O Plant Power Restaurant Group, empresa com sede na Califórnia (EUA), que controla os restaurantes veganos Plant Power Fast Food, arrecadou US$7,5 milhões em uma rodada de investimentos da Série A. Seus investidores foram a Batta Foods, Eat Beyond Global e Aileen Getty, bem como, investidores anjos anônimos, pela Helia Capital USA, uma subsidiária da Fusion Ventures. Esse investimento ajudará a empresa a se expandir nacionalmente, abrindo novos restaurantes na Califórnia e dois drive-thrus em Las Vegas. 

Quem irá liderar essa expansão são nomes conhecidos do mercado como Dan Lowe (ex-Diretor de Operações da Chipotle), Fabian Cervantes (ex-Gerente de Recursos Humanos da Marinha dos Estados Unidos e da Goodwill) e Rita Ugarte (ex-gerente geral do Hard Rock Cafe International).  

Conforme Zach Vouga, cofundador e CEO, disse à VegNews: “Estamos entusiasmados por termos conseguido desenvolver parcerias estratégicas importantes que abrem uma série de novas oportunidades de investimento à medida que continuamos a executar nossa estratégia de crescimento”. Também é relatado que as vendas de varejo aumentaram 50% de 2019 a 2020. 

História da rede de hambúrgueres Plant Power Fast Food

“Mudando o mundo, um hambúrguer por vez”, essa é a tradução literal do lema da Plant Power Restaurant Group. Essa rede foi fundada pelos empresários Mitch Wallis, Jeffrey Harris e Zac Vouga, tendo aberto seu primeiro restaurante em San Diego, no ano de 2016, servindo versões veganas dos clássicos do fast-food, por exemplo, um hambúrguer chamado The Big Zac (que busca reproduzir a versão do Big Mac do Mc’Donalds, foi batizado desta forma devido ao nome do fundador Zac Vouga). 

Na história do restaurante são feitas comparações interessantes. É falado que nos Estados Unidos 50 bilhões de hambúrgueres são comidos a cada ano e que, com essa quantidade, dava para circular o planeta todo 32 vezes. Também é citado uma pesquisa da Universidade de Michigan, dizendo que os hambúrgueres plant-based utilizam 99% menos água, 93% menos terra, produzem 90% menos gases que causam o efeito estufa e 46% menos energia. 

Também é dito que, em média, os estadunidenses comem três hambúrgueres a cada semana e que, se todos trocarem um desses hambúrgueres por um hambúrguer vegano, seria como tirar 12 milhões de carros das ruas por um ano inteiro. Mostrando que, sim, é possível fazer a diferença no meio ambiente. Além disso, a empresa usa bambu renovável para suas mesas e suas cadeiras são de resíduos reciclados e fibra de madeira.

Marcas de hambúrguer vegano brasileiras 

Já no Brasil, conforme matéria publicada aqui no Vegan Business, opções já consolidadas de marcas de hambúrgueres veganos para comprar são: Futuro Burguer, The New Butchers, Behind The Foods, Gourmet Vegan Burguer e Incrível Burguer. 


Aproveite e leia também: Mercado de carnes à base de plantas deverá atingir US$ 27,9 bilhões em 2025 e Conheça o primeiro hambúrguer vegano sem ultraprocessados do Brasil



por Amanda Stucchi em 2 de junho