A foodtech brasileira Faba Alimentos lançou uma linha de maioneses veganas chamada MayOh, disponível em três sabores: original, chipotle e ervas verdes. Em entrevista exclusiva ao Vegan Business, um representante contou que o desenvolvimento do produto levou em torno de seis meses após a criação do CNPJ da startup.

A maionese vegana é feita com a água de cozimento do grão-de-bico, mais conhecida como aquafaba, que entra como substituta do ovo com sua emulsão e espuma. “Estamos estudando as propriedades da Aquafaba desde 2017, o que nos ajudou muito no desenvolvimento da MayOh”, revela a empresa. Óleo de girassol, fibra de mandioca, alecrim, folha de curry, extrato concentrado de limão e vitamina E também fazem parte dos componentes.

Maionese vegana MayOh!

“A indústria de alimentos possui grande demanda por ingredientes que proporcionem Emulsificação e Geração de Espuma em suas formulações. Atualmente, dispõem como opção de fornecimento produtos de origem animal ou artificial.

A H2Faba cria uma nova categoria de ingrediente, de fonte vegetal e renovável, produto que substitui com equivalência as propriedades do ovo de galinha”, conta o porta-voz da marca. “Disponibilizamos uma opção que contribui para o desenvolvimento de novos produtos que suprem a expectativa de públicos relevantes e de promissor consumo.”

Ao Vegan Business, a Faba elucida como o processo de criação da maionese também é, consequentemente, bem mais sustentável. “Proporcionamos a redução de demanda de insumos no decorrer de toda a cadeia, isto é, reduzimos a quantidade de água, pegada de carbono, e diminuímos a quantidade do uso de terra para a alimentação e criação animal, além de contribuir positivamente para um grande problema relacionado ao bem-estar animal já que atualmente, no Brasil, 95% de toda a produção de ovos provém do sistema de confinamento total, no qual o animal fica preso em pequenos espaços, sem capacidade de se mover ou ter acesso a luz solar… e como nós fazemos isso? Simples, removemos a galinha da equação! Incrível, não é?”

Chipotle
Imagem: Divulgação

Uma surpresa positiva foi a grande aceitação do público em relação à maionese vegana. Com menos de um ano de lançamento, o produto já está fazendo grande sucesso: “O feedback dos nossos clientes está sendo muito gratificante e dos pontos de vendas também. Não esperávamos uma demanda tão grande, para se ter uma ideia, um mês após termos lançado o produto (agosto), atingimos as nossas metas de vendas para dezembro de 2020”. A Faba acrescenta que há novos sabores para serem lançados ainda, mas por enquanto estão focando na expansão de vendas.

Onde encontrar

A MayOh é vendida em embalagens de 290g e pode ser adquirida pela loja online por volta de R$ 19,90 cada. “Atualmente possuímos clientes físicos somente no estado do Rio Grande do Sul. Para 2021 queremos expandir nossas vendas para toda a região sudeste (RS, SC, PR e SP). Enquanto não chegamos aos outros estados, enviamos para o Brasil inteiro através do nosso E-commerce”, explica o representante.

Ao ser perguntada como é competir com outras empresas neste ramo da tecnologia, criando produtos veganos que se assemelham no gosto e textura aos de origem animal, a startup responde que não vê como uma competição: “Estamos passando por uma revolução no setor de alimentos, cada dia que passa, vemos novos produtos e novas marcas aparecendo no mercado. Não vemos as empresas que assemelham seus produtos aos de origem animal como competidores, mas sim como parceiros que também enxergam que alimentos de origem animal não são sustentáveis e que também queiram entregar a mesma experiência para o seu cliente.”

Também promete novidades – além de novos sabores de maionese vegana: “Sim, em 2021 entraremos em novas categorias de alimentos, com as nossas premissas de sempre: 100% naturais e feitas de plantas.”

A empresa, por fim, ressalta que não visa apenas veganos e vegetarianos como público-alvo: “Queremos atingir todas as pessoas que buscam uma alimentação mais saudável e mais sustentável.” Após ser indagado sobre como é lançar uma versão vegetal de um produto tão ligado ao ovo, o porta-voz responde: “Está sendo uma experiência extraordinária desconstruir um produto clássico como a maionese, logo de cara o consumidor possui dúvidas se o produto realmente se parece com uma maionese de ovo, mas após a primeira colherada de MayOh essa dúvida logo desaparece.

Queremos que o nosso consumidor não saiba distinguir uma maionese de ovo para uma plant-based, nosso slogan é: inovadora como você pede, gostosa como manda a tradição”, termina.

Leia também: Conheça o primeiro hambúrguer vegano sem ultraprocessados do Brasil



por Ana Reis em 3 de março