A Saltyco, startup britânica, lançou o BioPuff, material de enchimento à base de plantas para jaquetas, oferecendo isolamento térmico, leveza e resistência à água. Substituindo assim materiais derivados de animais e petróleo, como fibras de pato, ganso, poliéster ou nylon.

O BioPuff da Saltyco, vencedor do Prêmio de Mudança Global da H&M Foundation em 2022, é uma inovação que utiliza agricultura regenerativa em áreas úmidas para cultivar plantas e transformar a planta junco em uma alternativa sustentável às fibras sintéticas e de penugem de ganso presentes em jaquetas. Com sede em Salford, no noroeste da Inglaterra, a Saltyco busca reduzir as emissões e aumentar a produtividade das turfeiras reumedecidas.

Material à base de plantas

A estrutura de alto volume do junco é notável, com suas cabeças de sementes podendo expandir cerca de 300 vezes em tamanho, proporcionando uma sensação agradável e fofa semelhante à estrutura natural da pena de ganso. Se a produção do BioPuff for ampliada, o impacto ambiental na fabricação de roupas será significativamente menor em comparação com as fibras tradicionais.

O Wildlife Trust para Lancashire, Manchester e North Merseyside está colaborando com um fazendeiro local e um proprietário de terras em um projeto de paludicultura em um local de cinco hectares, apoiado por um subsídio de £ 400.000 do governo do Reino Unido. Essa iniciativa visa aumentar a disponibilidade de junco, essencial para produzir material suficiente para uma jaqueta. A primeira colheita de junco está programada para ocorrer nesse local em 2026. Com essa parceria, eles buscam a sustentabilidade e a biodiversidade na região.

O projeto está localizado em Manchester, e o local, que havia sido drenado para agricultura há mais de 50 anos, será revertido para o cultivo de juncos. O Wildlife Trust estima que essa mudança poderia economizar 2.800 toneladas de dióxido de carbono até 2050, ao mesmo tempo que impulsionou a biodiversidade. Além disso, o projeto é visto como uma oportunidade de renda adicional para os agricultores nas terras baixas de turfa no noroeste da Inglaterra, proporcionando benefícios socioeconômicos e ambientais para a região.

Faça parte da comunidade da Vegan Business no WhatsApp: Notícias | Investidores

De acordo com Mike Longden, do Wildlife Trust, ao Guardian: “Se pudermos tornar este teste bem-sucedido e melhorá-lo, há tanta turfa de planície no Reino Unido que está clamando para ser reumedecida, tanto ambiental quanto economicamente. Cultivar em turfa de planície pode ser realmente difícil. Não é a agricultura mais lucrativa.”

Jaqueta BioPuff

A jaqueta BioPuff oferece uma alternativa ética e sustentável às penas e materiais sintéticos à base de petróleo, que são associados a exploração animal e aos desafios climáticos. Uma investigação da PETA revelou práticas cruéis, como a arrancar as penas das aves vivas, causando medo e feridas.

Além disso, materiais sintéticos, como o poliéster, têm uma pegada climática negativa. Sua falta de biodegradabilidade resulta em longa permanência em aterros sanitários, liberando microfibras tóxicas. Além disso, o poliéster, derivado do petróleo, uma fonte não renovável de combustível. A escolha do BioPuff promove a conscientização sobre questões ambientais e éticas, incentivando a adoção de opções mais ecologicamente responsáveis.

De acordo com a Saltyco, ao substituir uma única jaqueta convencional por uma versão BioPuff, é possível regenerar 10 m² de terra e economizar 40 kg de dióxido de carbono. A startup utiliza processos de fabricação mecânica com baixo consumo de energia e sem água, garantindo que seus produtos sejam biodegradáveis e compostáveis.

O site da empresa destaca que o material possui uma estrutura de aglomerado que retém o calor em pequenas bolsas de ar, proporcionando isolamento térmico. Sua baixa densidade torna-o adequado para isolar diversos tipos de roupas. As fibras desenvolvem uma camada natural de cera durante o crescimento, melhorando sua resistência à água em condições climáticas climáticas.

Sobre o material

O BioPuff foi submetido a testes comparativos com os materiais de enchimento conhecidos, como fibras à base de petróleo e demonstrou uma das melhores proporções de enchimento para peso no mercado, com excelente isolamento térmico.

O sucesso do BioPuff já se manifesta em uma jaqueta da grife italiana YOOX, integrada à coleção 8 by YOOX. A SaltyCo, fazendo parte do Programa Global de Inovação da Fashion for Good, está atualmente em contato com mais marcas de moda para ampliar o uso do BioPuff e transformar outras jaquetas puffer, proporcionando uma opção mais sustentável e inovadora no setor da moda.

Gostou dessa notícia? Aproveite e leia também:

Você sabia que nem todo vinho é vegano? Saiba como identificar!

5 receitas veganas para assistir no Reels

Selo verde: Confira os benefícios do rótulo ambiental

Imagem ilustrativa de capa: Divulgação Saltyco

Por Ana Cristina Gomes em 7 de agosto