O conceito da dieta flexitariana – o meio-termo entre uma alimentação que inclui alimentos de origem animal e plant-based – vem se popularizando dentro do universo da nutrição.

Esse modelo de alimentação, propõe reduzir o consumo de alimentos derivados de animais em substituição aos alimentos plant-based, isto é, 100% baseado em vegetais. O Brasil é o maior produtor de carne (principalmente bovina) do mundo, no entanto, é também o país com o número de vegetarianos que mais cresce no mundo.

Dieta flexitariana

Esse tipo de alimentação não é somente uma dieta segura, mas também um método reconhecido na reversão de doenças crônicas associadas à obesidade. Qualquer passo para a redução no consumo de proteína animal é positivo, pois automaticamente, o consumo diário de gorduras saturadas e de colesterol é diminuído.

Na dieta flexitariana, o consumo de fibras e a redução de gorduras, ajudam a reduzir a quantidade de calorias, o que é importante em uma sociedade com sobrepeso e obesidade elevados.

Atualmente, existem opções saborosas e inovadoras. Empresas como N.OVO, com linhas completas de alimentos plant-based, como ovos em pó, coxinhas e maionese – criados a partir de tecnologia própria.

“O intuito da dieta é oferecer uma alimentação inclusiva e saborosa que protagoniza os vegetais, alimentos que fornecem naturalmente fibras e menores teores de gorduras saturadas. No entanto, não existe um padrão de consumo de proteína animal para definir o que é ou não um flexitariano, ou seja, se a pessoa se alimenta majoritariamente de fontes vegetais, mas consome carne duas ou três vezes por semana, já entra na categoria”, diz a nutricionista Alessandra Luglio, consultora da marca plant based N.OVO.

É importante sempre contar com acompanhamento especializado ao fazer alterações na sua alimentação.

Sobre a N.OVO

A N.OVO, startup que produz alimentos à base de plantas, é pioneira no Brasil na produzir de substitutos para ovos. A empresa nasceu com o intuito de mudar o jeito que as pessoas se alimentam e gerar menos impacto no planeta.

Visando ser uma linha completa de alimentos 100% à base de vegetais, a foodtech se dedica à criação de produtos inovadores, inclusivos e sustentáveis. Hoje já possui alternativas para ovos, maioneses e carne de frango e pretende lançar outras novidades durante 2022.

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também:

Meet Future vence competição plant-based com cortes inteiros de micoproteína fermentada

Impossible Food revela que está desenvolvendo filé mignon plant-based

Rustlers lança filé de frango Maverick plant-based

Imagem ilustrativa de capa: Pexels

Por Ana Cristina Gomes em 1 de dezembro
Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores