O Burger King, rede de restaurantes fast-food cuja missão é ser a mais prazerosa experiência de alimentação, abriu o primeiro restaurante 100% livre de carne de origem animal na cidade de Colônia, localizada na Alemanha. Este novo restaurante funcionará por um período limitado de tempo e terá em seu cardápio carnes plant-based criadas pelo The Vegetarian Butcher, propriedade da Unilever. 

Sobre a escolha pela cidade de Colônia, o diretor de marketing do Burger King Alemanha, Klaus Schmaing, disse no vídeo da abertura, em tradução livre: “Por quê Colônia? Colônia é uma cidade grande da Alemanha, com um grande movimento de pedestres na Schildergasse, é fácil alcançar os meios de comunicação e os influenciadores podem vir. Portanto, tem fácil alcance”. Uma curiosidade é que a  Schildergasse é uma das ruas comerciais mais populares da Alemanha, atraindo cerca de 15 mil pessoas nos horários de pico.

O restaurante permanecerá aberto, conforme veiculado na mídia, de 07 a 11 de junho, oferecendo nuggets e hambúrgueres vegetais (incluindo a versão vegana do Whopper). Durante o período, o Burger King também irá estrear uma versão do sanduíche livre de carne de origem animal “The long Chicken”, composto de frango plant-based, com maionese vegana em um pão de gergelim, nos outros países o produto é conhecido por “Chicken Royale”.

Klaus Schmaing também dá a declaração no vídeo de abertura, em tradução livre: “No momento, só quero oferecer alternativas [à carne animal], queremos alcançar o público, democratizando as opções disponíveis, e também trabalhar com o que se quer comer. Então, quem quer comer carne deve comer carne, mas a pessoa também pode optar por uma alternativa sem carne”. 

Essa não é a primeira vez que a Burger King faz uma parceria com o The Vegetarian Butcher, no ano passado as duas empresas já trabalharam juntas para colocar  nuggets plant-based nas redes da Alemanha. 

Consumo de carne na Alemanha

A Alemanha está reduzindo seu consumo de carne, conforme um artigo de Christopher Bryant, do departamento de Psicologia da Universidade de Bath no Reino Unido, publicado na revista acadêmica Foods. Somente 45,2% se identifica como carnívoro, sendo que 30,5% se considera flexitariano (semivegetariano) e 4,6% vegetariano, com 1,9% de veganos. Outro estudo, dessa vez da Destatis, um escritório federal de estatísticas do país, aponta que houve uma diminuição de produção de carne animal de 4%, enquanto a produção de carne plant-based aumentou para 39%, demonstrando que a preferência do público está começando a se modificar. 

Opções livre de carne do Burger King no Brasil

Aqui no Brasil o Burger King tem duas opções no seu cardápio livre de carne de origem animal, como o Whooper de Plantas e o Veggie Burger. Porém, esses hambúrgueres são vegetarianos, já que contém lactose. 

História do Burger King

O restaurante foi fundado em 1954, por  James W. McLamore and David Edgerton in Miami e chegou no Brasil em 2004, tendo sua primeira unidade inaugurada no Shopping Ibirapuera. Em 2011, depois de ser adquirido pelo grupo 3G Capital, iniciaram uma operação própria no Brasil, por meio de uma joint venture entre Vinci Partners e 3G Capital. 

Atualmente, a rede está presente em todos os estados brasileiros com mais de 850 pontos de vendas. 

Leia também: 

Hambúrguer vegano da Impossible Foods agora estará no Burguer King

Burguer King apresenta o novo Vegan Chicken Royale Burguer no Reino Unido



por Amanda Stucchi em 8 de junho