasileira ao IBOPE em 2018, trouxeram as seguintes informações sobre o público vegetariano no Brasil:

  • 14% da população se declara vegetariana;
  • Nas regiões metropolitanas de São Paulo, Curitiba, Recife e Rio de Janeiro este percentual sobe para 16%;
  • A estatística representa um crescimento de 75% em relação a 2012;
  • 55% consumiriam mais produtos veganos se estivessem melhor indicados na embalagem ;
  • 65% consumiriam mais produtos veganos se tivessem o mesmo preço que os produtos que estão acostumados a consumir.

É provável que estes números já tenham crescido drasticamente desde aquele ano, mas eles são suficientes para indicar a potencialidade deste mercado. Ainda, explicam o bum de produtos veganos que estamos presenciando, e justificam a importância de se investir em marketing focado no mercado vegano.

Popularidade e mercado vegano

A popularidade do veganismo está subindo rapidamente no Brasil. Especialmente nos dois últimos anos, presenciamos o aumento significativo do número de manifestações pró-veganismo nas redes sociais, bem como, uma elevação nos números de lançamentos de produtos direcionados a este público.

Existem diferentes razões pelas quais o veganismo está em ascensão no Brasil. Ativismo, documentários e atividades de mídia social certamente desempenham um importante papel. Porém, devemos reconhecer como as estratégias de marketing impactantes também podem estar por trás de tamanha popularidade.

Grandes marcas estão percebendo esses padrões de estilo de vida ​​e, em resposta, lançam novos produtos veganos. Algumas marcas veganas também são hábeis em atrair os valores dos consumidores para comercializar seus produtos. O público no Brasil está se interessando cada vez mais por produtos éticos, sustentáveis ​​e saudáveis.

Desse modo, estratégias de marketing bem desenvolvidas, em resposta ao aumento das demandas por produtos à base de plantas, estão ajudando a atrair muito mais pessoas ao veganismo, como uma roda d’água que se retroalimenta.

Bases estratégicas para o marketing vegano

Depois de entender melhor o veganismo e o mercado vegano, é interessante reconhecer a importância das bases estratégicas de marketing para este mercado. Como empreendedor num mercado extremamente novo e cheio de tendências, é crucial que você faça as coisas certas e seus produtos atendam aos padrões do seu público-alvo.

  • Conecte-se ao seu mercado: o veganismo está em ascensão meteórica e há todas as categorias de recursos em sua comunidade local. Participe de feiras e encontros de comida vegana, mercados de agricultores e restaurantes veganos. Converse com outros empreendedores e confira seus produtos e como eles estão comercializando.
  • Seja autêntico: o respeito é a chave! Entenda o que é o veganismo e mostre respeito em seus produtos.
  • Comunique-se de forma eficaz: a comunidade vegana é adepta do mercado digital. O uso de plataformas de mídia social continua sendo uma maneira altamente eficaz de alcançar os clientes.

Não há margem para erro. Se você afirma que um produto é vegano, verifique se ele atende aos critérios. Portanto, não duvide, você será testado pelo consumidor. Os veganos são apaixonados por seu estilo de vida e dentre eles há os que buscam encontrar erros ou afirmações falsas. Seja cuidadoso com seu produto e garanta que sua marca vegana atenda às expectativas.

Com mais pessoas mudando para o veganismo ou pensando em experimentar o estilo de vida, as marcas terão que encontrar maneiras únicas de colocar seus produtos frente ao público de modo atrativo. Saber utilizar as bases estratégicas se traduz como algo essencial para aproveitar o poder do marketing no mercado vegano.

Leia mais sobre o crescimento do mercado vegano aqui.



por Nadia Ferreira Gonçalves em 8 de julho