Aleph Farms e BRF anunciaram recentemente uma parceria que trará carne cultivada ao Brasil. Sob o novo acordo, Aleph e BRF irão co-desenvolver e produzir carne cultivada usando as plataformas de produção patenteadas da Aleph (BioFarm ™).

A BRF também distribuirá produtos de carne bovina cultivada com Aleph no Brasil. Essa parceria fortalecerá a cadeia de suprimentos da BRF e reduzirá seu impacto ambiental, em simultâneo, em que diversificará a oferta de produtos da empresa para atender às crescentes demandas dos consumidores por uma variedade de produtos cárneos.

Sobre a parceria

“Estamos entusiasmados em unir forças com a BRF, líder global nas indústrias de alimentos e carnes. Esta nova parceria avança a estratégia da Aleph Farms de se integrar ao ecossistema existente como parte de nossos planos de go-to-market, empresas de alimentos e carnes promoverão um aumento mais rápido da carne cultivada e, eventualmente, levarão a um impacto positivo mais amplo. Como um dos maiores produtores de carne bovina do mundo, o Brasil é um mercado estratégico para nós. Ficamos impressionados com o forte compromisso da gestão BRF à inovação e sustentabilidade. Temos a convicção de que valores compartilhados são a chave para uma parceria de sucesso de longo prazo”, afirma Didier Toubia, Cofundador e CEO da Aleph Farms.

A BRF é uma das maiores produtoras de carnes do mundo, com mais de 30 marcas em seu portfólio. Com receita de aproximadamente R$ 39 e investimento de mais de R$ 155 milhões em 2020 em projetos de redução de impacto ambiental, a parceria com a Aleph faz parte da estratégia Visão 2030 da BRF. Lançada em dezembro de 2020, a iniciativa deve arrecadar receitas superiores a R$ 100 bilhões até 2030.

“A BRF está pronta e com a responsabilidade de assumir um papel de liderança nesta revolução alimentar e ser um participante ativo em uma das maiores transformações do setor desta geração”, diz Lorival Luz , CEO da BRF.  “Desde 2014, testemunhamos uma crescente demanda global por novas fontes de proteína impulsionada por vários fatores, nomeadamente preocupações ambientais, novas dietas e estilos de vida, o que tem estimulado o crescimento de novos gêneros alimentares, incluindo flexitarismo, vegetarianismo e muito mais”, destaca Luz.

Alinhamento internacional

Além do potencial comercial da carne cultivada no mercado brasileiro, esse alinhamento também viabiliza as duas empresas em suas missões de sustentabilidade e segurança alimentar.

O Brasil reafirmou recentemente à ONU (Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima – UNFCCC) o compromisso do país de reduzir as emissões líquidas totais de gases de efeito estufa em 43% até 2030. Ao mesmo tempo, a Aleph Farms se comprometeu a eliminar as emissões associadas à produção de carne até 2025 e alcançar emissões líquidas zero em toda a sua cadeia de abastecimento até 2030. Com o gado sendo responsável por emissões significativas de gases de efeito estufa e a demanda por carne deve continuar crescendo, as parcerias da Aleph Farms os operadores históricos da indústria demonstram como a incorporação da inovação no ecossistema agrícola local pode ajudar as empresas e os países a alcançarem seus objetivos climáticos.

“Essa é mais uma etapa que fortalece a jornada inovadora da BRF em oferecer alternativas aos consumidores, otimizar a eficiência e ao mesmo tempo reduzir o desgaste da cadeia produtiva”, explica Sergio Pinto , diretor de Inovação da BRF . “Somos uma empresa de alimentos que investe em tecnologia avançada e respeita e alia as novas tendências associadas à sustentabilidade socioambiental. Produzindo carnes de cultivo sustentável de alta qualidade, podemos firmar ainda mais nosso papel como agentes transformadores da indústria alimentícia, por meio da oferta as últimas novidades na produção de carne ”, acrescenta.

Aleph Farms e BRF

Sobre Aleph Farms

Aleph Farms é uma empresa de alimentos que está abrindo um novo caminho como líder do ecossistema global de alimentos sustentáveis, trabalhando para cultivar carne a partir de células não geneticamente modificadas, isoladas de uma vaca, usando uma fração dos recursos necessários para criação de um animal inteiro para consumo e sem antibióticos. Aleph Farms foi co-fundada com The Kitchen Hub do Strauss Group e com o Professor Shulamit Levenberg, Reitor da Faculdade de Engenharia Biomédica do Technion – Instituto de Tecnologia de Israel. Aleph Farms é apoiado por alguns dos produtores de alimentos mais inovadores do mundo, como Cargill, Migros e o Grupo Strauss.

Em janeiro de 2021, a Aleph anunciou uma parceria semelhante, com a Mitsubishi, para levar sua carne cultivada para o Japão. Ainda, no mês passado, a Aleph anunciou que havia feito o primeiro bife de lombo cultivado e bioimpresso em 3D .

Recentemente, a empresa recebeu recentemente elogios por sua contribuição para o movimento de sustentabilidade global do Fórum Econômico Mundial, UNESCO, Fórum Netexplo e EIT Food.

Sobre BRF

Uma das maiores empresas de alimentos do mundo, a BRF está presente em mais de 130 países e possui marcas icônicas, entre elas Sadia, Perdigão e Qualy. Segundo dados da empresa, seu objetivo é oferecer alimentos cada vez mais saborosos, práticos e de boa qualidade para pessoas em todo o mundo por meio da gestão sustentável de uma rede viva, longa e complexa que proporciona a todos uma vida melhor, do campo à mesa.

Baseada em compromissos fundamentais de segurança, qualidade e integridade, a estratégia da Companhia é baseada em uma visão de longo prazo e visa gerar valor para mais de 95.000 funcionários em todo o mundo, mais de 300.000 clientes e cerca de 10.000 parceiros integrados no Brasil, todos de seus acionistas e da sociedade.

O que esperar

A parceria entre Aleph Farms e BRF pode ser considerada um marco no cenário da carne cultivada. Todo o espaço para carnes cultivadas teve seu início recente. Além de Aleph, CellMEAT, Mirai Foods , Mosa Meat e Future Meat, são apenas algumas das empresas que levantaram fundos para sua abordagem à carne baseada em células.

Apesar de toda essa atividade, o preço continua sendo um grande obstáculo para a adoção generalizada de carne baseada em células. Criar e dimensionar carne com base em células ainda é uma proposta cara, embora o preço esteja caindo.

Resta saber com que rapidez a carne baseada em células atingirá a paridade de preço com a carne animal. Mesmo que a paridade de preços seja alcançada, no entanto, ainda existem questões regulatórias em torno da carne cultivada que devem ser resolvidas. Mas acordos como este entre Aleph e BRF ajudarão a indústria de carnes de cultura a crescer e chegar num lugar de destaque.

Gostou da parceria entre Aleph Farms e BRF? Leia também: Carne cultivada pode ajudar na libertação animal? e A carne baseada em células será a próxima tendência?



por Nadia Ferreira Gonçalves em 8 de março